Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: A banda na garagem

Sinopse: Esta coletânea dá sequência ao projeto da Edelbra Editora, iniciado com o livro Deu no jornal (2008), de publicar uma amostra das crônicas escritas por Moacyr Scliar entre 2008 e 2010 no jornal Folha de S. Paulo. Em suas crônicas semanais, o autor mostra o lado fantástico da vida real, criando histórias inspiradas em notícias do jornal. A banda na garagem reúne 25 dessas crônicas, selecionadas por Regina Zilberman, em que o autor consegue transformar os fatos cotidianos em literatura leve e humorada. Da descoberta da vuvuzela como instrumento musical à patrulha do beijo, das campeãs de judô aos jogos do Facebook, nada escapa ao seu olhar atento. 
Páginas: 69




 Eu recebi esse livro como cortesia da editora Edelbra e comecei a ler sem saber nada sobre a obra, foi uma leitura completamente no escuro, porque nem a sinopse do livro eu tinha lido e como se trata de um livro pequeno de crônicas, a leitura foi bem rápida.


 Em "A banda na garagem" encontramos várias crônicas sobre diversos assuntos do cotidiano, elas são leves e de fácil compreensão, a maioria tem um grande toque de humor, o que a deixa engraçada, mas há outras que são tristes.


 O livro começa com a crônica responsável pelo nome do livro, confesso que ela não é a minha favorita, mas ela é bem criativa e diferente e conta realmente a história de uma banda de garagem, mas que tem um diferencial.


 Há uma crônica que eu achei maravilhosa, que conta a história de uma mãe que era professora de seu filho quando mais novo, então ela recebe a notícia de que o mesmo largou a mulher e os filhos, com isso ela decide escrever uma carta para ele e nela ela faz alguns comentários sobre as matérias que ensinou ao filho, mas diz que ele esqueceu a maior importância delas.

"Ensinei-lhe português, meu filho, mas você esqueceu como se conjuga certos verbos. O verbo amar, por exemplo. Você esqueceu que este verbo, meu filho, deve ser conjugado em voz alta, todos os dias, a qualquer hora. Todos os dias, a qualquer hora devemos dizer para as pessoas com quem partilhamos a existência: eu te amo."

 Tem uma crônica em especial que me deixou um tanto deprimida com o coração apertado. Ela conta história de uma mulher que depois de um casamento ruim não queria mais encontrar nenhum homem, até o dia em que ela encontra um homem que empresta para ela sua jaqueta, mas não é uma jaqueta qualquer, essa jaqueta continha além de sistema de aquecimento, um sistema de som. Então depois disso os dois se apaixonaram e até começam a viver juntos, mas o "felizes para sempre" não foi possível, a vida os separou.

"O que importa é caminhar e lembrar a noite em que encontrou um homem jovem, sorridente, um homem que, emprestando-lhe uma jaqueta, mudara, como num passe de mágica, sua vida."

 Há outras crônicas com temas um tanto engraçados, como por exemplo uma que relata um caso sobre a fonte da juventude, em que um senhor embarca em um avião como idoso e desembarca como um jovem. Tem outra que fala sobre um site de relacionamento para pessoas feias, o desfecho dessa crônica é bem engraçado e confesso que até bobo da parte do personagem. E tem outras várias crônicas que fazem o leitor rir, com temas engraçados, personagens cativantes e diferentes vivendo experiências estranhas ou coisas do cotidiano mesmo.


 O trabalho da editora está maravilhoso, a capa é dura e essa ilustração combina muito bem com a crônica, o tamanho do texto está ótimo e eu não encontrei muitos erros de revisão, só em um conto que eu fiquei um tanto confusa, porque teve uma confusão com o nome dos personagens. Várias crônicas possuem ilustrações e as mesmas estão muito bonitas e retratam os temas das crônicas. A única coisa que me incomoda nos livros da Edelbra é o texto da lombada, eles deviam ser do outro lado, dessa forma fica de ponta cabeça e eu não gosto.
 Enfim, eu recomendo a leitura desse livro, as crônicas são muito interessantes, as ilustrações são lindas e a leitura é muito fluida.

"Eles eram as colherzinhas. tais como as colherzinhas na gaveta de talheres, encaixavam-se maravilhosamente um no outro. Dormiam acolherados, como dizem os gaúchos. E a partir daí passaram a chamar um ao outro de "colherzinha". Os amigos achavam graça, mas a verdade é que eles eram o exemplo de casal perfeito."

(livro cedido de parceria com a editora)

Deixe um comentário:

  1. Eu simplesmente amo Moarcy <3

    http://tedioescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lari! Tudo bom???

    Não conhecia esse livro e me interessei bastante. Estou lendo crônicas e contos tem um tempo e sempre me identifico! A que mais me chamou atenção, foi a da mãe escrevendo a carta para o filho e relacionando às matérias que ela o ensinara. Deve ser bem emocionante. E concordo com você, as lombadas da Edelbra deviam mudar!
    Adorei sua resenha e as fotos.

    Beijos,
    www.falandoemlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fer! Tudo e ai?
      Fico feliz ao ver que gostou da resenha, esse livro é bem bacana, então espero que tenha oportunidade de ler ele algum dia o/ Sobre as lombadas, vou fazer uma campanha para a editora mudar kkkk

      Beijos :*

      Excluir
  3. AAAAAAAAAAAAAAAAAmo crônicas. Adorei a indicação e os trechos que selecionou. O do verbo amar me deixou de olhos cheios... Parabéns pela bela escolha :D eu quero esse livro!
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lilian o/
      Fico feliz que tenha ficado interessada no livro, ele é realmente ótimo, por isso espero que você o leia algum dia o/

      Beijos :*

      Excluir
  4. Oii, tudo bem?
    Gosto muito de crônicas e a edição está muito bonita, ainda mais sendo de capa dura!
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo e ai?
      Essa edição está maravilhosa mesmo :)

      Beijos :*

      Excluir
  5. Eu queria muito conhecer Moacyr Scliar com o livro Max e os Felinos. Mas eu preciso ler um livro de crônicas para um desafio esse ano e talvez escolha esse para estrear o autor!
    Ótima indicação! <3

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Samy o/
      Espero que tenha oportunidade de ler esse livro, ele é ótimo, acho que você vai gostar o/

      Beijos :*

      Excluir
  6. Adorei a ideia do livro ! Nunca li nada desse gênero ou ouvir falar. É tão gostoso descobrir algo novo ! Adorei sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da resenha, Luana s2
      Espero que tenha oportunidade de ler esse livro, pois ele é ótimo *-*

      Beijos :*

      Excluir
  7. Parece ser um livro muito bem humorado. Não o conhecia. Já li uns contos de Moacyr Scliar e gostei. Parece-me que uma das características de Moacyr é trabalhar o fantástico com situações reais.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nilda.
      Esse livro é muito bacana, ele tem partes bem humoradas e partes emocionantes, é uma crônica mais linda que a outra :3

      Beijos :*

      Excluir
  8. Que delícia de resenha Lari! Fiquei arrepiada aqui.
    Amo demais Moacyr Scliar, e com certeza já vai para minha lista de desejados!
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz ao ver que gostou da resenha, Dani s2
      Se você gosta de Moacyr vai amar esse livro mesmo *o*

      Beijos :*

      Excluir
  9. Livro de crônicas <3 tô procurando alguns pra ler e esse vai pra lista !
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  10. Oláá
    EU AMO ESSE LIVRINHO. É muito amor haha cada crônica melhor que a outra, a editora caprichou na edição, pois é muito lindinha.
    Ótima resenha.

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/
    Catharina
    Reality Of Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Catharina o/
      Esse livro é muito bacana mesmo, as crônicas são incríveis e a edelbra arrasa s2

      Beijos :*

      Excluir
  11. Hey Lari :D
    Adorei a sua resenha lindona...
    O livro não me atraiu de fato pela capa e confesso que crônicas não é o meu tipo de leitura preferido. Mas tenho que concordar que as diagramação são lindas né?

    beijos
    http://livrosetalgroup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mayara o/
      Fico feliz que tenha gostado da resenha e é uma pena o livro não ter te conquistado, mas quem sabe em uma outra ocasião, né?

      Beijos :*

      Excluir
  12. Ah, que livro fofo! Parece mesmo infantil, devido às cronicas e imagens. Adorei os temas que você destacou. As cronicas parecem ter um papel a mais sabe? De demonstrar pequenos atos da sociedade etc Parece ser cronicas muito boas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria o/
      Esse livro é muito fofo, não digo que é infantil, mas serve para todas as idades *-*

      Beijos :*

      Excluir
  13. Gostei muito da proposta desse livro, com certeza colocaria na minha estente. Eu to precisando muito de leituras diferentes.

    http://www.laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Débora.
      Esse livro é muto bacana e a leitura é bem rápida o/

      Beijos :*

      Excluir
  14. Nossa é tão raro ver livros de capa dura que quando eu vejo um, já fico babando. O livro parece ser super fofo, e os desenhos são lindos.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kel o/
      É bem raro ver mesmo, né? Mas a edelbra sempre tem livro em capas duras, então fico apaixonada kkk

      Beijos :*

      Excluir
  15. Olá,

    Não conhecia o livro, mas me pareceu bem interessante. Adorei a parte da mãe que escreve para o filho como se deve conjugar o verbo amar. <3 Parece ser uma leitura super prazerosa.

    Beijos.
    Visite: Paradise Books BR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paula o/
      Essa parte é uma das minhas favoritas, é muito fofa s2 E a leitura é realmente prazerosa, vale a pena o/

      Beijos :*

      Excluir
  16. Não conhecia esse livro, me interessei. Obrigado pela indicação.

    ResponderExcluir
  17. Eu amo crônicas e esta edição está linda com esta capa dura! Não conhecia o projeto e já adorei, vou buscar conhecer melhor. Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Eu adorava ler crônicas, mas hoje em dia, leio poucas. Acho que esse era um livro que eu iria curtir. Essa crônica da 'mãe professora' parece ser ótima
    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Lari lindinha eu adoro crônicas, contos, eles são pequenos mas de uma intensidade imensa muita vezes em momentos simples, atitudes despercebidas. Adorei essa cronica sobre a mãe e o valor que ela passou ao filho e ele esqueceu. Já indo para minha lista de desejados. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  20. Oie!
    Eu adorei esse livro, muito legal! Faz um tanto de tempo que não leio crônicas e gostei muito de ver uma resenha sobre isso. Adorei os trechos que você compartilhou no post, principalmente esse último da colherzinha rsrs, um amor.

    BJOS!
    http://luadeneonblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi Larissa, este livro deve ser muito bom, pois conheço algumas crônicas dele e são ótimas.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  22. Oooie!
    Juro que nunca tinha ouvido falar desse livro!
    Mas me deu vontade de ler. Gosto de experimentar o novo e desconhecido. E esse tem uma tematica que parece ser legal.
    Beijooos

    ResponderExcluir
  23. Adorei a sua resenha porém livro não me atraiu de fato pela capa e confesso que crônicas não é o meu tipo de leitura preferido.

    ResponderExcluir
  24. Aquele momento COMO ASSIM eu não conhecia esse livro?? Amo a obra do Moacyr, quando meu pai assinava a Folha de São Paulo eu adorava as terças , porque lia as crônicas dele. Esses dias achei um livro de 2000 que eu tinha, dei e comprei de novo num sebo... hehehe.. Obrigada mesmo pela resenha... vou comprar com certeza!

    ResponderExcluir
  25. Na condição de cronista aspirante, muito me alegra saber que esse tipo de leitura (minha favorita) não está em desuso. No mar de mini contos (detestáveis, por sinal), histórias vampirescas/acinzentadas, jogosmortaninianas e afins, textos leves sobre o cotidiano surgem como preciosidades. Srta Bookaholic, parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger