Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

A Lista de Schindler



Título: A Lista de Schindler • Autor:  Mietek Pemper • Editora: Geração • Páginas: 277 • Ano: 2010

 Eu não costumo ler muitos livros sobre guerra, mas é um tema que gosto bastante, logo sempre que tenho oportunidade leio um livro sobre e dessa vez li "A lista de Schindler", um livro muito interessante mesmo que me ensinou muita coisa.


 Esse livro foi escrito por Mietek Pemper, um judeu que trabalhou forçado por um tempo para Amon Goth, um dos nazistas mais carrasco e assassino. Com isso, Pemper acompanhou de perto como esse nazista agia, teve acesso a muitas informações e conseguiu ajudar muitos judeus.
 Durante toda essa época, Pemper viveu de cara com a morte, qualquer passo errado que desse poderia trazer como consequência sua morte e de seus familiares, mas ele não hesitou em ajudar outros judeus e trabalhou com Oskar Schindler.
 Oskar Schindler foi um alemão que salvou mais de 1000 judeus nessa época, os empregando em sua fábrica e é o autor da lista que tem seu nome, mas ninguém sabe realmente o que aconteceu nessa época e como funcionava a lista, então Pemper vem através desse livro nos contar em detalhes tudo, pois ele acompanhou tudo de perto.


 "A Lista de Schindler" não é uma leitura fácil, há muitos termos que talvez o leitor desconheça, mas por outro lado há sempre uma nota falando sobre. Uma das coisas que me deixou um tanto confusa foi as patentes da SS, pois eu não as conhecia e são muitas, logo ficava perdida, mas no final do livro há um quadro mostrando as patentes e seus equivalentes no exército, então o leitor entende melhor tudo isso.
 Aqui encontramos um relato sobre como foi nessa época, de forma crua e real, não há nada tentando tornar a história mais bonita ou algo assim. E há muito conteúdo, muita coisa para digerir, logo a leitura acaba não sendo tão rápida, pois exige uma atenção maior do leitor.
 Como Pemper trabalhou por um tempo para um nazista e fez vários trabalhos para ele, o leitor consegue acompanhar e entender como eram feitas as coisas nesse tempo, ele tem uma noção mais real de como eram as regras e as coisas nesse período.

"...consiste em confrontar duas figuras, Amon Goth e Oskar Schindler, que se relacionaram como o diabo e o anjo: o primeiro, um assassino em massa, e o outro, um salvador de vidas. Eu convivi com os dois de perto - um fenômeno raro e notável. Descobrir que na escuridão do inferno ainda existiam seres humanos verdadeiros como Oskar Schindler foi um presente feliz para mim."

 Nesse livro vamos saber como realmente era a Lista de Schindler, como ela foi feita e tudo o mais. Mas também vamos conhecer bastante Mietek Pemper, um judeu que foi extremamente corajoso durante esse tempo.
 Digamos que Pemper teve "sorte" em trabalhar forçado como escrivão de Amon, não que fosse um trabalho fácil, mas levando em consideração os trabalhos da época, esse trabalho como escrivão era bom, só que todo dia Pemper estava de cara com a morte e conviver com o inimigo nunca é fácil.
 Mas foi esse trabalho que possibilitou para Pemper salvar muitas pessoas, embora ele corresse riscos ao fazer isso e foi um grande golpe de "sorte" esse homem ter sido a pessoa forçada a trabalhar para Amon, pois ele era muito honesto, de uma forma que nem todas as pessoas seriam.


 É revoltante acompanhar essa história, pois aqui vemos de forma mais clara e real ainda como os judeus eram tratados naquela época, sendo que não mereciam tal tratamento, pois não fizeram nada de errado.
 A maioria das pessoas que tinham poder nessa época se mostraram verdadeiros monstros desumanos, mas também vemos que apesar disso ainda houve pessoas boas como Oskar Schindler e sua mulher.
 E não foram só os alemães, muitos dos judeus acabaram sendo desonestos e gananciosos nesse época, olhando só para eles mesmos e não pensando em ajudar os outros.

"Sempre acreditei que você pode ter ou perder dinheiro à vontade, mas somente o que você faz pelos outros tem valor permanente. Oskar Schindler vivia esse princípio e salvou vidas humanas."

 É interessante que nesse livro vamos acompanhar muitas coisas que aconteceram durante esse período, mas também há muita coisa sobre depois desse episódio sombrio, os depoimentos contra nazistas e o que aconteceu com alguns deles.
 Também vemos o relato de Pemper sobre depois de tudo ter acabado, como muitos judeus se viram desesperados e perdidos, pois não tinham mais nada e embora estivessem livres agora, os danos financeiros e principalmente os psicológicos foram muitos.
 E além disso também vamos ler alguns comentários de Pemper sobre o filme de Steven Spielberg, um filme muito famoso e que alcançou muitas pessoas, mas que por vários motivos teve muita coisa modificada.
 A diagramação do livro está ótima, começando pelas folhas que são amareladas e proporcionam uma leitura mais agradável, pois essas folhas não cansam tanto a vista do leitor e o tamanho do texto está bom, além disso há várias fotografias no livro.
 Como comentei a leitura desse livro não é fácil e querer um pouco mais de atenção do leitor para compreender e absorver tudo o que está sendo lido, por isso a leitura não é rápida, mas de certa forma é fluida, pois o leitor se vê envolvido com a história de Pemper e quer saber mais sobre tudo o que realmente aconteceu.


 É um livro que me agradou bastante, eu não sabia o que esperar da leitura e foi algo muito interessante, cada página lida eu me sentia mais ansiosa e aprendi bastante sobre essa época que não pode ser esquecida jamais.
 Enfim, não é uma leitura que a maioria dos leitores está acostumado a fazer, mas é uma leitura muito bacana mesmo e que vale muito a pena, por isso eu recomendo a leitura para todos.

"Frustra vivit, qui nemini prodest (Vive em vão aquele que não ajuda a ninguém)"

(livro recebido em parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. Oi Larissa
    eu adoro livros sobre guerras e tenho muita curiosidade em ler esse título também. Legal saber sobre os depoimentos, relato e demais comentários. Realmente deve ser um aprendizado e tanto! Obrigada pela dica!
    beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. POis é, eu vi o filme e você colocou uma parte ali que é crucial. Durante a guerra eles sofreram mas depois que acabou a guerra eles sofreram também porque não tinha nada, países destruídos e fome geral. Foi totalmente difícil sobreviver. Existe sempre um durante e um depois e acho que esta guerra matou mais do que a ida, matou esperanças.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Se tem uma pessoa que é louco, viciado por As Grandes Guerras, esse alguém sou eu, rsrs. Gosto de mais de livros que abordem esse tema, seja ficçional ou fatos reais. Eu conhecia esse livro,mas ainda não tive oportunidade de ler, e nem de ler resenha sobre ele (essa é a primeira) adorei saber que a leitura é um pouco mais intensa, pretendo embarcar e arriscar nela! Até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Quero muito ler a Lista de Schindle, amo relatos sobre aquela época, e me entristeço com tudo o que aconteceu :/
    Ultimamente estou me interessando mais por esse tipo de assunto, e creio que este livro me ajudará a obter mais conhecimento. Fico muito feliz por você ter gostado, e sua resenha me deixou ainda mais com vontade de ler!
    E concordo contigo, é uma época que não pode ser esquecida jamais!

    Beijinhos...
    Desencaixados

    ResponderExcluir
  5. Tive a oportunidade de ler este livro a muitos anos e fiquei bem abalada com a leitura, como você bem pontuou na resenha, não é uma leitura fácil, mas ainda assim, é um livro que me fez gostar do tema e hoje, quando um livro aborda este cenário de guerras, já é meio caminho para que gostar do enredo.
    Adorei relembrar esta história na sua resenha!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Ao contrário de você, leio muitos livros sobre a guerra e estou sempre procurando novas obras. Já li A Lista de Schindler, mas não foi esse livro. Curti muito o que encontrei, mas a leitura foi bem cansativa e dolorida, pois foi uma época em que as pessoas sofreram demais e, mesmo que um homem tenha tentado fazer algo - e ele fez -, muitos outros morreram.
    Fiquei bem curiosa para ler essa versão da história, já anotei a dica.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? :)
    Esse livro não faz de todo o meu género, e embora você tenha gostado muito eu não me aventuraria. Além disso a capa não me chama a atenção.
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Não conhecia a obra e confesso que não leio muito livros de guerra, na verdade o meu acervo até aumentou com algumas obras com o pano de fundo da segunda guerra, mas ainda assim sou iniciante no assunto, o que me deixa ainda mais interessada por esse livro. Adorei os elementos que você mencionou na obra, realmente ter uma ideia do que aconteceu durante aguerra e as sequelas que ela deixou, é um excelente reflexão para vida e sempre quando o assunto é os judeus, eu já sinto o meu coração pesar, pelas crueldades que eles sofreram. Vou anotar a dica e espero muito poder ler este livro em breve.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Diferente de você, não gosto de livros sobre guerras. Fujo sempre que posso dessa temática, prefiro coisas mais leves e divertidas.
    Eu nunca li esse livro (assim como nunca assisti ao filme), mas acho que para quem curte o tema, é um livro muito bacana. Gostei de saber que apesar de não ser uma leitura rápida, ela flui muito bem.
    Também achei legal o livro conter fotografias e as explicações das patentes.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Ola Lari lindona eu confesso que livros nesse gênero não me chamam muito atenção, eles ressaltam uma verdade nua e crua e pelo visto muito bem trabalhada em detalhes sobre o horror que os nazistas vivenciaram. Fico feliz que a leitura foi gratificante. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia esse livro, e eu já li A lista de Schindler, mas aquele que teve um filme baseado nele... e a leitura foi chocante... como me interesso bastante por livros de segunda guerra, vou anotar essa sugestão... acredito que vai ser interessante saber da história da lista por esta perspectiva...
    bjs...

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu, particularmente, adoro livros sobre guerra. Imagino mesmo que os relatos tenham sido chocantes e de te deixar revoltado, como tudo o que aconteceu nessa guerra. Fiquei muito interessada nessa obra justamente por realmente mostrar a verdade que acontecia nessa época. Vou querer ler assim que possível.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  13. Hey!
    Eu geralmente não sou muito chegada em histórias de guerra, mas não fugiria de uma caso tivesse a oportunidade de conhecer. Como sempre, suas resenhas são incríveis e muito explicativas, de forma que cativa o leitor a querer conhecer a obra, que aliás, eu não fazia ideia da existência. Deve ser uma história muito intensa, pois envolve muito sofrimento, então acredito que preguiça de ter estômago pra encarar.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá amore,
    Não curto muito Guerra também, no entanto você me deixou curiosinha – mas, ainda assim acho uma literatura meio pesada pro momento!
    Adorei as fotos!

    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá.

    Eu nunca li livros com temáticas de guerra, mas tenho interesse em conhecer mais sobre obras desse tipo. Gostei bastante da sua resenha, mas acho que a trama desse livro é muito pesada p mim inicialmente. Estou correndo de coisas tristes e esse livro parece ser exatamente assim. Vc pode me recomendar algum livro com essa temática de guerra para iniciantes? rsss Se tiver algum me mande por e-mail: wizk.santos@gmail.com

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oieee
    Menina eu já conhecia o livro e já pensei em solicitar para resenha, mas confesso que não sei se tenho estômago nesse momento pra acompanhar uma história tão pesada, normalmente sempre fujo de temática de guerra porque fico na bad, mas sei que o livro tem uma história que deve muito ser lida.
    Beijooos

    ResponderExcluir
  17. Ao contrário de você eu leio e gosto de livros cujo enredo seja guerras. Apesar de toda a carga emocional que eles contém, sempre que posso leio. Este eu não li, vi apenas o filme, e que filme!!! Este com certeza se eu tiver chance vou ler.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  18. Oi!
    Sempre que vejo algum livro que retrate os tempos da segunda terra e a Alemanha Nazista fico louca pra ler o livro, mas quase não tenho coragem, pois sei que as histórias são muito cruéis e você pensar que tudo isso foi verdadeiro e pode acontecer a qualquer momento novamente é muito desesperador.

    ResponderExcluir
  19. Oie!
    Confesso que esse é um livro que por mais que seja lindo, eu não faria a leitura dele. Como é algo da realidade, o que realmente aconteceu na segunda guerra, eu não consigo ler. Sempre sofro demais com o tema.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  20. Oi linda, esse é um livro que está na minha lista de desejados já faz um bom tempo eu gosto muito de ler coisas ambientsdas na segunda guerra mundial que me trazem muitas reflexões sobre a crueldade humana. Sempre acho assustador!
    Imagino que realmente não deva ser uma leitura fácil ainda mais pelo tema envolvido do livro mas tenho certeza que lerei esse livro em breve e já tenho que preparar os lencinhos.
    Outro que recomendo para a leitura é as irmãs de Auschwitz!!
    Bj

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Livros de guerra eu não gosto de ler, mas A Lista de Schindler é muito interessante mesmo.
    Pemper foi muito corajoso ao enfrentar a situação apesar do risco que corria diariamente e o que Schindler fez ajudando esses judeus foi lindo!
    Passou o filme outro dia mas não tive tempo de assistir, vou ver se faço isso já que não conseguirei ler o livro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Oii, tudo bom??
    Nunca li nenhum livro sobre o genero, apesar de ser apaixonada nos filmes, lembro que assisti A Lista de Schindler com meu meu pai e no final nós dois nos acabamos de tanto chorar. Ele é simplesmente perfeito e triste. Não sabia que tinha o livro e vou procurar para ler, já que o filme me emocionou tanto, o livro deve ter o mesmo efeito.
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Oi Larissa! Tudo bem?
    O livro não li, mas vi o filme. Confesso que me impressionou muito o que o filme mostrou e posso te dizer, sem sobras de duvida, que não veria novamente. A crueldade do ser humano mostrada no filme é horripilante, monstruoso mesmo! Imagino que no livro deve ser muito pior!
    Bj

    ResponderExcluir
  24. Oi Larissa, tudo bem?
    Eu sou muito suspeita de falar pois adoro livros de guerra, sempre tiro algum aprendizado, sem contar no assunto forte abordado. Gostei bastante do enredo desse livro e com toda certeza eu daria uma chance a ele, fico feliz em ver que você recomenda. ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger