Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: Confissões de um amigo imaginário


Título: Confissões de um amigo imaginário • Autora: Michelle Cuevas • Editora: Galera Junior • Páginas: 175 • Ano: 2016

 Não é segredo que infanto juvenil é um dos meus gêneros literários favoritos, isso porque as leituras quase sempre são leves e simples, mas ao mesmo tempo trazem muitas reflexões.
 Quando vi esse livro fiquei muito animada, porque ainda não tinha lido nada sobre amigos imaginários e como costumo fazer, iniciei a leitura sem saber nada sobre a história e fui conquistada de cara.


 Em "Confissões de um amigo imaginário" vamos conhecer Jacques Papier, ele tem uma linda irmã gêmea, Fleur, que é a sua melhor amiga e parceira de aventuras. Ou pelo menos era isso que ele achava.
 Um dia Jacques ouve dos pais de Fleur que ela tem um amigo imaginário, ele então decide que também irá ter um, mas o que acontece é que ele descobre que ele é o amigo imaginário de Fleur, ou seja, ele só existe na imaginação dela.
 Então Jacques decide que precisa ser livre e viver sua vida sem depender só de Fleur, a garota acaba aceitando isso e liberta seu amigo. Agora Jacques irá embarcar em uma jornada onde conhecerá várias crianças e vai se descobrir.


 Essa é uma história bem simples e curtinha, a autora é bem direta e não detalha muito os acontecimentos, mas o leitor consegue conhecer bem os personagens que vão surgindo e aprende um pouco com cada criança.
 Jacques é um dos personagens mais fofinhos e cativantes que eu já conheci no mundo literário. Ele é um garoto muito divertido e inteligente, mas está confuso com tudo, até porque descobriu que o que acreditava era mentira e ver o personagem perdido desse jeito doía meu coração, porque realmente foi cativada por ele. Além disso, Jacques é um garotinho muito bacana, que ajuda seus novos amigos em tudo que for preciso, até mesmo conversar com a "crush".
 Os outros personagens também são cativantes, mas eles aparecem pouco, como: Fleur, uma garotinha muito fofa também. Bernard, um garotinho que se sentia invisível e tentava ao máximo se esconder de tudo. A Vaqueira, uma amiga imaginária muito divertida que ajudou Jacques. E mais vários outros personagens.

"A verdade é que é isso que qualquer pessoas quer: ser conhecida dessa maneira, ser vista. E não falo do nosso cabelo, ou de nossas roupas, eu quero dizer vista mesmo por quem somos de verdade. Todos nós queremos  encontrar aquela pessoa que conhece nosso eu real, nossas esquisitices e, ainda assim, nos compreende. Alguém já viu você? Realmente, de verdade, a parte mais profunda que parece invisível ao resto do mundo?"

 Eu fui envolvida pela história desde o começo e me vi realmente cativada por tudo que estava lendo, tanto que me emocionei em alguns momentos, ri em outros e pensei muito em várias coisas que a autora estava passando através da história.
 É um livro com uma linguagem super fácil e que aparentemente não parece causar muitas reflexões, mas eu refleti muito com a jornada de Jacques e minha imaginação voou com a história.


 A diagramação está simplesmente linda, começando pela capa que combina perfeitamente com a história e que tem uma arte incrível.
 Por dentro é tudo muito agradável também, as folhas são amareladas e o tamanho da fonte está ótimo, além disso há várias ilustrações no livro.
 A leitura é bem fluida, um dos motivos é por a história ser envolvente, mas os capítulos serem bem curtinhos e diretos também ajuda bastante nisso.


 "Confissões de um amigo imaginário" é uma história curta, logo não há muito o que comentar sobre, mas ao mesmo tempo é uma leitura que me proporcionou muita reflexão e que me conquistou tanto a ponto de se tornar uma das minhas leituras favoritas.
 É uma indicação simplesmente maravilhosa para as crianças, porque vai alimentar muito a imaginação delas, mas também é uma ótima indicação para os mais velhos, pois traz uma história tão agradável que é impossível não gostar e o melhor é que é uma leitura rápida.

(livro recebido em parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. Olá
    Acho que já li algumas resenhas desse livro, mas a sua ficou muito motivadora, e realmente fiquei curiosa sobre esse enredo, especialmente porque adoro ler as vezes livros infantis e esse parece ser muito bom, não tenho dúvidas de que é mesmo uma recomendação e tanto. Deve nos cativar logo nos começo né?! Outra coisa, fiquei apaixonada por essa capa!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    O livro mesmo com uma pegada mais infantil, aparenta ter traços de uma reflexão, adorei o modo como você deixou isso claro e como tais reflexões pegaram você. Fiquei muito curiosa para saber mais sobre essa a história e saber a fundo mais sobre esses personagens que parecem ser incríveis. A capa é linda, toda delicada e essas cores em contraste, muito encantadora.
    Beijos, Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Só eu que achei a sacada desse autor de gênio? Que ideia simples e fofa de ter um protagonista que é um amigo imaginário. Amei a proposta, assim como estou babando com essa diagramação. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu não conhecia o livro, mas pelo título eu já gostei. kkk Li Memórias de um amigo imaginário que é um dos meus preferidos da vida. Achei curioso que o amigo imaginário não saber que é amigo imaginário de cara, ele descobre por causa dos pais. Só achei um pouco chato a Fleur não aparecer tanto. Já que ele é amigo imaginário dela... rs Adoro livros que fazem a gente viajar, pelo jeito esse livro é assim... Espero ter oportunidade de lê-lo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. O título já tinha me chamado a atenção quando vi nos lançamentos, a capa também é muito lindinha e pela sua resenha, o personagem principal é fofo e cativante. Acho que é a mistura completa e perfeita para o livro entrar na lista e furar algumas filas.
    Pelo fato do livro ser curto, mas mesmo assim me parecer bem escrito, acho que será uma leitura fácil e muito gostosa de se fazer. Espero curtir!
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito do tema e também gosto de infanto-juvenis. Fiquei imaginando o personagem central se descobrindo e já me encantei por esta premissa. Com certeza quero conferi.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Infanto juvenil é realmente muito legal, mas faz é tempo que não leio nada. Já tinha visto algumas resenhas desse livro e fico cada vez mais apaixonada! A história é tão simples mas ao mesmo tão diferente e gostosa que dá mesmo vontade de ler. Gostei de ver sua opinião.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Também gosto bastante de livros do gênero e fiquei bem curiosa para acompanhar as aventuras de Jacques e conhecer um pouco mais sobre cada criança que ele irá encontrar em seu caminho.
    A premissa é bem interessante e me chamou a atenção pelo mesmo fato que a você, ou seja, por não ter lido nada ainda que envolvesse amigos imaginários.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oii.
    Ah, eu também amo livros infanto juvenis. São inocentes e leves e nos fazem refletir sem que percebamos. sem contar que normalmente são muito bem escritos e ativam nossa imaginação.
    Só pela resenha posso dizer que já me apaixonei pelo Jacques. Adoro leituras leves.
    Entrou para a lista.
    :)

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem ? Acho s capa desse livro uma graça e estou louca para comprar é ler para os meus filhos que tenho certeza que vão amar ( assim como eu claro). Achei bem bacana toda essa coisa de amigo imaginário e tenho certeza que vai relembrar da minha infância e dos meus próprios amigos invisíveis da época.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. O Jacques é muito fofinho e cativante mesmo, mas preciso confessar que não me envolvi tanto com o enredo quanto você. Talvez porque li antes um outro livro sobre amigo imaginário e gostei mais. Acho que o que mais curti nesse foi vários amigos imaginários aparecerem, e o Jacques, depois de ter aceitado quem era, conseguir ajudar várias pessoas. E o final é lindo!

    ResponderExcluir
  12. Quando lançaram este livro, fiquei curiosos para ler justamente por sua simplicidade que vai do enredo a diagramação. Como não se cativar por esse personagem?
    Em meio a tantos clichês Confissões de um amigo, é uma simples história que pode se tornar um grande sucesso.

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Desde o lançamento estou curiosa com relação a essa leitura, pois acho a premissa muito interessante. Achei muito legal que, mesmo sendo um livro mais infantil, ele parece ter uma mensagem bonita para todos os leitores de qualquer idade. Outra coisa que achei muito bacana foi você ter dito que esse livro fará as crianças terem sua imaginação ampliada, adorei isso.
    Estou louca para conhecer Jacques e ver se também o acho cativante.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    A história é bem interessante e fiquei curiosa como um amigo imaginário poderia construir a sua própria vida. Ampliar a imaginação da criança é sempre bom e você soube passar isso na história. A capa está bem fofinha. Gostei de conhecer a história.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  15. Ai meu deus que história mais fofinha, fiquei surpreendida com a premissa, bastante criativa, parabéns a autora, aposto que uma história assim iria conseguir chamar muita atenção das crianças e não só delas porque também chamou a minha e eu fiquei muito tentada a ler, adoro livros infanto-juvenil e esse eu tenho quase a certeza que irei adorar.

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Já li algumas resenhas positivas do livro e por isso já até tinha adicionado ela na minha meta de leitura e lendo a sua resenha agora só fiquei mais curiosa e mais intrigada com a obra. O livro parece ser sensacional e espero pode conferir em breve haha

    ResponderExcluir
  17. Que bom que se trata de uma leitura leve, mas que ao mesmo tempo proporciona reflexão. Acho isso bem interessante, mas não sou muito fã de literatura young adult. A ideia do amigo imaginário pode ser bem rica se bem explorada. Vou anotar a dica para passar para meu filho! Abraços

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger