Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: À Procura de Audrey

À Procura de Audrey

Título: À Procura de Audrey
Autora: Sophie Kinsella
Editora: Galera Record
Gênero: Chick-lit
Páginas: 336

Sinopse: Audrey, 14 anos, leva uma vida relativamente comum, até que começa a sofrer bullying na escola. Aos poucos, a menina perde completamente a vontade de estudar e conhecer novas pessoas. Sem coragem de sair de casa e escondida por um par de óculos escuros, a luz parece ter mesmo sumido de sua vida. Até que ela encontra Linus e aprende uma valiosa lição: mesmo perdida, uma pessoa pode encontrar o amor.


 Eu nunca tinha lido nada dessa autora, mas ela é tão bem comentada por todos que eu sempre tive curiosidade em ler algo dela e finalmente tive a oportunidade. Esse livro foi a minha primeira experiência com a autora e posso falar que não poderia ter começado de forma melhor, foi uma leitura incrível e muito agradável. 


 Em "À Procura de Audrey" conhecemos Audrey, uma garota que tinha uma vida normal, mas depois de um episódio de bullying que sofreu acabou desenvolvendo alguns transtornos de ansiedade social, o que a faz ter medo e não conseguir se relacionar com as pessoas.
 Por conta disso ela não vai para a escola faz um tempo e passa o dia todo trancada em casa, apenas se comunica com sua família e ela usa óculos escuros, pois não consegue fazer contato visual com as pessoas, isso a apavora.
 Até que Linus aparece na sua casa, ele é amigo do irmão de Audrey e apesar de assustar a menina, ele acaba se tornando amigo dela e ela começa a gostar muito dele, mas será que vai conseguir superar seus transtornos?


 Eu não tinha lido nada sobre o livro, iniciei a leitura às escuras, ou seja, eu não sabia praticamente nada sobre a história de Audrey mesmo e me surpreendi ao encontrar no livro uma história que aborda um tema muito bacana e que trabalha o mesmo de forma descontraída.
 Transtorno de ansiedade é algo muito complicado, acompanhando Audrey vemos o quanto isso pode arruinar a vida de uma pessoa e como é difícil para a mesma superar o transtorno, e embora seja um tema importante, não é um tema que se encontra com facilidade em livros, muito menos em livros divertidos como esse.
 Além disso o livro aborda o bullying, pois foi por conta dele que Audrey desenvolveu seus transtornos e isso é importante encontrar em uma história, porque cada vez mais vemos casos graves de bullying.
 A única coisa que senti falta foi a autora ter relatado um pouco mais sobre o que aconteceu com Audrey, como foi o episódio de bullying que ela passou, mas o foco mesmo foi a vida da personagem depois do ocorrido e a forma que ela está tentando superar.

"Acho que entendi que a vida é tipo uma escalada: você cai e se levanta de novo. Então não importa se der uma escorregada. Contanto que esteja mais ou menos caminhando para cima. Isso é tudo que se pode esperar. Seguir mais ou menos para cima."

 Quem ler a sinopse vai ter na mente a ideia de um romance clichê, onde o garoto aparece e pronto, a garota supera seus traumas de forma mágica. Mas não é isso, é um romance leve, trabalhado de forma natural, onde vemos uma garota lutando para superar seus medos e um garoto buscando ser o porto seguro dela, é tudo tão bonito e o foco não é no romance, o que torna tudo melhor ainda.
 O foco mesmo é nos transtornos de Audrey, acompanhamos de perto a garota buscando superá-los e o bacana é que as coisas não acontecem de forma rápida e apressada, então o leitor sente como se estivesse ao lado da personagem nessa fase de superação.
 Audrey é uma personagem muito cativante, ela passou por momentos difíceis que lhe causaram traumas, mas é determinada e não guarda rancor, além disso é uma personagem divertida, com isso conquista o leitor facilmente e o mesmo torce para que tudo acabe bem para ela.


 Além disso acompanhamos uma família divertida e com problemas normais que outras famílias também possuem, como uma mãe controladora, um pai que concorda sempre com a mãe para evitar brigas, um filho viciado em jogos e outras coisas.
 O irmão de Audrey sonha em ser gamer, mas sua família não o leva a sério, acha que isso só o prejudica e não o apoia, algo que acontece em muitas famílias e essa história mostra o quanto jogos são levados a sério no mundo de hoje e que eles podem garantir o futuro de quem os joga profissionalmente.
 É um livro que aborda temas interessantes e que não são vistos com frequência em outros livros, por isso essa história se torna algo tão bacana de acompanhar, porque surpreende o leitor só pelo fato de abordar temas diferentes do que estamos acostumados e trabalhar eles de forma descontraída e muito bem trabalhada.


 O trabalho gráfico do livro está lindo, a capa possui uma bela combinação de cores e essa ilustração representa perfeitamente a Audrey. Por dentro o livro está bem simples, não há detalhes, mas está muito agradável, pois possui folhas amareladas e o tamanho da fonte do texto está ótimo.
 A leitura do livro é muito fluída, é aquele tipo de história que envolve o leitor com facilidade e então o mesmo nem percebe as páginas passando e a história é narrada por Audrey, o que faz com que o leitor se sinta mais envolvido ainda com a história da garota e que a entenda melhor.
 Ao todo é um livro que me conquistou logo nas primeiras páginas, pois de início já dá para perceber que se trata de uma história muito bem construída com personagens muito cativantes, por isso eu super recomendo a leitura.

(livro recebido de parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. Oi,como vai?
    Amo a história desse livro, parece ser bem bacana. Tenho muito interesse no livro.
    Todo mundo que já super elogia, e fora que a Kinsella é conhecida por sua boa escrita.
    Beijo
    www.livricios.com

    ResponderExcluir
  2. Oie, tô doida para ler esse livro.
    A história dele parece ser bem divertida e gostosa de ler.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. Oi Larissa, tudo bem?
    Eu li esse livro sem saber o que encontraria, já que nunca li nada da autora e me surpreendi positivamente com essa história!
    Gostei muito do livro, a leitura é simples e muito fluida e a história é bem divertida!

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  4. Oii, estou doida para ler esse livro a um tempo já!!
    Estou enlouquecendo assim hahaha
    Beijos
    http://segredosliterarios-oficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Quero muito ler, li outros livros da autora e simplesmente amei.
    Essa história é um pouco diferente dos outros livros que li e acho que foi gostar, pelo menos é o que senti lendo sua resenha.

    Coração leitor

    ResponderExcluir
  6. Oee Lari,
    Estou doido por esse livro, quero tanto que até pedi ele de amigo secreto hehe.

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá, eu ainda não li esse livro nem nenhum outro da autora, mas estou com muita vontade de ler, pois ela escreve um gênero que gosto muito. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  8. nunca li nada da sophie mas esse livro me deixou curiosa por causa do nome audrey que me lembrou audrey hepburn *-*

    ResponderExcluir
  9. Já me identifiquei com essa garota, amei o livro, já anotei o nome <3

    ResponderExcluir
  10. eu nunca gostei de Kinsella, acho a escrita dela muito rasa... definitivamente, não é um livro pra mim...

    ResponderExcluir
  11. Oi Lari, tudo bem?
    Eu adoro a escrita da Kinsella, ela é maravilhosa. Estou acostumada com os chick-lits da autora, mas “À Procura de Audrey” parece ser bem legal, foca numa coisa mais profunda. Sua resenha me animou muito e como já gosto da autora esse livro já está nas dicas de leituras. Parabéns pela resenha ;)

    Beijos,
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  12. Não sabia que esse livro traz uma história tão sensível. E o que é melhor é que o foco não está no romance. Fiquei realmente com muita vontade ler. Acho que é uma bom livro para conhecer a escrita da autora, já que ainda não li nada dela.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?
    Eu tenho esse livro e só não li ainda por falta de tempo, porque eu adoro o trabalho da autora e achei a premissa desse livro bem interessante, diferente do que ela escreve, geralmente.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  14. Eu gostei bastante dos livros que li da autora. Ela é bem engraçada. Aquele tipo de leitura mais "bobinha" para relaxar. Esse da Audrey tenho muito interesse em ler por causa do assunto e por parecer ser abordado de forma muito sensível. Está na fila para ser comprado.

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  15. Eu sou completamente apaixonada por esse livro, sinceramente. Achei que a Sophie teve uma escrita muito cuidadosa com esse enredo e os personagens são simplesmente maravilhosos.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oie, tudo bem?
    Quero muito ler este livro, sempre ouço falarem bem dele.

    ResponderExcluir
  17. Estou com esse livrona lista de leitura, mas já sou fã da autora. Quero apoiá-la nessa nova empreitada no YA.
    Além disso só de abordar temas diferentes, já me conquista ^^ Obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger