Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: Naomi & Ely e a lista do não beijo

Título: Naomi & Ely e a lista do não beijo
Autor(a): Rachel Cohn e David Levithan
Gênero: Jovem adulto
Editora: Galera Record
Páginas: 256
Sinopse: Uma  análise  bem-humorada  sobre relacionamentos.  Naomi  e  Ely  são amigos inseparáveis desde  pequenos.  Naomi  é  irresistível, todos  que cruzam seu caminho acabam se apaixonando. Mas ela sempre amou apenas o único cara que não pode ter: seu melhor amigo gay. E Ely é um conquistador barato que gosta de brincar com os sentimentos dos meninos até finalmente conseguir se apaixonar.  Para preservar a amizade,  criam a  lista  do não  beijo™  — a relação  de caras  que nenhum  dos  dois pode  beijar  em  hipótese  alguma.  A lista  do  não  beijo™  protege  a amizade  e assegura  que nada vá abalar as  estruturas da fundação  Naomi &  Ely. Até que... Ely beija o namorado de Naomi. E quando há amor, amizade e traição envolvidos, a reconciliação pode ser dolorosa e, claro, muito dramática.

 Eu sou apaixonada pelos livros do David Levithan, então quando vi esse fiquei muito animada e o quis na hora. Eu gostei bastante da história, mas confesso que de todos os livros que li do autor esse foi o mais fraco. 


 Nesse livro conhecemos Naomi e Ely, eles são amigos desde pequenos e fizeram a promessa de que um dia casariam, mas acontece que Ely é gay, então esse casamento é algo impossível de acontecer, mas Naomi ama ele e quer ficar com ele mesmo assim.
 Os dois são pessoas bem bonitas e atraentes, Naomi faz muito sucesso por onde passa, todos os caras querem sair com ela e Ely não fica para trás, para ele é fácil conquistar outro cara também. 
 A amizade deles é perfeita, até mesmo criaram a lista do não beijo para que nenhum desentendimento acontecesse, mas Ely acaba beijando o namorado de Naomi e então tudo desmorona e a amizade acaba.
 No entanto, diferente do que todos podem pensar, Naomi não está furiosa por causa de seu namorado, mas sim por causa de Ely, porque ela percebe de uma vez por todas que ele nunca vai ser para ela o que ela tanto quer.

"Podem dizer que sou antiquada, mas estou esperando pelo amor verdadeiro. Ainda que não passe de uma fantasia inatingível."

 Naomi é uma garota muito bonita e divertida, mas ela é bem confusa e confesso que mesmo ela tendo uma personalidade forte não foi a personagem de maior destaque, mas ainda sim ela conseguiu ser cativante.
 Quem chama mais a atenção no livro é o Ely, ele é um personagem bem decidido e embora o que tenha feito tenha sido errado, não tem como o leitor não gostar dele, pois o mesmo é muito fofo.
 A amizade dos dois é linda e por isso a briga entre eles é algo bem triste no livro, porque era uma amizade verdadeira e por isso ambos os personagens sofrem muito e o leitor sofre junto e torce para que eles se resolvam.

"Não é fácil. As coisas que realmente importam não são fáceis. Os sentimentos de alegria são fáceis. A felicidade, não. Flertar é fácil. Amar, não. Dizer que é amigo de alguém é fácil. Ser amigo de verdade, não."

 O livro aborda bem toda a questão de amizade e confiança, vemos na relação de Ely e Naomi várias inseguranças e dúvidas que muitos de nós já tivemos e por isso o livro se torna algo tão bacana, porque é real, é algo que pode acontecer ou já aconteceu com alguém. Afinal, todo mundo já se desentendeu com um amigo, né?
 Além disso o livro também traz a tona a homossexualidade e a descoberta da mesma, o quanto isso pode aterrorizar algumas pessoas porque é difícil para a pessoa revelar isso quando o mundo é um lugar muito preconceituoso.
 E mais do que tudo o livro fala sobre o amor e suas diversas formas, sendo uma das mais importantes a amizade, por isso é um livro bonito, mas mesmo sendo sensível e emocionante, é o livro que menos me emocionou do autor.


 A capa do livro está simplesmente linda, ela é emborrachada e essa combinação de cor ficou incrível, além disso esse copo representa bem Naomi, pois ela adora starbucks e lá são esses copos, sem contar que os escritos da capa estão em relevo, o que torna a capa ainda mais linda.
 Por dentro o livro é bem simples, a fonte está em um bom tamanho e as folhas são amareladas, tudo contribuindo para uma leitura mais fluida.
 A narração do livro é intercalada entre vários personagens e por isso o leitor se sente mais próximo deles, e como há essa intercalação a cada novo capítulo encontramos uma identificação de qual personagem irá estar narrando.
 E quando é Naomi narrando podemos ver que há um grande uso de símbolos, o que por vezes me irritou um pouco, mas achei interessante, mais ainda ao saber que Naomi e Ely se comunicavam por sinais.


 Embora o livro não tenha me agradado tanto quanto eu imaginei, ele conseguiu me proporcionar uma leitura muito agradável e divertida, além disso aprendi muito também com os personagens.
 Por isso eu super recomendo a leitura para todos, é um livro leve que vai prender a atenção do leitor logo nas primeiras páginas, uma ótima dica para quem está procurando algo mais descontraído para ler.

"Você pode me arrumar, me dar um namorado descolado e até rir de uma das minhas piadas de vez em quando, mas minha ansiedade sempre vai estragar o jogo."

(livro recebido de parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. Achei super interessante a sinopse e com certeza leria, já li livros desse autor e amei todos. Adorei sua resenha.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Thatyane *-*
      Fico feliz em ver que você gostou da resenha e espero que também goste da obra quando a ler o/

      Beijos :*

      Excluir
  2. Ola Lari lindinha a premissa do livro é bem interessante, estou bem curiosa com nosso protagonista e como será a descoberta da traição da amizade deles. A capa está linda, um tema que chega bem próximo a realidade e o fato de ser narrado pelos personagens nos deixa conhecer sua emoções mais a fundo. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Eu adoro o autor, já li um livro dele e amei. Acho muito legal ele escrever livros com personagens gays, principalmente, quando eles são protagonistas. E ele me ganhou por isso. Mas eu não curti muito a premissa deste livro, mas parece ser divertido. Então, vou indicar para meus amigos que amam o autor também. Adorei a resenha.

    beijos

    http://livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi La!
    Eu adoro ler livros mais leves e divertidos depois de leituras mais densas e pesadas, mesmo que não tenha te agradado tanto, é uma dica que gostei e vou anotar! Boa resenha! Beijos
    Paula Juliana - Overdose
    http://overdoselite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olaa
    Adorei sua resenha e estou louca para ler o livro, amei essa capa e o David é um lindo. O enredo está muito bom.

    Beijos
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  6. Acho que preciso conhecer melhor esse livro para compreender como é abordado essa questão da da descoberta da sexualidade, sou fissurada nesses assuntos.

    ResponderExcluir
  7. Também amo do David Levithan e devo dizer que se mesmo sendo o livro dele que menos te emocionou e te agradou, ainda levou 4 estrelas, ele merece atenção. A capa está mesmo linda e acho que entendo a expectativa que você criou para a leitura. A gente sempre espera muito de um livro escrito pelo autor que a gente ama.

    LETRAS COM CAFEÍNA

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?

    No evento da Record que teve aqui na minha cidade, eles falaram sobre esse livro. Gostei dele pelo fato de ser YA, que é o gênero que mais amo. A história parece bem bolada e engraçada, ainda que tenha o drama da ruptura da amizade. Sua resenha ficou ótima e, mesmo que você não tenha se empolgado tanto, eu ainda quero ler *-*

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oie Lari!!!

    então... ainda não li nenhum livro do autor, morro de vontade mas ainda estou enrolando kkk não sei muito bem se começaria por esse já que muitas pessoas acham que não é o melhor dele. ainda sim tenho vontade de conhecer a história, fiquei curiosa com a premissa.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi, Lari!

    Eu tinha achado super feia a capa, ou melhor, ainda acho. Mas como ter a ver com a personagem, eu deixo passar. Sobre a narrativa: parece ser muito interessante. Gosto de livros de discutem a amizade. Pois acho que é um dos sentimentos mais nobres.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oi Lari...
    Ainda não tive a oportunidade de ler nada do autor, mas confesso que essa capa não me empolgou muito não e nem a historia na verdade. Apesar da sua resenha estar muito boa, irei deixar a dica passar dessa vez.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger