Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: Muito amor, por favor


Título: Muito amor, por favor • Autores: Arthur Aguiar, Frederico Elboni, Ique Carvalho e Matheus Rocha • Editora: Sextante • Páginas: 240 • Ano: 2016

 Eu acompanho a página do Frederico Elboni e gosto muito dos textos dele, por isso fiquei animada com esse livro, mas confesso que já li um livro do autor e não gostei muito, além disso, eu não conhecia os outros autores, mas achei a ideia do livro muito bacana.


 Nesse livro iremos encontrar vários textos sobre o amor relacionando-o aos quatro elementos da natureza e cada autor ficou responsável por um; Artur escreve sobre o amor quando é como a água, Frederico quando é como o ar, Matheus quando é como a terra e Ique quando é como o fogo.
 Todos os textos são sobre amor e os autores escrevem muito bem sobre esse sentimento, mas cada autor tem uma narrativa e trabalha de uma forma diferente em seus textos, por isso o livro se torna ainda mais interessante. E ler esses textos te fará querer um amor ou relembrar de um, pois muito do que está escrito no livro vai fazer o leitor se identificar e suspirar.


 O livro começa com Ique e o elemento fogo, onde o autor nos traz textos mostrando o quanto o amor queima, aquela paixão avassaladora que os casais sentem, aqueles encontros explosivos, aquela chama que pode se manter acesa por muito tempo, mas também o quanto essa chama pode machucar e às vezes é melhor deixar queimar e virar cinzas.
 Um dos meus textos favoritos foi o "Brasas que nunca se apagam", onde o autor fala sobre um amor platônico antigo, onde o garoto amava muito a sua melhor amiga, mas nunca ao menos a beijou. No entanto, apesar disso ele a amava e esse amor conseguiu se manter aceso por muito tempo. E eu achei realmente muito bonito o autor falar sobre isso, nos mostrar que o amor não é algo que acontece só quando ocorre contato físico, que é um sentimento muito mais complexo e também que o contato físico não faz a gente amar alguém.

"Ao longo desses anos, foram muitas as mulheres que eu beijei.
Mas você, em quem nunca encostei,

foi uma das poucas que realmente amei."

 Na segunda parte do livro temos o Matheus com o elemento terra, onde ele nos traz textos sobre aquele amor mais calmo, mais certo, que entende que é preciso compreender o outro e deixar de lado coisas como o orgulho, pois amar é isso. Mas também traz um outro lado, aquele onde o amor nem sempre dura, onde o casal passa por algum terremoto que os tira o equilíbrio e faz com que seja preciso se afastar. O autor também fala sobre a idealização de um amor, aquela mania que muita gente tem de esperar pela pessoa perfeita que só existe na sua cabeça.
 O meu texto favorito desse autor foi o "Afundando em areia movediça", o mesmo fala sobre términos e o quanto as pessoas não se preparam para isso, sendo que sempre estamos organizando e nos preparando para algo, mas para terminar um relacionamento ninguém nunca está preparado e então ele fala sobre nossas tentativas de superar os términos e ao final deixa uma bela mensagem sobre o futuro ser imprevisível e a gente sempre ter uma nova chance para amar.

"E, já que entramos nos tempos verbais, o futuro ainda é uma incógnita. Ele, por enquanto, é só uma suposição, um desejo, uma esperança de que tudo, finalmente, floresça, vingue, dê certo. Mas uma coisa espero, tanto para mim quanto para você: ainda iremos amar de novo, de novo e de novo, mas só até acharmos a pessoa certa pela qual faremos questão de nos apaixonarmos mais um pouquinho, todos os dias, durante todos os outros longos dias das nossas vidas."

 Logo depois temos a parte do Artur com o elemento água, com textos nos mostrando amores calmos que fluem de imediato, mas algumas vezes nos traz amores mais tempestuosos. 
 Confesso que essa foi a parte que menos me agradou, a maioria dos textos são narrativas sobre algum encontro romântico, com diálogos e tudo o mais, enquanto outros são letras de canções.


 E por fim, mas não menos importante; a parte do Frederico com o elemento ar. Esse é o único que eu já tinha conferido alguns textos e como gosto de vários, eu estava bem animada e foi a minha parte favorita, pois foi a mais poética e a única que conseguiu me emocionar de verdade.
 Aqui o autor vem nos falar do amor de uma forma leve, assim como o ar, um amor que não é pesado, que é brisa e faz flutuar, que às vezes pode ser ventania, mas que passa e volta a ser algo leve.
 Escolher um dos textos foi difícil, pois Frederico traz vários ótimos que até mesmo me identifiquei, mas um dos meus favoritos foi o "Vendaval", um texto que fala sobre a nossa necessidade de se sentir e ouvir que é amado, mas que também fala sobre a nossa necessidade de saber o motivo de algo não ter dado certo e por fim, um desejo que todos nós temos; o de que tudo seja recíproco.

"Só não me deixe sentir sozinho o que tanto me dói. Só não me deixe sentir sozinho o que tanto me faz bem. Que seja triste, louco ou paradisíaco, mas correspondido. Que eu saiba sentir todos os sentimentos do cardápio, mas que, por favor, seja recíproco; seja no pedido de adeus ou no de casamento."

 A diagramação desse livro está muito bem feita, começando pela capa que tem uma arte maravilhosa e ao mesmo tempo simples. Por dentro está tudo muito agradável, as páginas são amareladas e o tamanho da fonte dos textos está ótimo, além disso, há uma arte para cada parte do livro.
 A leitura é muito fluida, pois são textos curtos e a mesma é extremamente agradável, pois traz textos lindos e sensíveis sobre o amor, onde vamos nos identificar em alguns e aprender com outros.
 Por fim, é uma leitura muito válida que provavelmente vai te agradar também e que pode ser feita em uma tarde, por isso eu recomendo a leitura para todos.

(livro recebido em parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. Olá
    Não conhecia o trabalho do Frederico, mas fiquei curiosa sobre o título, especialmente depois de ler seus comentários a respeito. Achei incrível que os textos são baseados nos elementos da natureza, e fiquei bem curiosa sobre o desenvolvimento. A arte da capa está mesmo maravilhosa, e confesso que compraria apenas por isso. Espero poder conferir em breve também ♥
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá.
    Já tinha ouvido falar no livro e acho a capa e edição muito bonitas. Mas confesso que a obra nunca chamou tanto assim a minha atenção. Não sou uma garota romântica, então as coisas que falam sobre a beleza do amor e algo do gênero não costumam me chamar tanto assim a atenção.
    Mas quem sabe no futuro?

    Uma Mãe Leitora

    ResponderExcluir
  3. "Só não me deixe sentir sozinho o que tanto me dói. Só não me deixe sentir sozinho o que tanto me faz bem. Que seja triste, louco ou paradisíaco, mas correspondido. Que eu saiba sentir todos os sentimentos do cardápio, mas que, por favor, seja recíproco; seja no pedido de adeus ou no de casamento."

    Não sei como reagir à essa frase <3
    Amei, amei, amei!!!

    Gostei muito da proposta do livro, separar o amor em diversos tipos e relacioná-lo aos quatro elementos. Além disso ele é escrito por vários autores, algo inédito pra mim, pois nunca li um livro assim.
    Gostei muito do livro e vou deixar na minha, nem tão pequena, lista de futuras leituras.
    Abs e parabéns pela resenha ^^

    ResponderExcluir
  4. Oie
    Não conhecia o livro e os autores.
    Adorei sua resenha e a proposta do livro.
    E essa capa é linda.
    Histórias sobre amor são sempre bem vindas <3
    Vou anotar aqui na minha lista.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Já tinha ouvido fala r do livor mas não sabia desta divisão por partes, elementos e personagens. Achei bem original. a ARTE GRÁFICA ESTÁ REALMENTE MARAVILHOSA E É AQUELE TIPO DE LIVRO QUE QUEREMOS TER, NÃO APENAS LER.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Acredita que me emocionei com tua resenha?
    Suas escolhas de trechos, me identifiquei demais, chorei aqui baixinho...
    Pensar que não solicitei o livro por não achar muito a ver comigo o.O
    Tem muito de mim, só de ler tua postagem percebi isso.
    Obrigada por compartilhar suas impressões sobre a obra nessa postagem, meu comentário não será gigante, pois preciso de ar, mas saiba que a escrevi com coração. Amei de verdade!
    Beijão!
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  7. Eu conheci o livro através do Arthur Aguiar e desde então tive vontade de lê-lo. Interessante se tratar dos quarto elementos para falar do amor e acho que iria gostar. Uma pena o conto do Arthur ter sido o que menos agradou, mas ainda sim pretendo conferir a obra. Adorei sua opinião!
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro e confesso que não gosto la muito do género porque não aprecio esses textos separados...

    Mas ainda bem que os capítulos são curtos e a leitura fluida! :) E que se pode fazer rapidamente, numa tarde mesmo! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  9. Oi 👋
    O que realmente mais me chamou a atenção nessa obra foi a junção do sentimento com os elementos. Isso realmente foi o diferencial para mim. Adorei os textos que você separou, deixa aquela sensação de querer saber mais sobre como esse sentimento vai sendo descrito ao longo do livros de maneiras tão únicas. Com certeza quero ter a oportunidade de conhecer melhor. Me encantei.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  10. Olá Lari.
    Eu nunca tinha ouvido falar deste livro, mas agora com a sua resenha eu fiquei louca para sair e comprar ele. Nossa, se tem uma coisa que gosto em livro é amor, agora imagina textos onde o foco é o amor (vou ali na livraria e já volto rsrs).
    Sua resenha é maravilhosa, quando explica cada um dos elementos e como os autores abordam esse elemento ao amor eu fiquei curiosíssima para descobrir qual vai me agradar mais.
    E o que falar das frases lindas q você colocou?
    Eu acho que vou acabar gostando dos textos de ar ou terra (são os elementos que estão ligados ao meu signo rsrs).
    Bjsssss

    ResponderExcluir
  11. Oi Lari,

    Eu conhecia bem pouco do autor principal, o que eu sabia dele, era o que as pessoas compartilhavam mesmo. Acho a premissa do livro bem bonita e bem aconchegante (?) haha eu adoraria ler, pois acho o amor um dos sentimentos mais lindos que existem. Essa capa é tão lindinha também, tão delicada. Quero muito conhecer todos os autores e o que eles tiveram a dizer sobre o amor. Adorei a resenha!

    beijos =)

    ResponderExcluir
  12. Olá amore,
    Ai to tão ansiosa pra ler esse livro, ontem mesmo estava arrumando meus marcadores e para minha surpresa esse caiu em minhas mãos umas dez vezes... sinal de que tenho que ler esse livro né rsrsrs.
    Sua resenha e suas fotos me fizeram ficar ainda mais curiosa!!!
    Beijokas
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  13. Eu havia lido uma outra resenha desse livro e desde então fiquei muito curiosa para conferir. Achei muito interessante o tema amor ser retratado por elementos. Nunca li nada dos autores, então está aí minha oportunidade! :D A edição está muito bela.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  14. Oie...
    Ultimamente ando lendo muitas resenhas sobre esse livro, e a cada uma que leio minha vontade de ler aumenta! Acho que o amor é um sentimento tão lindo e como esse é o foco principal do livro, com certeza irei ler!
    Beijão

    ResponderExcluir
  15. Olá Bookaholic,

    Não conhecia esse livro ainda, achei muito bacana um livro que fala de amor sendo escrito por homens! Dividir o amor em elementos também foi uma boa sacada dos organizadores e a edição está realmente bonita! Gostei mt da sua resenha :D

    Abraços,

    Tiago Valente
    avidalida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. olá,
    Quem me conhece sabe o quanto sou fascinado na escrita do Ique, Fred e Matheus, acompanho já faz um tempo e cada texto que leio deles me identifico cada vez mais, é como se eles estivessem escrevendo para mim. Esse é sem dúvidas um livro que está no topo dos meus desejados.

    ResponderExcluir
  17. Meu deus, que criativo, adorei a ideia e a premissa do livro, amor é uma coisa tão extensa, tão dificil de se explicar e eu adoro quando encontram novas maneiras de falar sobre ele, também acompanho a página do frederico então ele estar no livro também é um diferencial a mais, acho ele um super fofo e que escreve super bem, então fiquei curiosa para ler a parte dele

    ResponderExcluir
  18. Oie!
    Menina estou completamente apaixonada pela sua resenha. Eu tinha visto anteriormente uma resenha sobre ele e fiquei muito na dúvida de como seriam histórias de amo contatada com base nos quatro elementos. Obrigada por me tirar essa dúvida...
    Eu não sou uma pessoa chegada a ler contos, mas to encantada com esse livro e com certeza o leria.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  19. não tinha ouvido falar desse livro ainda mas achei interessante e original essa divisão a partir dos elementos ^^
    imagino o quão difícil deve ser escolher apenas uma história quando tantas podem agradar, não? mas pela temática em si não me animei muito pra ler... não gosto de romances... aos que gostam,a credito que é uma boa opção de leitura...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Já tinha ouvido falar desse livro e o que me chamou mais a atenção é o fato de ser escrito por apenas homens e cada conto se basear em um elemento, achei essa ideia muito original. Estou muito curiosa para realizar essa leitura.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Oieee, tudo bemmm??? A Carolina tirou as minhas impressões, também achei hiper bacana um livro que fala sobre amor ser escrito e relacionado aos elementos! Não é muito o tipo de leitura que costumo fazer mas acho que vale a pena mudar um pouco e dar uma chance diante da originalidade do tema! bjossssss

    http://porredelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?

    ~Essa capa é muito linda! <3
    Eu não costumo gostar de livros do selo, mas esse parece ser tão amorzinho que até dá vontade de ler.
    Eu acompanho o trabalho do Frederico e acredito que gostaria mais dos textos dele, ele fala de amor como ninguém. Não curto muito o Arthur, então fiquei meio indiferente em relação a parte dele. Os outros dois eu não conheço.
    Não sabia essa relação dos textos com os elementos, achei bem interessante.
    Não leria o livro agora, pois tenho outras prioridades, mas se estiver baratinho qualquer dia desses eu compro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    Adorei conferir sua postagem sobre esse livro, pois ele parece ter uma premissa bem interessante. Achei muito legal o tema dos textos ser o amor e os autores escreverem bem. Também gostei dessa divisão que foi feita.
    Ainda não li nada de nenhum desses autores, mas acho que do Frederico seria meu preferido também. Textos poéticos me atraem muito.
    Dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Eu já tinha visto esse livro, mas não sabia do que se tratava. Adorei saber que o livro tem como tema o amor. Esse é o único sentimento que pode ser representado de várias formas. Saber que nesse livro ele foi representado pelo 4 elementos foi bem inovador. Não conheço nenhum dos autores, mas se tiver oportunidade vou querer ler o livro.
    Amei a sua resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  25. Oláa!
    Amei tudo sobre esse livro, a capa, a proposta de cada texto baseado em um elemento da natureza e o amor, muito amorzinho (literalmente!) e muito original. Colocando na minha lista do skoob pra ontem! Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  26. Olá!

    Olha, eu sou completamente ignornante quanto ao Fredrerico. Não acompanho ele nas redes sociais e nunca nem li nada que ele escreveu. Sei que tem uma porrada de gente que gosta bastante dele.
    Logo, esses fatos não fazem com o que eu me desperte tanto assim para ler esse livro. Mas achei a proposta dele bem interessante e os outros autores agregam ainda mais valor à obra.
    Adorei essa capa e esse título.

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9¾

    ResponderExcluir
  27. Olá, assim como você acompanho Frederico e estava com interesse de ler o livro, mas depois de sua resenha acho que irei deixar passar. Não é o que esperava, apesar de criativo a ideia de mostrar o amor de acordo com os elementos da natureza, achei os contos e histórias meio que fracos, precisando de um enredo mais forte para me fazer ler.

    ResponderExcluir
  28. Oi, tudo bem?
    Um livro sobre o amor retratado nos quatro elementos da natureza? Ok, eu achei a proposta bastante interessante, sendo totalmente sincera, mas confesso que por agora eu não faria a leitura. Quem sabe em um futuro próximo.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Olá!
    Já ouvi falar do Frederico, porém nunca tive oportunidade de ler algo dele. A capa é linda, mas não me atraiu o suficiente para ler o livro. E a ideia de amor com os elementos também não foi uma ideia muito criativa, então vou deixar passar essa. Obrigada pela dica, beijinhos.

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger