Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: Ela não é invisível

Título: Ela não é invisível
Autor(a): Marcus Sedgwick
Gênero: Jovem Adulto
Páginas: 256
Editora: Galera
Sinopse: Laureth  é  uma  adolescente  cega  de  16 anos,  e  seu  pai  é  um  autor conhecido  por escrever  livros  divertidos.  De  uns  tempos  pra  cá, ele  vem  trabalhando em  uma  obra sobre coincidências,  mas  jamais  consegue  terminá-la. Sua  esposa acha que  ele  está obcecado e prestes a ter um ataque de nervos.  Laureth sabe que o casamento dos pais vai de mal a pior quando, de repente, seu pai desaparece  em  uma viagem  para  a Áustria  e  seu  caderno  de  anotações  é  encontrado misteriosamente   em   Nova   York.   Convencida   de que   algo   muito   errado   está acontecendo,  ela toma uma  decisão  impulsiva  e  perigosa: rouba  o cartão  de crédito  da mãe, sequestra o irmão mais novo e entra em um avião rumo à Nova York para procurar o  pai.  Mas  a cidade  grande  guarda  muitos perigos  para  uma  jovem  cega  e  seu irmãozinho de 7 anos.   

 Eu sou o tipo de leitora que escolhe livros pela capa e com esse não foi diferente, eu vi essa capa linda e já quis o livro, tanto que comecei a ler sem saber nada sobre a história e confesso que pelo título esperava algo diferente, mas mesmo assim gostei muito do livro.


 Em "Ela não é invisível" iremos conhecer Laureth, uma garota cega de 16 anos que decidi viajar para Nova York com seu irmãozinho de 7 anos para encontrar seu pai, pois o mesmo parece ter desaparecido e para facilitar sua fuga, a mãe dela foi para uma festa em outra cidade, então a garota planeja tudo e foge com seu irmão.
 Mas acontece que Laureth não faz ideia de onde o seu pai está e sendo cega tudo se torna mais difícil para ela, mas como ela sente que algo está errado não irá desistir de procurar seu pai, além disso ela não pode permitir que sua fuga seja em vão.
 Então com a ajuda de seu irmão Benjamin ela irá procurar por seu pai em uma cidade completamente desconhecida e de certa forma muito perigosa, mas ela é uma garota forte e a pergunta que fica é: Será que os irmãos irão encontrar o pai deles?

"Não sei se meu irmão compreende direito essa parte, mas acha a mochila o máximo mesmo assim, e não é preciso entender tudo sobre uma coisa para gostar muito dela, não é? Na verdade, não saber às vezes faz você amar ainda mais."

 Laureth é uma personagem extremamente cativante, ela é cega, mas é muito forte e determinada, não faz o tipo garota indefesa e boba, e mesmo tendo uma deficiência é muito independente.
 Benjamin é a coisa mais fofa do mundo, é apenas um garotinho, mas também é muito forte e sempre está ao lado de sua irmã, mesmo quando está com medo não a abandona e isso é tão admirável.
 Há outros personagens na história também, mas o foco fica mais nos irmãos, então o leitor não conhece muito sobre os outros, mas algo bem legal é as diversas referências sobre vários estudiosos que foram importantes na história.


 O livro aborda bastante a questão de coincidências e isso faz o leitor pensar sobre elas de um modo diferente, pois a maioria das pessoas pensam que elas não são lá muito importantes, mas no livro vemos o quanto elas podem ser.
 Achei muito corajoso da parte de Laureth ir procurar seu pai, mas também achei essa atitude bem impulsiva, porque a menina não conhecia praticamente nada sobre a cidade em que estava indo e isso é muito perigoso.
 Uma das coisas mais interessantes do livro é acompanhar Laureth e saber como ela se sente com a sua deficiência, vemos o quanto ela tenta parecer normal para que as pessoas não se sintam desconfortáveis perto dela e o quanto ser cega pode chocar as pessoas e até afastá-las.

"Por que às vezes nos esquecemos do quanto amamos uma pessoa, até que a perdemos? Por que somos tão idiotas? Não deveríamos sempre lembrar que as pessoas que amamos são mais importantes que qualquer outra coisa?"

 Como já comentei o que me atraiu nesse livro foi a capa e título, a arte e a combinação das cores está muito bonita e a capa possui aquela textura meio emborrachada, o que a deixa ainda mais linda.
 Por dentro o livro está bem simples, mas como é de se esperar da editora a diagramação está muito agradável. As folhas são amareladas e o tamanho da fonte do texto está ótimo, tudo para proporcionar uma leitura ainda mais agradável.


 Ao todo o leitor vai acompanhar Laureth e Benjamin seguindo pistas e procurando o pai deles, essa procura se torna bem interessante de acompanhar, com isso o leitor se prende na história e nem percebe quando a mesma está acabando.
 Mas embora seja um livro interessante, ele não causa grandes emoções, é algo mais leve e que dá para ler bem rápido, mas aborda temas bons que eu nunca tinha visto ser abordado em outros livros, como a cegueira e coincidências.
 Eu gostei muito da leitura, ela foi agradável e os personagens são cativantes, mas o livro não conseguiu me conquistar tanto quanto eu imaginei e acredito que é pelo fato de eu ter imaginado uma história diferente, mas eu recomendo a leitura do livro.

(livro recebido de parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. Gostei muito da resenha e do livro.
    Parabéns pelo Blog!

    ResponderExcluir
  2. Que livro legal! Sério, faz um tempinho que não me interesso de cara por um livro, como me interessei por esse.
    É a primeira resenha que leio dele, mas me fez ficar realmente interessada!!
    Com certeza quero ler!

    Beijos
    ooutroladodaraposa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Larissa, também adorei a capa e o título.
    Mas não gostei muito dessa ideia de eles irem seguindo pistas para encontrar o pai.
    Então não tenho certeza se leria.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Essa capa é realmente linda, eu também compraria o livro só por ela!
    Acho a temática desse livro bem interessante, e pela sua resenha, é do tipo de livro que eu gosto: leve e com a personagem feminina forte e decidida.
    Adorei sua resenha!
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  5. Fiquei encantada, inicialmente, pela capa, mas quando vi a sinopse, nossa, dei pulos, gente, esse livro fala de empoderamento, quantas protagonistas cegas encontramos diariamente, geralmente, elas segue um padrão estereotipado de perfeição, a história até pode ser clichê, mas esse é um livro que quero ler, não tenho dúvidas!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Eu também amei a capa desse livro. Mas o que mais gostei foi o fato da protagonista ser forte e determinada assim. Odeio quando as protagonistas são cheias de mimimis. Porém, não é o livro que estou procurando no momento, mas tá anotado.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  7. Que livro lindo, amei a capa e a estória me ganhou. Adoro quando a inexperiência nos motiva na leitura e nos faz querer saber mais, ainda mais sobre uma deficiência que precisa de muito estudo para viver nesse nosso mundo cheio de obstáculos.
    Parece que atualmente os autores estão mexendo profundamente com nossas emoções!
    Divina sua resenha, beijo
    Mila-Scraplivros

    ResponderExcluir
  8. Oie Larissa!
    Caramba, uma protagonista cega é bem diferente, agora quero ler ainda mais esse livro! Espero que, quando eu ler, a leitura seja agradável e que eu goste MUITO do livro, mesmo que você tenha se decepcionado, ainda quero ele!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  9. Adoro coincidências.
    Amei a resenha. Eu estava igual a você, iria comprar o livro só pela capa kkkkkk não sabia do que se tratava, mas já queria ler.
    Eu quero ler, ainda mais agora que li sua resenha.
    Amei

    ResponderExcluir
  10. Oie, o livro parece ser bem legal, acho que o fato de ela ser cega me deixou curiosa para ler o livro, achei a capa super linda tbm ^^
    www.guildadosleitores.com

    ResponderExcluir
  11. Oi flor, até hoje só li um livro em que a protagonista era cega e curti muito,elas são bem fortes e determinadas e nesse livro não é diferente né?

    Bom, eu fiquei bem curiosa para saber se eles encontraram o pai deles e que mistério a por trás desse sumiço dele.

    Ótima resenha.

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá
    Tudo bom?
    Eu achei bem interessante a capa do livro e a temática me pareceu bem interessante ainda mais que a protagonista é cega, coisa que normalmente não se vê em livros.
    Adorei sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oiie
    Eu me apaixonei pela capa desse livro, desde a primeira vez que eu vi, porem, não fui atras para ler nada, não curto ler sinopses, a um bom tempo desisti delas, pelo fato de muitas terem spoiler e não ter nada a ver com o livro. Vou sempre atras de resenha e gostei muito da sua, realmente parece ser um bom livro. Vou ler :D
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. OI flor!
    Me apaixonei pela capa do livro, apesar de diferente tem muito charme.
    Amei sua resenha e só reforçou meu desejo pela leitura.

    Obrigada pela dica.
    Beijocas da Deebs!

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Achei história meio comum, eu acho que o autor quis dar um foco maior no fato dela ser cega, mas creio que ele não conseguiu pelo que você diz na resenha. Achei a capa bem bonita.

    ResponderExcluir
  16. Oii, tudo bem?
    Haha, eu também escolho livros pela capa,e essa eu acho muito linda desde que soube do livro. Pelo nome, eu pensei que trataria de outra coisa, e não uma garota cega, mas achei bem interessante a premissa do livro, dá para imaginar um pouco como se sentem as pessoas cegas, e é bem interessante ela sair em busca do pai, gostei mesmo do enrendo.

    Beijos da Jéss ♥
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger