Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: A Cabana


Título: A Cabana • Autor: William P. Young • Editora: Arqueiro • Páginas: 248 • Ano: 2017

 Eu li esse livro faz alguns anos e lembro que tinha gostado da leitura, mas não lembrava praticamente nada sobre a história mais, então quando vi essa nova capa fiquei encantada, por isso decidi solicitar e ler novamente.
 Embora não seja um dos meus livros favoritos, novamente fui conquistada pela história, pois a mesma foi escrita com muita sensibilidade e traz muitas coisas para o leitor pensar e o final é lindo. 


 Em "A Cabana" vamos conhecer Mack Allen Philips, um homem que está vivendo com A Grande Tristeza desde quando sua filha mais nova foi sequestrada e brutalmente assassinada durante uma viagem de fim de semana.
 Mack se culpa pelo acontecimento, pois se ele não tivesse se afastado da garota isso poderia não ter acontecido, mas era preciso que ele se afastasse. Além disso, ele não consegue entender como Deus pôde permitir que isso acontecesse com sua doce garotinha e por isso está cada vez mais afastado do Senhor.
 Então um dia ele recebe em sua caixa de correio um bilhete o convidando para voltar à cabana onde encontraram o vestido ensanguentado de sua filha e esse bilhete está assinado Papai, a forma como sua mulher chama Deus.
 De início ele imagina ser alguma piada de mau gosto, mas depois de pensar muito acaba decidindo ir ao encontro desse Papai e fazer todas as perguntas que precisa.
 Chegando lá ele se depara  com três figuras; Deus, Jesus e o Espirito Santo, eles estão ali para se aproximar novamente de Mack, responder as perguntas desse homem e ajudá-lo a perdoar e viver em paz.


 Uma das coisas que mais me agrada nessa história é a representação que temos de Deus, Jesus e o Espírito Santo, pois são diferentes da forma como a maioria os representa. Por exemplo, Jesus geralmente é representado como um homem branco com traços europeus, mas nesse livro ele é do oriente médio, assim como diz a Bíblia. E Deus nessa história aparece como uma mulher negra.
 E mais bacana ainda é que essas figuras destroem muitos dos esteriótipos religiosos criados pelos humanos, onde há diversas críticas sobre a forma como vemos Deus, as milhares de regras estabelecidas para segui-lo, entre outras coisas. 
 E eu achei isso tudo muito interessante, porque o relacionamento de Mack com essas figuras se mostra algo tão descontraído que destrói toda a ideia de que Deus/Jesus/Espiríto Santo é um ser sério que devemos apenas obedecer e até temer.


 Basicamente vamos acompanhar a estadia de Mack com Deus, onde eles irão passear, comer e conversar como nós humanos fazemos todo dia e durante essas conversas vamos aprendendo muito com as respostas às perguntas de Mack, pois muitos dos questionamentos dele também podem ser os nossos e é interessante refletir sobre as respostas dadas nesse livro, mesmo que não sejam reais.
 O Mack é um personagem muito cativante, pois sempre foi um bom pai mesmo não tendo tido um bom pai como exemplo e evolui muito como pessoa durante a história, se tornando admirável, porque poucos conseguiriam lidar com a situação como ele e fazer escolhas que ele fez. 


 Como já comentei, há diversas críticas nesse livro e é realmente bem interessante pensar sobre elas, algumas são sobre as igrejas e pessoas religiosas que usam o nome de Deus para conseguir coisas, que às vezes são até contrárias aos propósitos de Deus, e controlar pessoas, algo que cada vez está mais frequente, infelizmente.
 Também critica muitos nós humanos que estamos dando mais valor à independência do que aos relacionamentos e isso acaba fazendo com que muitos usem e manipulem pessoas.


 A diagramação do livro está muito bonita, a capa está simplesmente maravilhosa e arrisco até dizer que mais bonita que a anterior. Já por dentro o livro está praticamente igual à edição anterior, com as folhas amareladas e um bom tamanho na fonte dos textos, também continua tendo a cabana nas trocas de capítulos e uma citação. Mas essa nova edição tem algumas coisas a mais, como um texto inédito do autor falando sobre a trajetória do livro, e também sobre o filme e um caderno com fotos de cenas do filme. Além disso, a leitura é muito fluída e a história te envolve desde o início.


 "A Cabana" é um livro realmente muito bonito que traz mensagens incríveis que com toda certeza podem mudar a vida de muitas pessoas, por essa razão eu super indico a leitura para todos, especialmente para os que não são religiosos, pois não é um livro sobre religião, mas sobre Deus e todos precisamos dele nas nossas vidas.

(livro recebido em parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. confesso que nunca tinha me interessado em ler uma resenha desse livro e nem sabia da historia, so que era uma auto ajuda (foi o que eu ouvi), nao sendo literalmente uma auto ajuda, mas como vc disse, ajuda de uma certa maneira..
    a historia em si nao me agradou mt nao, mas pelo o que vc disse sobre ser uma critica a atual sociedade com a igreja e a sua resenha em si fizeram eu me interessar um pouco pelo livro, eu ja anotei o nome dele aqui na minha lista, qm sabe um dia eu tenho a oportunidade de le-lo

    perolasdelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu li esse livro em 2013, acho, não recordo com exatidão o ano, mas recordo que não gostei, acabei dado meu exemplar para uma amiga professora.

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Eu não tenho muito interesse em fazer a leitura dessa obra, antes de fazer a leitura da sua resenha eu não sabia sobre muita coisa dela. Acho bacana essa crítica que é feita na história, gosto muito de críticas em obras tão conhecidas, é muito gratificante para quem gosta de assuntos "polêmicos". Talvez eu faça a leitura de A Cabana futuramente, mas não por agora! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  4. Eu preciso dar uma nova chance para essa leitura,
    A primeira vez que eu li, não consegui me prender na história sabe?
    Eu ainda não assisti ao filme, mas acho que não conseguirei reler antes rs

    ResponderExcluir
  5. Eu particularmente não gostei do livro. Acho que nem pretendo ver o filme. No inicio do livro, eu até gostei, mas ao contrário de você, não gostei da forma que retrataram Deus, acho que criei em minha imaginação a forma que todos pensam dele também, né?
    Suas fotos ficaram lindas! Amei.
    Beijo
    Cássia Pires

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Esse livro me tocou demais, me solidarizei com a dor desse pai, perder um filho(a) não é algo que desejo pra ninguém, só de imaginar a dor me consome... Me emocionei com a presença do Papai, me senti mais perto d'Ele e fiquei em paz. Por fim, preciso assistir o filme, quero sentir tudo novamente. Ler as resenhas dessa obra são sempre uma experiencia gratificante, pois cada um interpreta de uma maneira, mas no final, todos sentem a presença do amor de Deus.
    Abs
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  7. Como não acredito na existência de deus, para mim o livro é pura fantasia e acho estranhasso que alguém acredite que tudo aquilo pode realmente acontecer na vida real. É quase como achar que existe Hogwarts e A Sociedade do Anel. Não pretendo ver o filme porque a experiencia com o livro foi horrível.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Há anos tô pra ler esse livro e ainda nada! Mas quero aproveitar o hype agora pra lê-lo. Minha opinião sobre Deus é bem peculiar, mas gosto de boas histórias e acho que tudo é possível ao que crê, sim. Muito boa a tua resenha e as fotos estão lindíssimas!

    ;*

    ResponderExcluir
  9. Olá! Já li A Cabana quando estava nos primeiros passos de me tornar uma leitura, ele de certa forma contribuiu para que eu começasse a ler. Ele me marcou de diversas formas, e até hoje me lembro da história!
    Meu Livro Fantástico | Facebook

    ResponderExcluir
  10. Sou eternamente grata a este livro. Foi através dele que iniciei meu amor a leitura, o primeiro livro que li e eu o amo demais. Peguei emprestado na época e demorei pra ler ele, afinal, era o meu primeiro livro. Foi uma experiência maravilhosa, infelizmente o tempo passa e você acaba esquecendo a história, mas até que isso é bom porque você pode ler de novo como se fosse a primeira vez. Desde que lançou o filme, estou querendo comprar pra ler novamente e depois assistir, quero relembrar um pouco dessa história que me marcou profundamente. ♥

    ResponderExcluir
  11. Olá!! :)

    Eu não conhecia esta edição do livro, que e bem mais bonita que a original, na minha opinião! :) ahah Ainda bem que gostaste!!

    Eu já conhecia a historia, e li o livro (que ate me agradou)... Agora, espero ver o filme... Essa diagramação parece maravilhosa!!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  12. Oooi, adorei essa edição, tá linda de maaaaaaais <3
    Eu li o livro e gostei bastante! e estou louca pra ver o filme!
    É tão bom quando a gente gosta do livro <3
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Essa foi uma resenha que eu realmente gostei de ler kkk! Acredita que eu tenho esse l8vri da primeira edição da sextante e nao li kkkk! De inicio achei qie era de auto ajuda (por isso que nak li de inicio) mas quando meu pai leu e disse que era bom...Ai eu falar: agora vou ler kkk e agora que saiu o filme vai ser melhor ainda!

    Blog: http:// infinitoparticulardoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Eu sou simplesmente apaixonada por esse livro. Lembro que li há tempos atrás e chorei muito com ele. Tudo é tão bem escrito, o tema é tão forte, impossível não se deixar levar.
    O filme então, nem se fala, tá simplesmente IGUAAAAL ao livro!

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Eu não sou capaz de opinar sobre este livro, não de forma favorável pelo menos rrsrs. Acho que li em um momento de vida em que ele não era adequado para mim, foi uma leitura que levou meses e terminei apenas por obrigação. Isso tem anos já, mas nunca tive vontade de tentar de novo.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá, apesar desse ser um dos livros que minha mãe adora, não é o meu estilo, nunca consigo terminar livros com esse alto teor religioso =/

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  17. Eu li faz um tempo também, e lembro que mexeu MUITO comigo, e olha que nem religiosa eu sou, haha. Eu não pretendo reler, mas tô bem ansiosa pra assistir o filme!
    É bem como você disse, não é sobre religião, e sim sobre Deus, que no final das contas, é o que importa, né?

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  18. Eu também tinha lido este livro há alguns anos e decidi relê-lo agora para relembrar um pouco da história. Como não sou religiosa e na verdade não acredito em muitas coisas relacionadas a religião, optei por ler a obra como se fosse uma ficção e assim poder retirar alguma reflexão.

    ResponderExcluir
  19. Oi,
    Eu tinha uma visão errada desse livro e só com o filme fui percebendo que ele não era de auto-ajuda. rsrsrsrs
    Não conseguia entender como tanta gente gostava, na época em que ele foi lançado. Ainda não tive a oportunidade de lê-lo e também bem vi o filme..
    Adorei sua resenha e quer muito muito ter a chance de ler e gostar tanto quando vocE^

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  20. Eu cheguei a começar essa letura uma vez, mas não dei continuidade. Acho que mexer com temas sérios, como religião, requer muito bom senso. Então eu meio que tenho um pé atrás com a história, mas não descarto a leitura, afinal, é um livro super aclamado.
    Legal que a edição contém fotos do filme, mas não sei se gostei disso. rss

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Eu super quero ver o filme, mas infelizmente o livro pra mim não funcionou, li metade mas não me senti conectada.

    ResponderExcluir
  22. Oie, tudo bem? Resenha maravilhosa! Adorei. Eu li esse livro há bastante tempo atrás e lembro que gostei muito, era só choro e lágrimas a partir da segunda metade do livro, foi bem marcante para mim, pois me senti totalmente conectada aos personagens e as ideias e reflexões presentes no texto. Essa nova edição parece estar mega caprichada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Que é um livro bonito e que traz ensinamentos incríveis eu concordo, amei a capa e também curti muito essa abordagem de Deus, Jesus e o Espírito Santo. Então sim, também acho que as pessoas devem ler, mas infelizmente a leitura pra mim não foi fluida, achei bem cansativo em alguns momentos.

    ResponderExcluir
  24. então, não curto leituras de cunho cristão,mesmo que ele tenha essas apresentações que quebram estereótipos... talvez eu assista o filme, se muito...

    bjs...

    ResponderExcluir
  25. Olá.
    Minha irmã tinha esse livro em casa, mas eu nunca me interessei por ele. Até tentei ler, mas parei logo nas primeiras páginas. Estou pensando em dar mais uma chance ao livro.

    ResponderExcluir
  26. Olá, tudo bem?
    Vou te confessar que quando esse livro foi lançado e fez o maior sucesso no mundo todo, eu não fiquei com a menor vontade de ler. Porém, depois que saiu o trailer do filme, a minha curiosidade foi despertada.
    Como você disse na sua resenha, acredito que essa leitura seja muito tocante e proporcione várias reflexões e questionamentos. Não é um livro que eu pretenda ler agora, mas já adicionei na minha meta de leitura para ler assim que possível.
    Adorei sua resenha e fico feliz de saber que foi uma leitura tão positiva para você.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  27. Oi
    eu tenho esse livro em em primeira edição a bastante tempo e até comecei a leitura, mas não fluiu de jeito nenhum comigo, admito que esse foi um dos poucos que abandonei na minha vida e não tenho muita vontade de retomar não, nem o filme me animou a dar uma nova chance a história. Mesmo assim, ler sua resenha me animou bastante, pois prova o quão incrível é a diversidade de gostos, enquanto você curtiu tanto, eu sequer cogito concluir a leitura.

    Beijos!
    Delmara Silva

    ResponderExcluir
  28. Oi,

    Eu li esse livro há muitos, mas muuuuuuuitos anos atrás e detestei a leitura. Apesar de retratar algumas questões importantes, o cunho religioso me deixou bem irritada, porque não acreditava na época que cabia numa situação daquelas, mas isso também é porque sou ateia, então já naquela época questionava algumas coisas. Mas enfim, sei que muitos curtiram e isso é o que importa. Haha. Parabéns pela resenha. :)

    bjs

    ResponderExcluir
  29. Oi!
    Nossa, faz muito tempo que li A Cabena! Lembro que fiquei muito impressionada com a leitura, me marcou bastante. É bem o que você falou mesmo, a gente reflete bastante com o que o autor nos apresenta. Estou pensando em comprar essa edição nova, a capa é tão bonita :3 Bjus!

    ResponderExcluir
  30. Olá!
    Não tenho dúvida da beleza desse livro. Sei que esse livro é apaixonante e que ele traz uma representação de Deus muito boa, mas não consigo ler, dá pra acreditar?
    Já tentei ler esse livro muitas e muitas vezes e não consigo me conectar à história. Agora, com o filme, vou dar uma nova chance e me forçar a concluir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  31. Eu ainda não vi o filme, quanto ao livro não sei se irei ler, apesar de muitos elogios sobre ele, meu tipo de leitura é outro, mas eu adorei a forma gostosa que você apresentou o livro e suas fotos são lindas, parabéns.

    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Olá!
    Eu já li esse livro já muito tempo e não dava nada pela leitura, porque eu não sou religiosa, então achei que eu ia morrer de tédio lendo e é então que sou surpreendida. O que mais gosto nessa história é a capacidade de cativar até os leitores menos religiosos. É uma história linda e emocionante e morro de vontade de reler para lembrar alguns pontos dá história.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  33. Olá,
    Já faz um bom tempo que fiz a leitura também por indicação de uma amiga e lembro que gostei bastante também rsrs
    Mas hoje, não me lembro de muita coisa. Sua resenha me ajudou a recordar alguns detalhes importantes como a quebra dos esteriótipos criados em relação a Deus e Jesus, que na obra são representados de forma bem diferente da qual costumamos ver.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  34. Oie! Tudo bem?

    Diferente da maioria das pessoas, esse livro nunca chamou a minha atenção, mas não nego que quero assistir ao filme, para ter uma noção sobre o que se trata, mas não tenho o intuito de realizar a leitura dele não, mas fico feliz que goste do livro!

    Bjss

    ResponderExcluir
  35. Oi!
    Algumas vezes desejei ler esse livro, por recomendações, mas nunca tinha tido uma ideia real do que se tratava além de que tinha um linda mensagem. Mas graças a sua resenha pude me esclarecer mais. Gostei muito d premissa, e a história me chamou a atenção, além da retratação da Trindade Santa.
    Quanto à diagramação, a capa é linda e essas fotos do filme... apaixonantes de se ter!
    Beijos

    ResponderExcluir
  36. Oie
    eu li o livro há muitos anos e lembro que gostei bastante, é uma leitura muito interessante, e estou curiosa pelo filme, espero gostar bastante, ainda não consegui ver

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  37. Hey!

    Eu estou para ler esse livro tem um tempo já, ouvi diversas críticas e fiquei bem dividida. De fato é muito importante quebrar alguns esteriótipos e saber que o livro trás isso me atrai mais (ninguém havia me contado sobre isso). Dica anotada.

    bjs.

    ResponderExcluir
  38. Eu li esse livro tem muito tempo, mas que vontade de ter essa edição nova... Com essas fotos incríveis... O que eu amava era exatamente a representação da mulher negra ali, desconstruindo qualquer esteriótipo, calando racistas... Espero poder conferir o filme logo

    ResponderExcluir
  39. Olá, tudo bom?
    Li esse livro a anos atrás e confesso que não é o meu livro favorito da vida, mas de fato ele trás muitas mensagens de superação, de aceitação e as críticas a nós humanos que presamos mais a independência que as relações. Gostei muito da sua resenha, me deu até vontade de reler o livro nessa edição nova!

    Beijos

    ResponderExcluir
  40. Olá!
    Adorei as suas fotos e a resenha ficou ótima :)
    Eu não tenho muita vontade​ de ler esse livro, acho ele bastante confuso, mas estou bem curiosa para ver assistir o filme.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  41. Eu ganhei esse livro de aniversário a dois anos atrás e nunca li, por ser ateia o tema não me chamava muito atenção, então esses dias até eu o troquei com minha amiga por outro livro, mas algo que me chamou bastante atenção de um jeito positivo foi o fato de deus ser representada por uma mulher negra, realmente maravilhoso.

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger