Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: Me abrace mais forte

Me Abrace Mais Forte


Título: Me abrace mais forte
Autor: David Levithan
Editora: Galera Record
Gênero: Jovem Adulto
Páginas: 224
Sinopse: Em Me abrace mais forte, o personagem Tiny Cooper, um dos mais carismáticos da trama, disponibiliza o roteiro do musical que acompanha sua trajetória: do berçário até o ensino médio. Com participação especial do fantasma de Oscar Wilde, o roteiro revela os detalhes da vida amorosa de Tiny, seu relacionamento com seus vários ex-namorados, a amizade com a babá lésbica, a relação com os pais e o encontro com o amigo Will Grayson. 



 Quando vi esse lançamento fiquei muito animada porque li "Will & Will" e gostei muito, mas infelizmente me decepcionei um pouco com "Me abrace mais forte", eu esperava algo incrível como sempre espero do autor, mas não foi isso que encontrei.


 Em "Me abrace mais forte" vamos saber mais sobre a vida de Tiny Cooper, um personagem de "Will & Will". Ele é homossexual e através de um musical irá nos contar tudo sobre sua vida, como foi seus relacionamentos, como ele finalmente se aceitou e se amou, etc.
 É interessante a forma como tudo é narrado, novamente David vem com uma narração diferente e agradável, só que eu achei muitas das músicas do livro bobinhas.

"É sempre mais fácil culpar os outros por nos impedirem de fazer alguma coisa. Mas às vezes a única pessoa que nos impede... bem... somos nós mesmos."

 Em "Will & Will" Tiny é um personagem de destaque que conquista facilmente o leitor, mas no livro dele não é tanto quanto. Não sei explicar bem o motivo, mas faltou todo aquele carisma que o personagem tinha, aqui nesse livro ele não consegue ser tão cativante quanto no outro.
  No entanto, é um livro muito interessante, nele acompanhamos um garoto confuso e sedento por ser amado que com o  passar do tempo vai entendendo que o mais importante é ele se amar do jeitinho que é.
 Então com a trajetória de Tiny aprendemos muito, o que é uma característica do autor, pois o mesmo sempre traz histórias com mensagens realmente importantes que fazem os leitores pararem para refletir.


 A diagramação do livro está agradável, por dentro está bem simples e contém folhas brancas, mas por não ser uma história longa não é algo que incomode muito. Já por fora o livro está lindo, a capa está ao mesmo tempo simples e elaborada, e embora não tenha nenhuma textura diferente, a mesma está linda, além disso o título combina muito bem com a história.
 Como é um livro curtinho, a leitura dele é bem fluida e se trata de uma história narrada de forma simples, então o leitor não sente dificuldade com nada e assim as páginas passam rapidamente.
 Além disso não há tanto texto assim nas páginas, o que faz com que a leitura seja mais rápida ainda, ou seja, é um livro que dá para ler em uma tarde pois não é uma história longa.

"Você pensa que é um ator, Tiny. Todos pensamos que somos atores e que recebemos o roteiro. Mas sabe qual é a verdade? Você é o escritor. Você é o compositor."

 Ao todo é um livro que eu gostei, mas foi o mais "ruinzinho" que li do autor, faltou algo para que esse livro fosse realmente tão cativante como eu esperava, mas ainda sim é uma boa leitura e eu recomendo. 
 Enfim, é um livro para se ler sem qualquer expectativa, porque você pode se frustrar e embora não seja obrigado ler "Will & Will" antes de ler esse, eu recomendo, pois lá você vai ser conquistado pelo Tiny e assim poderá gostar mais desse livro.

(livro recebido em parceria com a editora)
 

Deixe um comentário:

  1. O que mais parece legal no livro é a forma como ele é escrito. Fiquei muito curiosa sobre o que iria encontrar. Ainda tenho um tico de fé, mesmo vendo que cê num gostou.

    ResponderExcluir
  2. Oiiii, eu achei a coisa mais linda e maravilhosa este livro, quero muito ler ele, só pelo jeito que tu fez essa resenha, fez eu me apaixonar, tua culpa agora hahahaa
    Beijinhos
    segredosliterarios-oficial.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Quero muito ler este livro! Muitas pessoas dizem que é uma leitura fraca e que o autor deixou um pouco a desejar, mas mesmo assim é uma leitura legal. E sim, acho que é melhor ler primeiro "Will & Will", como você mencionou, justamente para conhecer e se apegar com os personagens.

    Beijinhoss...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. eu li Will e Will e desde sempre não curti Tiny, achei um personagem muito superficial... e sobre Me abrace mais forte, não me senti tentada a fazer a leitura, pois detestei a escrita de LEvithan, o que foi uma pena pois eu tinha muita expectativa nele e fiquei bem decepcionada... :(

    ResponderExcluir
  5. Oi Lari, tudo bem? Já li tantas resenhas desse livro em que as pessoas não estão gostando que meio que não quero ler. Will & Will eu tenho vontade, mas Me abrace mais forte por enquanto não.
    Tenho vontade de conhecer a escrita do David, talvez comece por Todo dia. Parabéns pela resenha.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  6. Confesso que amei Will&Will, mas achei Tiny um personagem muito fantasioso, porém ainda continuo com uma vontade imensa desse livro, pois sou apaixonada pela escrita do Levithan.
    Beijos

    http://myself-here1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá, gostei da resenha, tenho curiosidade para ler um livro do autor, mas ao que parece começar por esse não seria uma boa ideia.

    ResponderExcluir
  8. Eu ainda não li Will & Will, mas já está me minha lista. Recentemente, vi uma resenha de Me abrace mais forte e fiquei entusiasmada, mas acho melhor começar pelo primeiro do autor, no caso Will & Will. gostei de sua resenha e sua franqueza :D

    ResponderExcluir
  9. Oie. Eu ainda não li nada dele e acho que não lerei tão cedo... Não é muito minha praia. Gostei da sua resenha e da sua sinceridade. Muito bom. Beijos

    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  10. Oi eu fico tentada a ler o livro mesmo com os pontos negativos, depois de ler dois garotos se beijando fiquei bastante encantada com a escrita do david e por isso eu daria sim uma chance a leitura. Mas, acho que gostaria de ler Will e Will antes dela, pra ter uma melhor noção da história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá Larissa! Ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro do David Levithan, o que mais tenho vontade de conhecer é o Um dia e depois o Will & Will. Achei interessante a premissa e a forma da narrativa, espero poder conferir.

    http://umreinomuitodistante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oie
    Adoro o autor mas esse livro n]ão me chamou atenção, talvez eu leia só por ser dele mas sem muitas expectativa, que bom que curtiu e sua resenha está ótima

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Senti o mesmo que você, apesar de gostar do livro foi meio nhem nhem nhem se comparado com os outros. Mas, mesmo assim, ainda é um livro que vale a pena indicar.
    Obrigada pela resenha

    ResponderExcluir
  14. Confesso que eu não gostei muito do livro. Esperava mais do enredo, dos personagens. Não foi uma leitura que me agradou.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Primeiramente, parabéns pela resenha! Ficou bem estruturada e muito bem escrita! Bom, o enredo do livro não me agradou muito, acho que é porque eu não gosto de musicais, mas enfim, ainda não li o livro, talvez um dia eu leia para tirar minhas próprias conclusões. Beijos!

    http://eicarolleia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger