Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: Magônia


Título: Magônia • Autora: Maria Dahvana Headley • Editora: Galera • Páginas: 144 • Ano: 2016

 Esse é um livro que chamou a minha atenção de cara, pois a capa é bem bonita e me deixou curiosa, e embora eu não tenha o costume de ler sinopses, li a desse livro e notei que a protagonista era doente e eu gosto de um bom drama. No entanto, a história se mostrou diferente da ideia que eu criei na cabeça, mas me conquistou muito, pois traz uma fantasia muito original que me surpreendeu.


 Em "Magônia" vamos conhecer Aza Ray, ela tem uma doença incurável e rara que a faz ter muita dificuldade para respirar, mas embora os médicos tenham lhe dado prazos de vida, a garota sempre consegue sobreviver mais e agora está perto de completar 16 anos, o último prazo que recebeu.
 Então um dia Aza vê um navio no céu e se pergunta se está alucinando, mas seu melhor amigo, Jason, decidi pesquisar sobre isso e conta para ela sobre Magônia, uma terra mágica com tripulações de navios no céu.
 Aparentemente isso é apenas uma história de fantasia, mas Aza acaba sendo atacada por pássaros em sua casa, o que agrava seu estado de saúde e a garota morre na terra, mas acorda em Magônia e descobre ser filha de uma capitã que tem planos para a garota.
 Jason está em um estado de negação e começa a pesquisar sobre Magônia cada vez mais, pois vê alguns sinais que demonstram que sua amiga está viva, mas lá no céu e ele precisa chegar até ela.
 Enquanto isso, Aza precisa se encaixar na sua nova vida e se preparar para realizar os planos de sua mãe, mas um fantasma de um pássaro começa a assombrá-la e ela se pergunta se deve mesmo confiar nas pessoas dessa tripulação.


 O universo criado é surreal e incrível, nunca tinha lido algo parecido antes e a autora construiu tudo de uma forma bem convincente, e a parte mais bacana de tudo é que embora a autora tenha inventado a maior parte da história, ela usou como base um material preciso de outros autores.
 Em Magônia encontramos seres mágicos que são meio pássaros e meio humanos, eles fazem as coisas acontecerem só usando o canto, também precisam de um  canwr, um pássaro que entra em seu tórax e canta com o personagem.


 Aza é uma personagem que me conquistou desde o início, ela é bem sarcástica e isso a torna divertida, mas confesso que me irritei um pouco com a facilidade com que ela aceitou tudo em Magônia, só que depois ela começa a questionar. E confesso que também não gosto muito dessa coisa de um personagem virar um herói/fodão do nada, mas aqui consegui ser convencida.
 Jason é um personagem simplesmente apaixonante, sempre muito inteligente e divertido também, além disso sempre esteve ao lado de Aza, protegendo e compreendendo a garota, sem contar que nunca desistiu dela.
 Há outros personagens cativantes também como as mães de Jason, a família da terra de Aza e os personagens de Magônia, como Dai, que no começo é chatinho, mas depois melhora, já Zal, verdadeira mãe de Aza, é uma personagem que eu fiquei desconfiada desde o começo.
 O romance no livro não recebe muito destaque, mas é muito bonitinho de acompanhar e basicamente há um triângulo amoroso que talvez no próximo volume receba mais atenção.

"Sim. Sei que as pessoas morrem. Sei que, quando morrem, as pessoas que deixam para trás sempre acham que o que aconteceu foi uma loucura, porque a morte, por natureza, parece uma loucura. É parte de como os seres humanos sempre lidaram com isso, como se de alguma maneira fosse especial, como se todo mundo que morre fosse um herói. Queremos morrer espetacularmente, não simplesmente "perecer"."

 Confesso que não sou muito fã dessa coisa de cantar em histórias, mas eu gostei bastante da ideia da autora em trazer cantos mágicos. No entanto, não encontramos na história as letras dos cantos, só sabemos que os personagens estão cantando e isso me agradou, porque assim a história fica mais direta.
 De cara o leitor vai sentir que tem alguma coisa errada e ficar desconfiado das intenções de Zal, mas só com o decorrer da história vai entendendo melhor a personagem e só no final que vai saber seus planos.
 No geral a história ficou bem construída, mas confesso que alguns pontos não foram muito bem explicados e nem aprofundados, mas acredito que isso se dá por conta do livro ter uma continuação.
 E por conta de ter uma continuação, o leitor vai encontrar um final aberto nesse volume, que vai deixá-lo curioso e talvez até mesmo emocione o leitor, como foi o meu caso.


 A diagramação do livro está maravilhosa, começando pela capa que combina muito bem com a história e a parte de trás do livro está linda. Agora por dentro o livro está bem simples,  mas muito agradável, pois traz folhas amareladas e um bom tamanho na fonte dos textos.
 A narrativa é feita através do ponto de vista de Aza, na maior parte das vezes, onde parece que a personagem está conversando com o leitor e em alguns momentos vemos Jason narrando.


 "Magônia" é um livro que me apresentou uma fantasia muito bacana, eu senti como se estivesse entrado na história que a autora criou e tudo ficou muito bem trabalhado, tanto que terminei a leitura querendo mais.
 Esse é um livro de fantasia bem escrito, mas ao mesmo tempo que é original e cativante, não é nenhuma história com uma trama realmente surpreendente, então vale a pena ler, mas é aconselhável que não crie expectativas muito altas.

(livro recebido em parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. Ola. Já estava preparada para vim aqui e dizer que estava saturada de livros com doenças incuráveis quando sua resenha me desarmou. Acho que quero conhecer esse local com navios voando no ceu!

    ResponderExcluir
  2. Oii!
    Nossa que história diferente né? Fiquei encantada com uma ideia tão distinta como essa, com certeza já está anotadinho :D
    Beijos, Isa
    belacultblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, a capa é linda, o título diferente mas o tema é bem batido, esse de doença sabe, mas sua resenha foi fantástica, me instigou a querer saber mais sobre o livro. Agora vou ter que ler 😂 Lá vai eu chorar kkk Parabéns você me fisgou kk bjs

    ResponderExcluir
  4. Acho a capa linda, mas ainda não me interessei muito pelo livro porque não curto muito fantasia, mas achei as suas considerações bem interessantes e anotei a dica. Fiquei imaginando estes seres mágicos, meio pássaros e humanos e acho que em um filme ficaria lindo.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha e a premissa do livro, bem diferente de tudo o que tenho lido. Esses finais em aberto me assustam um pouco, sou curioso e ansioso demais para aguardar o próximo rsrs Ótima dica.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Quando esse livro foi lançado tinha uma ideia completamente diferente da obra, conforme fui lendo resenhas, fui ficando interessada, pois gosto muito de fantasia.
    Adorei saber que a Aza é uma personagem sarcástica e engraçada, acho isso muito legal. Também gostei de saber que a obra te agradou.
    Não tenho problema com livros com músicas e cantigas e gostei de saner que a autora inseriu isso nessa obra.
    Vou esperar sair o próximo volume para ler tudo de uma vez, não aguento esperar.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito de livros de fantasia, e a ideia de aproveitar um personagem em fase terminal para liberar um novo mundo paralelo é muito boa. Tambéms estranharia essa questão e canto no livro, mas o bom que isso é posto de uma forma mais clara e coesa.

    ResponderExcluir
  8. Oie! Conheço a obra mas nunca tinha me interessado, mas após essa resenha talvez dê uma chance, principalmente por conta da beleza da diagramação e a presença de uma personagem sarcástica.
    Gosto da presença da música e da obra ficar com aquele gosto de "quero mais" no final.
    Adorei seus comentários.
    Beijos,Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Amo livros do gênero e estou bem curiosa para conferir de perto essa doença de Aza e conhecer mais sobre Magônia e os seres que nela habitam.
    É bem surreal e intrigante. Sem contar que a diagramação é maravilhosa e creio que realmente combina perfeitamente com a trama.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    tenho visto resenhas bem legais sobre esse livro e elas estão me fazendo sentir curiosa em relação a ele, quero bastante fazer essa leitura em breve, espero ter essa oportunidade. Gostei bastante da tua resenha, beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem? A primeira coisa que venho na minha cabeça lendo esse enredo foi em como 3 uma história bem original e diferente das fantasias que estou habituada a ler e só por já ganhou muitos pontos comigo. E sua resenha me deixou bem curiosa para saber mais sobre esse lugar é principalmente sua tripulação.
    Dica anotada.
    Bj

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Desde o lançamento do livro eu quero muito ler, achei a premissa muito original e incrível. O mundo de Magônia me parece fantástico e fico imaginando como a protagonista irá reagir quando conhecê-lo e como ela irá se comunicar com Jason, me parece ser um personagem muito cativante. Depois da sua resenha esse livro com certeza está na minha lista de desejados e mal vejo a hora de ler!

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Fiquei muito interessada por esse livro, ainda mais por se tratar de um mundo onde a personagem vai depois da morte. Eu também não sou muito fã de cantar em histórias, mas saber que esse não tem a letra da canção em si eu achei muito legal, senão ficaria bem fora de foco mesmo. Vou adicionar na minha lista de leituras.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste assim tanto! :) Achei uma ótima dica, especialmente porque amo fantasia! :) ahah

    Bem, e sempre fantástico quando gostamos da escrita e ainda da narrativa, num livro original e cativante assim! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  15. Que capa linda tem esse livro! E pela sua resenha ele parece ser bem mais que isso. Gostei da sua resenha, bem completa, me fez imaginar esses seres fantásticos e suas interações com os personagens. Talvez eu chegue a ler, já que gosto de um bom livro de fantasia.
    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Sou apaixonada por essa capa e só por isso já pretendia comprar esse livro, mas felizmente a premissa dele também é muito boa e me cativou. Adoro fantasia e estou ansiosa pra conhecer esse mundo que a autora criou; me pareceu algo muito original e único. Não sabia que tinha uma continuação e fiquei animada apesar de não gostar de finais abertos, por isso acho que vou esperar o lançamento do próximo pra realizar a leitura.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  17. oie, tenho visto várias resenhas desse livro e tenho me interessado, apesar de não amar o gênero. mas que bacana saber que conseguimos mergulhar a fundo na história. pena que tem esses pontos pouco explicados, mas creio ser justamente pelo motivo que você mencionou, a continuação, e falando nela, espero que seja ainda melhor.

    ResponderExcluir
  18. Oie
    Tudo bem?
    Eu já conhecia o livro em questão porém nunca tinha lido resenha e nem tive a chance de lê-lo eu tinha uma impressão totalmente diferente dele pelo nome eu achei que era uma fantasia uma descoberta de algum lugar magico o que pela sua resenha é isso e algo a mais. Eu quero muito fazer a leitura desse livro e depois da sua resenha a vontade só aumentou fiquei muio curiosa.
    Bju e Obg pela dica.
    Mary Reis

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger