Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: Zen Socialismo

Zen SocialismoTítulo: Zen Socialismo
Autora: Cynara Menezes
Editora: Geração
Páginas: 240
Sinopse: Zen Socialismo, de Cynara Menezes, reúne o que de melhor esta jornalista que prega a necessidade de uma nova esquerda no país escreveu em sua peregrinação ao mesmo tempo lúcida, denunciadora e bem-humorada pelos problemas, paranoias, fobias, absurdos ideológicos, retrocessos e baixezas da direita brasileira (e de seus adeptos mal informados) pelas redes sociais brasileiras. Reunidos em blocos temáticos como Socialismo, Brasil, Camaradas, Mundo, Maconha, Jornalismo, Vida, Sexualidade e Entrevistas, os posts são uma leitura em que o prazer do texto se confunde com o prazer de ser bem informado e de se deparar com uma inteligência lúcida que nos diz um pouco do que precisamos saber sobre o socialismo do século XXI sem as cortinas de fumaça da mídia tradicional. É isso, ainda é possível fazer o bom e velho jornalismo.

Resenha escrita por Nilda

 Eu acompanho o Twitter e o Blog Socialista Morena da Cynara Menezes, autora de Zen Socialismo, já tem um bom tempo. Gosto de algumas ideias que ela compartilha. E foi por já conhecer a autora que fiquei muito interessada em ler esse livro. O jornalismo feito pela Cynara é indicado para aqueles procuram outras fontes de informações, pois se distancia dos meios tradicionais de notícias.


 O livro é uma compilação dos melhores posts publicados no blog, como o subtítulo indica. Mas aí o leitor pode me perguntar: Por que ler um livro com textos que encontramos facilmente na internet? Ora, o livro tem algo que só os livros têm. O texto em um livro toma outra forma, outro caráter. E fora que, para a autora, o livro físico possibilita alcançar outro publico.
 Bom, mas vamos falar um pouco de Zen socialismo. O livro traz textos selecionados por temas. Os primeiros textos tratam de socialismo e comunismo. Mas não pense que são textos teóricos, sobre ideologias políticas. Não, não é nada disso. Os textos têm uma linguagem informal, de fácil compreensão. O que é muito legal, pois por mais que eu tenha lido sobre questões socialistas na universidade é sempre muito bom ler textos mais dissecados, com vocabulário acessível.
 Outro ponto importante: A autora não quer doutrinar o leitor. Não há disputa entre esquerda e direita. Cynara explica o que é e o que não é ser socialista. Ela fala de um socialismo moderno.

"No socialismo moderno, não enxergo a necessidade de se "eliminar" os ricos ou de reeducá-los", como se defendia nos primórdios. O que tem que ser feito com os ricos é fazê-los pagar os impostos que nos devem, proporcionalmente à fortuna que acumulam."
  "Ser socialista, para mim, não significa necessariamente estar ligado a um partido político que se diz socialista. Nem mesmo alcançar o poder, mas atuar como uma consciência coletiva, ainda que fora dele, um contrapeso na busca por mais equilíbrio no mundo".

Outros temas abordados são: #Brasil#Literatura#Camaradas#Mundo#Maconha#Jornalismo#Vida#Sexualidade e #Entrevistas.


 Todos esses temas podem ser lidos na ordem que mais interessar ao leitor, pois são textos independentes. Eu, por exemplo, iniciei pelo #Socialismo, depois passei para #Literatura, logo em seguida fui para #Sexualidade, #Jornalismo. Temas que chamaram mais minha atenção.
 Em #Literatura, gostei muitos dos poemas selecionados. Poemas que fizeram Cynara ser uma esquerdista, como ela se denomina. Há poemas de Vinicius de Morais, de Pablo Neruda, Alex Polari.
 Ah, quero destacar dois autores: Carolina Maria de Jesus e Bertolt Brecht, "Perguntas de um operário que lê", que é simplesmente extraordinário. Não temo como não fazer a gente pensar em um monte de coisa. Leiam esse trecho:

Perguntas de um operário que lê
“Quem construiu a Tebas das sete portas?
Nos livros constam os nomes dos reis.
Os reis arrastaram os blocos de pedra?
E a Babilônia tantas vezes destruída
Quem a ergueu outras tantas?
Em que casas de Lima radiante de ouro
Moravam os construtores?

Para onde foram os pedreiros

Na noite em que ficou pronta a Muralha da China?

A grande Roma está cheia de arcos de triunfo.

Quem os levantou?..."

 Por fim, discordo de alguns posicionamentos da Cynara sobre machismo e feminismo. Ela faz uma diferenciação entre o machão e o machista, que pode e deve ser contestada, pois há um alto grau de conservadorismo. 
 Zen socialismo – os melhores post do blog Socialista Morena é um livro indicado para quem gosta de discutir questões sociais e políticas e de minorias. Também pode ser usado como um livro base para se entender o que é socialismo na contemporaneidade. Em tempos de conservadorismo é importante termos outras visões sobre os fatos que se apresentam. Eu indico esse livro, principalmente para os jovens.

(livro recebido de parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. Nunca tinha ouvido falar nem dela e nem do livro :x mas pra conhecimento, nunca é tarde, não é?

    Peixinhos, Gabbe!
    Lembrando que tá rolando sorteio e post novo no blog, dá pra ser melhor? Dá! Chama a tchurma pra participar também!

    talodemaca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. O livro parece ser algo que não me agradaria muito, no entanto, ao mesmo tempo, parece ser aquele tipo de livro que me sinto quase na obrigação de ler

    ResponderExcluir
  3. Confesso que livros com a temática questões sociais, políticas e de minorias não são os que mais me atraem. Porém achei sua resenha muito boa e fiquei interessada em ler.

    Beijinhos...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Larissa, sua linda, tudo bem?
    Confesso que o livro não chamou minha atenção. Independentemente disso, para quem gosta, acredito que concordando ou não, a autora irá levantar questionamentos, isso sempre é válido. Gostei da sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Eu já vi algumas resenhas sobre o livro, mas confesso que ele não me chama em nada a atenção, o gênero em geral nunca atraiu, mas sua resenha está muito boa.
    E aquela coisa cada um tem seu gosto não e mesmo?

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, apesar de não conhecer o livro, achei sua ideia bem legal, no momento estou evitando ler livros com questões sociais e politica, mas vou anotar a dica.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  7. Oiii Larissa, tudo bem?
    Acredito que leria mesmo este livro, porque feminismo é um assunto que poucas pessoas sabem debater e até ouvir opiniões contrárias, leria para conhecer mesmo. Fiquei completamente em dúvida em relação de quais pontos que você discorda.
    Beijão

    ResponderExcluir
  8. Eu fiquei curiosa com a diferenciação do machão e do machista, apesar de saber que existe diferenças, quero entender o motivo da discordância também e como ela aborda. Sou uma socialista de carteirinha, sempre à esquerda... então, creio que iria adorar ler esse livro.

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bem? Ainda não conhecia esse livro, mas achei a premissa bem interessante. Alguns assuntos realmente são mais delicados de serem discutidos. Independente se é no blog ou no livro, algumas questões fazem parte do nosso dia a dia, como o feminismo. Ótima resenha. Beijos, Érika <3

    - www.queroseralice.com.br -

    ResponderExcluir
  10. Essd livro aborda vários assuntos que não né interessam muito e o fato de ter poemas também não me agradou! Fica para a próxima dica.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger