Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: Morada das Lembranças


Título: Morada das Lembranças • Autora: Daniella Bauer • Editora: Biruta • Páginas: 200 • Ano: 2014

 Aqui estou eu novamente para falar sobre um livro da Biruta, para quem não sabe eu sou fã dessa editora e não é apenas porque sou parceria deles, mas também porque o trabalho gráfico deles é simplesmente maravilhoso e as histórias são muito sensíveis e delicadas.
 Essa é uma obra que eu já tinha lido alguns comentários sobre e foram todos positivos, o que me animou muito para realizar a leitura e acontece que eu ainda consegui ser surpreendida pela sensibilidade com que a autora criou essa história e apesar de não ser a minha obra favorita da editora, é uma leitura que me conquistou muito.


 Em "Moradas das Lembranças" vamos conhecer uma garotinha de 7 anos russa e judia que está fugindo de seu país com sua mãe e irmão por conta da guerra civil que está acontecendo que foi uma consequência da Revolução Russa de outubro de 1917.
 O pai dela foi assassinado recentemente e por isso é preciso que fujam em busca de segurança e uma condição melhor de vida, mas essa fuga não será nada fácil, pois muitos estão fugindo do país também e as condições das viagens são terríveis.
 Mas essa é a única alternativa que a família possui, por isso precisam ser espertos para conseguirem concluir as viagens de forma segura, sendo que nem sempre é permitido a viagem de duas crianças e concluir a viagem não quer dizer necessariamente que terão uma nova e boa vida.

"Naquela época, o cheiro dominante era o de fumaça das casas queimadas, de corpos mortos em decomposição largados nas ruas ou amontoados pelos cantos, de bichos que comiam aquela carne. A vida não exalava seu perfume ali, o perfume daquela vida fedia."

 É de se esperar que essa seja uma história sofrida e realmente é, mais ainda porque temos uma criança narrando tudo de forma tão delicada e sensível que é como se pudêssemos sentir todos os seus medos e sentimentos.
 Essa garotinha tem seu nome russo, mas o leitor nunca vai saber qual é, pois ela precisou deixar tudo para trás para viver uma nova vida e isso inclui o seu nome que denunciaria quem ela realmente é e isso não poderia acontecer.
 Ela é uma personagem extremamente cativante, pois é apenas uma criança, mas que passa por muita coisa sendo forte e inteligente, é uma sobrevivente que cuida de sua mãe e irmão, aguenta todas as dificuldades e segue em frente.
 E por ela ser uma criança tudo se torna mais doloroso ainda, pois acompanhamos uma garotinha de apenas 7 anos passando por situações que nenhum ser humano deveria passar e sendo obrigada a crescer antes da hora.

"Perder a esperança era ficar sem o que eu poderia desejar da vida. Na esperanças estavam contidos meus sonhos."

 Seu irmão é apenas um bebê, então o leitor acaba não se apegando muito à ele, mas também ficamos muito sensibilizados com a situação dele, pois apesar de não entender nada do que está acontecendo, mais para frente vai entender e consequentemente sofrer.
 A mãe é a personificação de uma mãe incrível, do tipo loba que cuida e protege seus filhos de qualquer forma, mas é também uma personagem humana que sofre muito com a perda de seu marido e se vê perdida com toda a situação, embora tenha tomado a frente da mesma para cuidar e fugir com seus filhos.


 É um livro rico em detalhes, embora não seja uma história longa, mas a autora muitas vezes dá algumas informações sobre esse momento da história e também nos fala sobre as "Polacas", algo que achei extremamente interessante, porque eu não sabia nada sobre elas e todas essas informações a autora nos dá de forma direta e curta.
 Para quem não sabe, as "Polacas" eram as mulheres que fugiam dos seus países e vinham para o Brasil, algumas sabendo que iriam servir como prostitutas, mas outras não. Basicamente um tráfico de mulheres para o mundo da prostituição.


 Há muitas outras coisas que eu poderia e queria falar sobre esse livro, mas sinto que se comentar irá estragar um pouco a leitura, pois vocês podem acabar ligando os pontos e deduzindo o rumo da história.
 Mas eu devo comentar que essa é uma história que vai te emocionar e até cortar seu coração, porque é triste, mas também é aquele tipo de história que vai te fazer refletir bastante e te mostrar que apesar de tudo devemos sempre continuar seguindo em frente, ou seja, você vai tirar uma mensagem maravilhosa da leitura.

"Assim, aprendi que o pior tipo de perda é a da pessoa que perdemos, mas que continua viva ao nosso lado."

 Algo que achei interessante logo de cara foi a autora ter trazido uma história sobre toda a dificuldade e sofrimento dos judeus, mas em um contexto um pouco diferente, visto que geralmente as histórias envolvendo eles são sobre a segunda guerra mundial.
 E é terrível ler tudo, porque dói imaginar tudo o que aconteceu com esse povo, eles sofreram muito em vários momentos da história e a discriminação era tão grande que nem ao menos poderiam ser enterrados de forma descente e é por isso que livros assim são tão importantes, porque não podemos esquecer do passado.


 A diagramação do livro, como esperado, está simplesmente maravilhosa, pois o livro todo traz belas ilustrações como a da capa. E o tamanho da fonte dos textos está ótimo para leitura, sendo que a única coisa que pode ser vista como um ponto negativo são as folhas serem brancas.
 A leitura do livro é extremamente fluída, pois a narrativa é envolvente e o leitor fica curioso com o rumo que a vida da personagem vai tomar, logo quer saber tudo o quanto antes e além disso os capítulos não são muito longos.

"A religião que abre portas em alguns lugares pode fechá-las em cubículos escuros em outros. Ainda não tinha a dimensão do quanto pode interferir na vida e até matar pessoas."

 "Morada das Lembranças" é um livro que não conseguiu me tirar lágrimas, mas que me conquistou bastante, pois traz uma linda e triste história com personagens humanos que nos ensinam muita coisa.
 É uma leitura mais que recomendada, pois é realmente muito emocionante acompanhar tudo e apesar de ser uma história triste, não é uma leitura pesada.

(livro recebido em parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. Olá, não conhecia a obra e fiquei encantada. Bem que você falou, quanto a parte gráfica a editora realmente tem um carinho especial com suas obras...essa está lindíssima. Adorei a dica e já vou anotar aqui.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Oie...
    Amei sua resenha!
    Não conhecia essa obra, mas nesse momento já estou louca para ler! Adoro livros que tem esse cunho histórico, pois sempre tem algum conteúdo para acrescentar ao leitor.
    Dica anotada ❤

    ResponderExcluir
  3. Acho incrível como essa editora consegue compor seu catálogo com bons livros, aclamados não apenas pela crítica, mas também por seus leitores. Eu tenho muita curiosidade por ler essa obra, que de modo "simples" apresenta um enredo pesado e complexo. Estamos num momento no qual milhares de refugiados buscam asilo em diferentes países e, infelizmente, estamos vendo que muitos deles não o conseguem ou acabam por ter suas vidas exploradas. Complicado. Esse livro tem um tema bastante atual.

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    não conhecia a obra porém me chamou muita atenção, a edição está linda.
    abraço!
    Squad Of Readers

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Que bom saber que, mesmo sendo uma história triste, ela não é pesada.
    Curti muito a sua resenha e achei as fotos maravilhosas. Aliás, a diagramação desse livro está incrível. Achei legal também o contexto do sofrimento ter sido diferente do que a SGM.
    Vou anotar essa dica, pois acho que poderei curtir.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  6. Olá. Eu não conhecia a editora mas realmente o trabalho gráfico dela está impecável. O livro em si está lindo.

    Fiquei bem receosa em relação a narrativa ser feita por uma criança porwur por mais que ela tenha vivido várias coisas é preciso ver wue uma criança continua sendo uma criança para todos os efeitos, então tem um linguajar próprio dela.Vou ler para ver. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oie
    ai como eu amo essa edição, estou louca por esse livro faz muito tempo, morro de curiosidade, agora ainda mais sabendo que vou me emocionar e que é triste, amei sua resenha, bela dica

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o livro ainda...

    Vou aproveitar e te fazer um convite!
    Está rolando um sorteio especial de 3 anos de blog lá no meu cantinho. Estarei sorteando 4 itens "medievais" que podem servir pra homem e pra mulher.

    Se tiver interessada em participar vou deixar o link aqui pra você preencher o formulário.

    No mais, boa sorte desde já!

    Sorteio do blog

    ResponderExcluir
  9. Oie! Eu não conhecia a obra, mas acreditei em cada palavra sua e as absorvi para quando eu for realizar leitura (espero que em breve). Imagino o quão emocionante e impactante deve ser acompanhar todas essas dificuldades sendo contadas por uma criança. Há um tempo eu li O Livro dos Negros, que também foi publicado por essa editora, e passei por uma experiência muito semelhante à sua. É difícil saber todas essas dificuldades enfrentadas por uma pessoa. É difícil acreditar que existiram seres que submeteram outros a situações tão decadentes. Sinto repulsa só em tentar imaginar o que essas pessoas viveram...

    Beijos,
    Fernanda Goulart
    Psiu, vem ler! | @psiuvemler

    ResponderExcluir
  10. Oi!

    Não conhecia obra, a narrativa não se encaixa nas quais estou acostumada a ler, mas sua resenha me interessou e acho que vou dar uma chance sim para a leitura. Suas palavras me agradaram bastante e espero gostar assim como você gostou. Obrigada pela dica!

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Essa edição está mesmo apaixonante! Fiquei babando nas fotos. A premissa do livro também é super instigante e sua resenha conseguiu me deixar mega interessada na leitura. Espero ter a oportunidade :D
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  12. Oi querida, tudo bem?
    Nunca achei que uma capa tão linda pudesse ser o envoltório de uma história tão bela e triste sobre as mazelas da guerra e o recomeço depois que você passa por ela. A resenha me deixou com forte impressão de que essa é uma leitura das boas!
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Eu não conhecia a editora, por isso estou bem feliz ao ler tantos comentários positivos.
    Essa obra é o tipo de livro que eu adoro, um drama escrito de forma leve. Me simpatizo muito com enredos tipo esse ee me sinto cativada à realizar esse leitura. Obrigada pela dica.

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9¾

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu não conhecia esse livro e ele realmente parece ser muito emocionante e marcante, adoro livros assim, porque eles acabam ficando marcados em nossas vidas, principalmente quando se trata de uma história um pouco mais triste. Quanto a diagramação, está linda, amei os desenhos tanto da capa, quanto das páginas, coisa mais fofa, amei! Obrigada pela dica, vai entrar para a lista.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  15. Pela sua resenha tive a sensação de que seria uma leitura incrível e emocionante. Ainda mais que ele é narrado por uma garotinha e a autora se preocupou em colocar as informações necessárias - e mesmo assim não deixou o livro longo demais. O que me passou é que o livro tem uma narrativa tocante e que merece um espaço na fila de leituras.
    E é tão legal quando a editora também capricha na edição, não é mesmo?
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Sua resenha acaba de me cativar. Gosto de livros que mexam com as emoções e que contem uma história real.Já que se trata de uma história muito triste, envolvendo crianças indefesas que são vitimas da violência entre países, sei que me emocionaria bastante.
    Gostei bastante da sua resenha, cheia de detalhes.

    Abraços, Lara.
    Psiu, Vem Ler!

    ResponderExcluir
  17. olha fiquei em nostalgia por essa parte infográfica. A medida que fui lendo suas impressões eu fui na saraiva e fiz o pedido dp livro, juro que gostei! Quero ter prazer total em ler esse livro, até mesmo porque será o primeiro dessa editora. Eu conhecia mas n havia títulos que me agarrassem!

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger