Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: O Mundo de Aisha

O mundo de AishaTítulo: O Mundo de Aisha
Subtítulo: A revolução silenciosa das mulheres no Iêmen
Autor: Ugo Bertotti
Editora: Nemo
Páginas: 144
Sinopse: Obrigadas a se casarem ainda meninas. Escravizadas, violentadas, por vezes assassinadas. Cobertas com o véu negro – o niqab – as mulheres do Iêmen parecem fantasmas. Contudo, pouco a pouco, com delicadeza, coragem e determinação, elas travam uma batalha corajosa por sua emancipação. Uma revolução silenciosa está em marcha para fazer valer seus direitos e sua liberdade. Aisha, Sabiha, Hamedda, Houssen e tantas outras: aqui estão algumas de suas histórias. Uma extraordinária reportagem em quadrinhos de Ugo Bertotti inspirada pelas imagens e pelas entrevistas da fotojornalista Agnes Montanari.



 Assim que eu vi esse livro fiquei curiosa, achei a premissa muito interessante e como não costumo ler histórias como essa eu quis logo conhecer, só que eu não sabia que se tratava de um livro em quadrinhos, mas isso só serviu para me conquistar mais ainda.


 Em "O Mundo de Aisha" iremos conhecer um pouco da realidade de algumas mulheres do Iêmen, lugar onde elas são vistas apenas como alguém inferior ao homem e que deve servi-lo para que seja uma mulher de honra.
 A cultura de lá é totalmente diferente da nossa e isso é algo obvio, mas lendo as histórias me peguei indignada com tudo o que estava acontecendo, não é correto a forma como as mulheres são tratadas lá, é tão triste, mas elas são fortes e querem batalhar para dar um futuro melhor para suas filhas.
 Muitas das garotas se casam com 12 anos e o pior é que casam com homens que possuem mais do que o dobro da idade delas, isso é algo que me deixou completamente transtornada, porque elas são apenas crianças e de repente são obrigadas a casar com um homem bem mais velho e depois disso só farão o que esse homem permitir, pois ir contra ele é muito arriscado.


 No livro conhecemos as histórias de várias mulheres e todas são histórias que mostram o quanto o sexo feminino é forte e determinado, porque lá é tudo muito mais difícil para as mulheres e elas ainda aguentam firme, seja por ela mesmas ou por seus filhos.
 De todas as histórias a que mais me deixou perplexa foi a de Sabiha, ela se casou muito nova, com apenas onze anos, nem ao menos tinha menstruado ainda e mesmo o contrato de casamento estipulando que o marido só poderia ter relações com ela depois que ela menstruasse, o marido de Sabiha quis ter relações com a garota.
 Ela sofreu muito por isso, mas não podia fazer e nem falar nada, pois daquele dia em diante teria que conviver com aquele homem e ser uma boa mulher, ela não podia fugir, pois ele iria atrás dela e ela sofreria consequências.
 Sabiha nem ao menos podia respirar um ar fresco sem seu Niqab, aquele véu negro que cobre toda a mulher deixando apenas seus olhos de fora, porque segundo a cultura de seu país uma mulher sem o niqab não tinha pudor e não respeitava a sua família.
 O desfecho da história de Sabiha é ainda mais triste do que o começo, de fato essa mulher sofreu muito na sua vida e isso choca o leitor porque o faz pensar em quantas mulheres em Iêmen devem passar por coisas parecidas e a gente não pode fazer nada.

"Eu incomodava. Por quê? Simplesmente porque não ficava em casa, como todas as outras... Tinha um restaurante, trabalhava com homens, tratava-os de igual para igual e: estava ganhando dinheiro."

 Tem a história de Sabiha que é muito triste e que tem um desfecho que vai deixar o leitor chocado por ser muito cruel, mas também há a história de outras mulheres que tiveram um desfecho muito inspirador que nos faz ver o quanto elas batalharam e conseguiram mudar de vida, mas depois de sofrerem muito também.
 Ou seja, é um livro triste que traz histórias que vão emocionar e deixar o leitor revoltado, mas é um livro muito interessante que nos mostra uma realidade diferente da nossa e isso nos faz refletir bastante.
 Eu terminei o livro com um sentimento de revolta por ter lido sobre a vida dessas mulheres, muitas bem mais novas do que eu que foram obrigadas a se casar e foram violentadas por não terem feito o que seus maridos queriam ou por terem feito algo que eles não gostaram.
 É algo real, não é ficção e por isso choca tanto acompanhar as histórias dessas mulheres, porque enquanto estamos lendo pode ser que tenha garotas passando pelo mesmo que as mulheres do livro, garotas que estão se casando, sendo agredidas ou até mesmo assassinadas.
 Por tudo isso é que o livro se torna algo tão sensível e tocante, depois de ler ele é impossível que o leitor não sinta o coração apertado por imaginar a vida das mulheres que nascem em países como Iêmen.


 A capa do livro está muito bonita com essa ilustração, além da mulher representar as mulheres de Iêmen, os corvos também representam pois no livro elas são comparadas com essas aves porque andam sempre de preto e cobertas, o que as torna algo misterioso.
 Por dentro o livro está simplesmente maravilhoso, as folhas são amareladas e grossas, as ilustrações estão muito bem feitas e são todas em preto e branco, o que deixou o livro lindo, pois combinou bem com as histórias, pois elas são tristes e sombrias, além disso há várias fotografias no livro.
 Como se trata de um livro de quadrinhos sua leitura é muito fluida e fácil, pois a mesma é curta, o que a torna bem rápida, tanto que é possível ler o livro todo em poucas horas, mas mesmo sendo curto é um livro que traz histórias extraordinárias que fará com que o leitor fique surpreso.


 "O mundo de Aisha" foi uma surpresa para mim, eu não imaginava que esse livro me conquistaria tanto quanto conquistou, ele é sem sombra de dúvidas um dos mais bonitos que tenho na estante e não é só por causa do trabalho da editora que está lindo, mas também por causa das histórias emocionantes e reais que ele possui.
 Enfim, eu recomendo a leitura desse livro para todos, pois é uma realidade diferente da nossa e que vale a pena conhecer um pouco, além disso ele é um livro curto, então é uma leitura que você fará rápido e no final tenho certeza que assim como eu se sentirá satisfeito e conquistado com tudo o que o livro proporciona.

(livro recebido de parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. Olá, Larissa.
    Ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro/HQ, então fiquei estarrecido com o enredo. Parece ser uma obra excelente, que ainda faz diversas denúncias político-sociais. Certamente vou querer conferir.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  2. Olá :) Nossa, sem dúvida, essa HQ possui um assunto forte, retrata a realidade de muitas mulheres, :/ é muito triste imaginar todos os sofrimentos que elas passam/vivem. Muitas mulheres são vítimas dessa "regras/costumes". :/ é impossível não se sensibilizar. Ótima resenha! *-* Beijão!
    Blog: http://my-stories-wonderful-books.blogspot.com.br/
    Página: https://www.facebook.com/BlogWonderfulBooks

    ResponderExcluir
  3. Oi Larissa, tudo bem?
    Não conhecia esse livro ainda, mas deve realmente ser uma história muito triste!
    Fiquei chocada em saber um pouco da história da Sabiha, nossa que coisa triste viu!
    Uma pena as mulheres terem que passar por tantos sofrimentos em determinados lugares...

    Beijão ;*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  4. Eu já ouvi falar nesse livro e quero muito lê-lo, pois eu sei que se trata de algo real, que está acontecendo nesse minuto no outro lado do mundo, apesar que acontece aqui no Brasil também, só que de forma diferente. Espero que isso termine logo e que todos possam ter direitos iguais!!

    Abraços e Até!

    http://lendoferozmente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. nuinca tinha lido nada do gÊnero, o que pos sua vez chamou minha atenção pra esse mundo onde as mulheres não tem vez!

    ResponderExcluir
  6. Oi Larissa! Tb não conhecia o livro, e fiquei super envolvida pelo enredo. É muito triste essa realidade né?
    Beeijos
    http://myqueenside.blogspot.com.br/
    http://www.pequenosvicios.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Fiquei encantado com o livro, não tinha ouvido falar dele ainda, mas através de sua resenha o conheci. Vou procurar saber mais dele e quem sabe comprá-lo, para desfrutar do mesmo encanto que você.

    www.saotantas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Larissa, que bom saber que você gostou bastante do livro, eu não tenho o costume de ler quadrinhos, mas esse parece incrível mesmo!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  9. olha pode soar meio duro de minha parte mas eu não leria sabe? ja passei a experienca de ler algo doloroso assim com o livro dos negros e acho que até ano que vem não quero mais ler algo assim kkkkkkk mas amei a história e fiquei curiosa com o fim de sabiha :'(

    ResponderExcluir
  10. Oi! Tudo bem?

    Nossa, não sabia da existência desse livro. Logo de cara ele me conquistou pelo título e sub titulo! :D Ao ler sua resenha, me apaixonei ainda mais! E saber que se trata de quadrinhos só aumenta a vontade de ler. É uma temática muito interessante.

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  11. Meu coração apertou só de imaginar a leitura intensa e tocante que deve ser. ;---; Eu fiquei muito curiosa para conhecer a história dessas mulheres tão guerreira. Quero conferir!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Larissa!
    A vida das mulheres islâmicas é realmente muito difícil. Já li outros livros sobre o tema e todos me chocaram muito, sem contar as inúmeras matérias que vemos nos sites de notícias. É muito triste saber que essas mulheres vivem em condições tão desumanas e que poucas pessoas se importam com isso ou tentam fazer algo para mudar suas vidas.
    Adorei sua resenha e quero ler o HQ assim que possível.

    B-jussss!
    http://www.quemlesabeporque.com/

    ResponderExcluir
  13. Oiii
    Nossa essa semana li várias resenhas de livros dessa editora.
    E todos bons, esse não foi uma dica diferente,
    Adorei todo o mundo da HQ e a Aisha.
    Ótima resenha.

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  14. gosto demais de livros e quadrinhos que abordem a situação dos oprimidos no oriente médio, então certamente este é um quadrinho que está entre minha lista de 'preciso ler antes de morrer'...
    É triste e revoltante ver como essas meninas são tratadas, numa realidade que parece tão distante da nossa...

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Não conhecia o livro, mas a sinopse já me chamou atenção. Adoro livros com essa temática que mostram essa cultura. Fiquei supercuriosa em conhecer a história de Sabiha. É uma vida muito triste, queria que nada disso existisse, que todas nós pudessemos escolher nosso destino! Amei as ilustrações também!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  16. Eu não conhecia, mas fiquei muito interessada por essa leitura. Gosto desses temas diferentes, principalmente os que dão um foco maior a posição da mulher na sociedade e coisas do tipo.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger