Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: Um menino em um milhão


Título: Um menino em um milhão • Autora: Monica Wood • Editora: Arqueiro • Páginas: 352 • Ano: 2017

 Quem acompanha o blog viu que eu estava realmente bem animada com esse livro e que o mesmo me conquistou logo nas primeiras páginas, por essa razão minhas expectativas para o livro foram aumentado com o passar das páginas e para a minha felicidade conclui a leitura maravilhada com a história tocante e sensível que encontrei nessas páginas.


 Em "Um menino em um milhão" vamos conhecer Quinn, um guitarrista que não conseguiu obter sucesso na sua carreira e que por se dedicar ao seu sonho, acabou deixando de lado sua família e nunca criou um verdadeiro vínculo com seu único filho.
 Então de uma hora para a outra o seu filho acaba morrendo e Quinn se vê meio que obrigado a continuar a missão do garoto, que era um escoteiro e cuidava de uma senhora centenária, a Ona.
 Acontece que Quinn não sabe como lidar com a morte de seu filho, pois eles nunca foram muito próximos, mas acredita que deve concluir a missão do garoto. Durante os dias restantes dessa missão, ele vai conhecer uma senhora muito cativante que conhece muito bem o seu filho e que vai dar a oportunidade para Quinn também conhecer um pouco sobre o garoto, que era realmente uma criança especial.

"Eu tinha um vazio em mim, e quando você é do tipo que tem um vazio, faz o quê? Procura alguém que o preencha."

 Esse é um daqueles livros que faltam palavras para descrevê-lo, pois é uma história tão tocante e bonita, mas ao mesmo tempo ela é leve e apesar de parecer, a autora não construiu uma história dramática e completamente triste. Engana-se quem lê a sinopse e pensa que é um livro sobre morte e luto, pois não é, embora obviamente tenha esses dois assuntos presentes, esse é um livro lindo sobre amizade.
 A história já começa sem o Menino e durante todo o livro ele será identificado como Menino, em nenhum momento o leitor vai saber o nome dele, mas durante toda a narrativa vai conhecer algo sobre esse garotinho e vai ser conquistado por ele aos poucos.
 Ele era um menino diferente que gostava de fazer coleções "estranhas" e era obcecado pelo Livro dos Recordes, foi um amigo maravilhoso para Ona, trazendo mais alegria para essa senhora que era tão sozinha e mesmo seu pai sendo tão ausente, o menino ainda admirava o mesmo.
 Ou seja, o Menino está presente no livro todo e é um dos personagens mais cativantes que já tive a oportunidade de conhecer em uma história, pois é uma criança especial, muito educado, determinado e amoroso.

"Mas a verdade é a seguinte: ninguém é insubstituível nesta vida."

 Quinn nunca foi um marido perfeito, menos ainda um pai perfeito, na verdade pode-se até falar que ele nem sequer foi um bom pai, já que era muito ausente e não sabia nada sobre seu filho. Alguns podem achar que esse personagem é extremamente egoísta e ele realmente é, pois desde sempre ele só soube correr atrás dos seus sonhos e não deu muita atenção para o sonho de sua família. E depois de sua perda ele fica ainda mais perdido, não se permite sofrer pela sua perda, é como se não acreditasse que tivesse o direito de sofrer por um filho que não cuidou e apesar do fato dele parecer tão indiferente à morte do filho ser revoltante, o leitor vai acabar entendendo a situação dele. Além disso, o personagem pode ser definido como um "fracassado", pois não teve sucesso em nenhuma área de sua vida e já está na meia-idade. Só que por mais estranho que pareça, apesar de Quinn ser todo errado, ele ainda é um personagem cativante, pois possui características e atitudes realistas que vão fazer com que o leitor se compadeça com sua situação.
 Belle, a mãe do Menino, é uma personagem muito cativante também, ela é quem mais sofreu com a perda do menino, mas apesar de toda dor continua sendo extremamente generosa e por vezes desconta sua raiva em Quinn, o cara que deveria ter cuidado de seu filho ao lado dela e o leitor vai entender todas as atitudes da personagem.
 Ona é quem descontrai a história, a personagem é muito divertida e por vezes irônica, sempre foi uma mulher a frente de sua época e como já tem uns bons anos de vida aprendeu da forma mais difícil a lidar com perdas, mas ela também sente muita falta do Menino, pois é nítido que ele trouxe luz para a vida dela e também trouxe sonhos.

"A velha Ona, exausta da viagem, procurando um vaso nos armários da cozinha, quis dizer à jovem Ona: "Não está vendo o iceberg que espera você logo ali na frente? Ninguém vai amar você mais do que ama a si mesmo" Mas a jovem Ona não conseguiu ver."

 Durante o livro vamos acompanhar as visitas que Quinn faz para Ona e durante isso vamos ver o personagem aprendendo tanta coisa e amadurecendo com toda a situação, sem contar que essas visitas vão fazer com que uma bela amizade nasça entre os dois personagens e por fim, Quinn vai descobrir algumas coisas sobre o Menino através de Ona.
 E no meio disso vamos acompanhar algumas lembranças de Ona sobre o Menino, sendo que o mesmo gravou uma entrevista com ela que possui dez partes, onde vamos conferir as respostas da Srta. Ona (como Ona gostava de ser chamada) sobre muitas perguntas sobre diversos assuntos, como guerra, família, voto, etc, sendo que as perguntas o leitor não vai saber, visto que o Menino não queria falar na gravação .
 E ainda há algumas páginas sobre vários recordes diversos que o menino gostava, como a borboleta mais pesada, o piloto mais velho, caminhada mais longa de trás para frente e é muito interessante conhecer alguns desses recordes curiosos. Sem contar que também há recordes de pessoas mais velhas, como a mais velha habilitada, que é um dos que o Menino se comprometeu a vencer com a Ona.


 É uma leitura extremamente envolvente que possui a dose certa de momentos tristes e momentos felizes, aquele tipo de história que você só vai querer largar depois de concluí-la, sendo que o final é de cortar o coração, ao mesmo tempo que é completamente maravilhoso e poético.
 A diagramação do livro está simplesmente linda, começando pela capa que representa muito bem a história e que possui uma bela combinação de cores. Por dentro o livro traz páginas amareladas e um ótimo tamanho na fonte do texto, sendo que nas trocas de capítulos há um lindo detalhe de ramos de árvores e o livro é dividido em 5 partes.


 É provável que esse livro conquiste todos os seus leitores, pois é uma história narrada de uma forma tão sensível e bonita que é impossível não ser cativado, sem contar que os personagens são tão humanos que a gente consegue compreendê-los e eles evoluem com a história.
 Enfim, esse não foi um livro que me arrancou lágrimas, mas o mesmo me tocou profundamente com sua história e se tornou um dos meus livros favoritos, por isso eu mais que recomendo a leitura.

(livro recebido em parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. Ola
    Pelo que pude compreender, é uma leitura bem sensível, além de envolvente, e eu realmente tenho muitas expectativas diante dessas leituras. Todos os comentários que eu leio são bem positivos, assim como em suas impressões, e eu não poderia estar mais motivada.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Poxa, esse livro parece ser maravilhoso! É um enredo diferente e acredito que vou me emocionar. Com certeza entrará na minha lista de leitura.
    Amei a resenha e as fotos!
    Beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
  3. Oi. :)
    Já ia dizer que livros com temas tristes não rola, mas lendo sua resenha vi que a amizade é o que une tudo.
    Me parece bem tocante, e mais uma vez não conhecia o livro. Não me recordo se já li resenha dele em algum blog, mas a premissa é bem curiosa.
    Quero muito conhecer a história de Quinn e sei que vou chorar bastante pq a pessoa é uma manteiga derretida rs.
    Adorei a resenha flor, parabéns.
    As Meninas Que Leem Livros - Lauri Brandão
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Acho a capa desses maravilhosa e incrível, dá vontade de ler só por causa dela, haha, mas sua resenha me deixou curiosa pra ler também. Eu provavelmente não vou chorar com a história também, já que dificilmente isso acontece, mas quero muito conhecer e ser cativada pela história!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  5. Ótima resenha!

    Grande abraço,
    Victor N Souza
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  6. Oi
    Até o momento todas as resenhas que li desse livro foram unânimes quanto a sua qualidade e capacidade de emocionar, eu já estou louca para ler e me encantar com essa história que parece realmente ser magnífica, afinal quando um livro recebrecebe tantos elogios assim, deve ter algo de realmente bom a oferecer, não é mesmo? Eu estou organizando minhas leituras atrasadas e assim que estiver tudo play lerei esse com toda a certeza.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oie! Tudo bem?

    Estou com esse livro aqui em casa, mas por enquanto acredito que não irei realizar a leitura dele, mas com o passar do tempo com certeza irei dar uma chance para essa história emocionante e linda!

    BJss

    ResponderExcluir
  8. Ainda não tinha lido nenhuma resenha deste livro, mas imaginava que ele fosse sensível mesmo. Sua resenha passou as emoções que você sentiu na leitura eme deixou com uma vontade imensa de ler o livro agora.
    As suas fotos do livro ficaram lindas.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá
    Adorei sua resenha, você totalmente me convenceu de ler, rsrs
    Sempre vejo pela internet essa capa mas nunca tinha parado para ler nem a sinopse e é totalmente meu estilo de livro.
    Obrigada

    Abraços

    livrosagogo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu acho a capa desse livro divina, é uma daquelas que faz gosto de ter na estante. Porém eu não sou muito de histórias tocantes ou sensível. E você falar que o final é de tocar o coração? Gente, por algum motivo eu já me imagino chorando lendo. Não posso dizer que não leria esse livro depois de ler a sua resenha, deu pra perceber o quanto você gostou e é bom para nós vermos isso através do texto. Quem sabe no futuro eu leia. Muito obrigada pela dica ♥
    Um beijo

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bem?
    Que capa linda! Me lembrou a dona Jojo Moyes!
    Adorei o fato de não se tratar daqueles romances clichês, e mais ainda por se tratar de amizade, algo tão bonito e que não é tão explorado nas narrativas de hoje em dia. Parabéns pela resenha! <3

    ResponderExcluir
  12. Oieee tudo bem?

    A capa é maravilhosa! Sua resenha está incrível... Mas por algum motivo não tenho vontade de ler esse livro, não pq! Queria muito ler pois adoro livros que como vc disse o final é de tocar o coração. Quem sabe ainda dou uma chance para ele...

    *_*

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas estou louca de curiosidade.
    Adorei conhecer suas impressões e fiquei muito intrigada para saber o que acontece com os personagens, principalmente, com o pai que não foi um bom pai. Me pergunto como a mente dele fica após tudo.
    Vou tentar adquirir esse livro para ontem.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu conheci esse lançamento pelos blogs, e fiquei apaixonada pela história, então adorei poder conferir essa sua resenha, que ficou ótima! Achei muito interessante essa parte dos recordes, que é uma coisa que gosto muito também, então consegui me identificar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Eu estou morrendo de vontade de ler esse livro, achei a história dele bem diferente e como você disse não parece ser sobre morte e luto, e sim tem uma mensagem bonita e até mesmo um pouco divertidad.
    Adorei sua resenha e só fiquei com mais vontade de lê-lo em breve

    ResponderExcluir
  16. Oi, Larissa

    Fiquei bem contente em saber que você curtiu. Eu fiquei bastante interessada por ele quando ele foi mencionado no evento de livreiros e blogueiros da Arqueiro. O que mais me interessa nessa história é a velhinha, acho que vou adorar ela. Vou tentar solicitar assim que der, pois a história parece mesmo ser bem envolvente!

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oie!
    É a primeira resenha que leio sobre o livro, e gostei da trama. Mesmo você comentando que não te arrancou lágrimas, eu gostei da temática, e acredito que vou me emocionar na história.
    Preciso ler esse livro para ontem, e tenho certeza que vou gostar bastante da história.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?
    Eu estou bastante curiosa para ler este livro desde que me deparei com ele na lista de lançamentos da Arqueiro. Adorei o enredo e essa capa linda me deixou ainda mais curiosa.
    No entanto, mesmo se não soubesse nada sobre ele, sua resenha teria me deixado com vontade de ler. Em especial, o fato de os personagens serem muito humanos é algo que me motivaria a ler. Adoro quando os personagens são assim, pois facilita a empatia e o envolvimento com a história.
    Gostei muito da sua resenha e espero ler este livro em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. O livro parece ser realmente encantador e tão envolvente. A imagem construída do menino é tão forte que chega ser quase palpável. Espero conhecer mais da história e me emocionar com a história desse menino.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  20. Olá! tudo bem?

    Já vi uma outra resenha desse livro e coloquei nos meus desejados, a sua me deixou ainda mais curiosa!

    O que mais me interessou são os personagens que como você falou, parecem reais,possuem uma naturalidade única que ajuda a nos conectar ainda mais com a história.

    Saber que te emocionou e foi um dos seus favoritos me motivou muito a compra-lo, obrigada pela dica!

    Beijos
    Jess
    www.pintandoasletras.com.br

    ResponderExcluir
  21. Não entendi muito bem a missão que ele tem de seguir do filho dele, mas este deve ser um dos mistérios do livro né. Li bastante resenhas sobre este livro e todas foram muito positivas, a sinopse e a capa chamam atenção e a premissa da história é linda. Adoro livros que tocam a gente com suas histórias, então com certeza eu daria uma chance para esse. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  22. Olá!

    Tenho ouvido falar bastante deste livro, mas essa é a primeira resenha dele que leio de fato. Assim como a senhorita que comentou acima, não sei se entendi bem qual missão do filho Quinn tem que seguir, mas só de imaginar que ele quer fazer, já imagino que seja uma trama bem fofa. Seus comentários me deixaram bem curiosa para acompanhar a trama mais de perto. Obrigada pela dica!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  23. Oi! Tenho escutado muito sobre esse livro e sempre coisas positivas. Eu não me importo com o fato de ter um drama e uma história mais pesada, assim como também não tenho nada contra o fato dela não deixar isso de forma profunda, desde que não seja algo banal também. Acredito que é impossível não se emocionar com a obra e com sua mensagem e ainda mais complicado não se envolver... Confesso que gostaria de saber sobre o nome, acho que torna algo mais pessoal, mas acredito que a autora tinha um motivo para não fazê-lo! É um livro que eu realmente quero ler e espero poder fazê-lo em breve <3
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  24. Oiee Lari ^^
    Nossa, eu tô doida para ler este livro! Um dos resenhistas do blog leu e adorou, e eu ando vendo que muita gente está sentindo a mesma coisa em relação à história. De primeira eu não tinha sentido muita vontade de lê-lo, mas agora ando muuito animada para fazê-lo, principalmente porque ando doida para conhecer a Ona e o restante dos personagens.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  25. Esse é um daqueles livros que eu não me apaixono nem pela capa e nem pela sinopse, mas que pela resenha me deixa muito animada. O livro parece ter algo de novo, fugindo um pouco dos clichês e acho que é o que muita gente está precisando ultimamente. Adorei e valeu pela dica. Já vou clocar na lista de leitura.

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger