Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: O Vespeiro


Título: O Vespeiro • Autor: Kenneth Oppel • Editora: Galera • Páginas: 240 • Ano: 2017

 Quem acompanha o blog sabe que eu sempre gostei muito de infanto-juvenil, por essa razão fiquei muito animada com esse livro e como sempre faço eu li esse livro sem saber praticamente nada sobre ele. Com isso eu não sabia o que esperar da leitura, mas o que encontrei foi muito satisfatório, pois foi uma história muito envolvente que só consegui largar depois de terminá-la.


 Em "O Vespeiro" iremos conhecer Steve, ele mora com seus pais, sua irmã mais nova e recentemente com o novo bebê da casa, mas desde que esse bebê nasceu os pais dele ficam indo ao hospital, pois o bebê nasceu muito doente.
 Por conta disso Steve está muito preocupado e um dia ele acaba sendo picado por uma vespa, descobrindo assim que é alérgico à esses insetos e depois disso ele sonha com um anjo que diz que pode salvar seu irmãozinho.
 Acontece que um grande vespeiro aparece no telhado de sua casa e ele descobre que o anjo de seu sonho não é bem um anjo, é a vespa rainha desse vespeiro e ela só precisa que ele diga sim para que consiga salvar seu irmão.
 Steve sente que esses sonhos são reais, mas ao contar para seus pais eles acabam fazendo com que o menino comece a se encontrar com o seu analista novamente, pois acreditam que a situação com o irmão mais novo está afetando Steve.
 E agora, será que essa vespa rainha realmente existe e pode salvar o irmão de Steve ou é tudo fruto da imaginação do garoto? E se caso for real, qual será a consequência se Steve falar sim para a proposta dela?

"Eu odiava quando os olhos dela se enchiam d'água. Ficava assustado, pensando que ela já não era minha mãe, mas uma criatura frágil que podia se quebrar."

 Antes de tudo devo comentar que essa história é extremamente envolvente, tanto que eu fiquei vidrada na leitura desde as primeiras páginas, pois é tudo tão misterioso e incerto que o leitor fica ansioso.
 A gente não sabe se o que está acontecendo com Steve é real ou não, pois o menino já teve alguns episódios em que tinha pesadelos que achava ser real e nem ele mesmo tem certeza se o que está vivendo é real, embora sinta que é.
 Então a cada página virada o leitor vai ficando mais curioso para saber como será o desfecho e se é tudo coisa da cabeça de Steve mesmo ou não.


 É meio bizarro e horripilante acompanhar tudo, pois não sabemos qual a intenção da vespa rainha e ainda há outros personagens suspeitos na história, como uma sombra preta que aparecia nos pesadelos de Steve, um homem que afia facas e que deixou uma faca na casa de Steve, e o Sr. Ninguém, que é alguém que liga para o telefone da irmã de Steve.
 O Steve é um personagem muito cativante, pois é um garoto que se mostra muito preocupado com o irmão e tem a intenção de ajudá-lo, mas como toda criança ele possui seus medos e sente falta de seus pais que agora só passam seu tempo com o bebê.
 Nicole é a irmã mais nova de Steve e ela não entende o que está se passando de verdade, por essa razão é toda despreocupada e acredita que tudo vai ficar bem. Os pais de Steve não aparecem muito, mas são personagens que o leitor vai compreender e se compadecer da situação deles.

"Sabia que eu também estava quebrado. Eu não era como as outras pessoas. Era medroso, esquisito, ansioso e quase sempre triste, só não sabia o motivo. Meus pais me achavam anormal, tenho certeza. Eles negavam, mas ninguém manda uma pessoal norma para o analista."

 Como é um livro curto não dá para comentar muita coisa sobre a história e os personagens, mas é uma leitura extremamente envolvente que vai deixar o leitor aflito e arrepiado com o rumo da história.
 Tanto que eu não conseguia largar o livro, pois queria saber o que iria acontecer com Steve e seu irmão mais novo, e estava ansiosa esperando o autor revelar se tudo não passava de uma alucinação do protagonista ou era algo real mesmo, sendo que toda hora eu criava uma teoria e imaginava um rumo para a história, mas eu não acertei nada.


 A diagramação do livro está simplesmente incrível, começando por essa capa maravilhosa com vespas e esse fundo que dá um ar de horror. Já por dentro tudo está muito agradável, as folhas são amareladas e o tamanho da fonte do texto está ótima, sendo que há algumas ilustrações em preto e branco meio sombrias no livro e os capítulos são identificados pelo número de vespas que há na página.
 Como se trata de um livro onde o leitor não sabe o que vai acontecer e há um grande mistério, a gente fica ansioso lendo e isso faz com que a leitura flua fácil, sendo que os capítulos são curtos e a história é narrada por Steve o que ajuda a tornar a leitura ainda mais fluida.


 "O Vespeiro" foi um livro que me conquistou desde as primeiras páginas e que conseguiu me surpreender bastante, pois foi diferente de qualquer coisa que eu poderia ter imaginado e eu não consegui acertar o rumo que a história iria seguir.
 Enfim, esse é um infantojuvenil nada fofo que vai trazer personagens estranhos e situações arrepiantes, mas é uma história muito bem construída que tem tudo para conquistar muitos leitores, então eu super recomendo a leitura.

(livro recebido em parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. Oiee Lari ^^
    Esse livro é bem bizarro mesmo...haha' e o pior é que a gente nem sabe se as coisas estão mesmo acontecendo ou se são fruto da imaginação do Steve, né? Também achei a história bem envolvente, e gostei do desenvolvimento em si. Só o final que não me agradou 100%, mas, no geral foi uma leitura bem satisfatória.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lari!
    Fiquei curiosa com o livro. Pela capa esse livro nunca ia me atrair, mas sua resenha me deixou curiosa. Será que os sonhos de são Steve reais?
    Está cheio de ilustrações? Adorei!!!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  3. Oiiii, tudo bem??

    Tenho esse livro na estante, e estou louca para realizar a leitura. Acabei comprando pois achei a história bem diferente do que já li. E por ser pequeno e ter a letra maior, deve ser uma leitura bem rapidinha.
    Amei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  4. Eu também gosto muito dos infanto-juvenis, e o que mais me chamou a atenção nesse foi essa situação de não se saber se os acontecimentos são reais ou não. Creio que isso deve ser bastante arrebatador e instigante para quem está lendo. Não que isso faça alguma diferença na leitura em si, mas a capa é que não me agradou muito. Mas o importante é que o texto seja bom.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  5. Esse livro é um combo maravilhoso, a capa, as ilustrações, a história, é tudo tão perfeitamente bem elaborado que a gente nao consegue largar, ne? Foi uma delicia ler ele, concordo totalmente com a sua resenha.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Ainda não conhecia essa estória, mas me pareceu ser daqueles livros que envolve um pouco de psicológico, e que te fazem pensar. Gostei bastante da dica.
    Anotada a dica. Asi que ler, venho comentar se gostei também.

    ResponderExcluir
  7. Gente, a arte gráfica do livro está linda demais heim? Da capa a contra capa, ficou caprichado demais!!!
    Achei o peso psicológico do enredo bem interessante e ja quero ler.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu também me encantei por esse livro. Eu achei a trama meio sombrio, mas é incrível. A leitura é muito rápida e o enredo te conquista desde a primeira página. Esse suspense psicológico da obra é muito bom, amei a obra e deu até vontade de reler!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Confesso que quando li a sinopse desse livro, não fiquei muito curiosa para ler. No entanto, todas as resenhas que li sobre ele foram tão positivas que eu acabei me arrependendo de não ter solicitado.
    Parece ser uma leitura muito envolvente mesmo e me surpreendi ao ver que, mesmo sendo um livro infanto-juvenil, é um suspense psicológico tão bem construído.
    Um dos receios que eu tinha era justamente que o desfecho fosse algo previsível, então, fico feliz que o livro tenha prendido tanto sua atenção e que o autor soube conduzir o mistério de um jeito que te manteve curiosa.
    Adorei sua resenha e vou adicionar o livro na wishlist.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Desconhecia essa obra, deve ser uma lançamento bem recente né?! Achei muito legal suas considerações sobre o livro, eu gosto de livros do gênero, contudo não leio tantos, gosto desses livros quando estou de ressaca ou quando quero algo mais leve.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá!!
    Não conhecia esse livro, mas também adoro infanto-juvenis e fiquei bastante curiosa com essa premissa.
    Gostei da sua descrição do protagonista, e acho que ele também me cativaria.
    Dica anotada!
    Um beijo

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  12. Oi,Larissa

    Então, eu não curto infantojuvenil, por isso a leitura não me chamou atenção, mas devo falar que achei interessante essa coisa de não ser possível saber se o que está acontecendo é real ou não.

    Beijocas

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger