Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: Pássaros sem canção - Jards Nobre

Pássaros sem canção Adriano subiu para a represa, andou sobre ela, olhou em volta e observou como a paisagem mudara. Evitara passar por ali durante todos esses anos. Uma vez foi inevitável, mas ele não quis olhar para o lugar, apenas para o chão sob seus pés. Agora, tendo ido lá justamente para recordar, observava como a paisagem mudara. E entristeceu, porque tudo lhe pareceu profundamente triste. Ao olhar cada pormenor do ambiente, sobrepunham-se-lhe imagens de como aquilo era dez anos antes, quando a água banhava a represa e se jogava sobre as pedras num incessante cantarolar. Ouviu as risadas, viu o olhar assustado, temendo que fossem flagrados; as mãos que se lhe estendiam e o chamavam para o abraço; os lábios róseos que sorriam languidamente... Tudo parecia tão presente! 
Páginas: 250



 Eu demorei um pouco para pegar esse livro para ler e não sei bem o motivo, porque ele sempre me deixou muito curiosa, mas quando o peguei, não consegui largar assim como foi com o outro livro do Jards.  Esse autor consegue nos prender à suas histórias de uma forma tão fácil e mesmo que a revisão nem sempre coopere, a leitura é fantástica.


 No prólogo de "Pássaros sem canção", conhecemos Adriano, um homem amargurado que começa a se distanciar do seu filho sem uma aparente razão e que sente muito a falta de alguém a ponto de não conseguir ser feliz. Depois de conhecermos Adriano, ficamos nos perguntando o motivo de suas atitudes e quem é essa pessoa de quem ele tanto sente falta. Então o autor nos conduz à história do personagem tirando todas as nossas dúvidas.
 Quando Adriano tinha dezessete anos conheceu Renato, filho do patrão de seus pais. Embora os dois tivessem a mesma idade, eles eram diferentes em várias coisas, mas, com o tempo eles acabaram virando amigos, até um momento em que os dois amigos começaram a sentir algo a mais. Mas, conforme Adriano aprendera, isso não era certo, homem nasceu para gostar de mulher e não ser "viado". Só que ele não conseguiu fugir desse sentimento, então os dois amigos se entregam um ao outro e juntos descobrem o sexo e o amor.
 No entanto, esse amor, claro, não é bem visto pelos outros, pois ambos vivem nume sociedade rural conservadora e patriarcal. Se alguém descobrir o que os dois fazem juntos, as consequências serão ruins, por essa razão eles precisam esconder o que sentem até terem uma solução para viverem juntos. Até quando eles irão conseguir fingir sem ninguém desconfiar deles?


 A diagramação do livro está bem simples e agradável, as folhas são amareladinhas, o que é ótimo, pois muitos leitores preferem folhas assim para ler por conta de problemas de vista. A fonte e o espaçamento do texto estão ótimos, mas algo que me incomodou foi o uso de aspas nos diálogos e não o uso de travessão. O título do livro combina muito com a história. Há uma parte no livro em que entendemos o motivo de o autor ter escolhido esse título, e eu cheguei à conclusão de que o autor fez uma escolha maravilhosa. A capa do livro não fica para trás, achei-a muito bonita e, de certa forma curiosa, chamando a atenção do leitor.

"O homem da banca disse que só faltava cantar... Eu me lembrei de nós dois... Pássaros sem canção... Quando a gente se encontra no meio da mata, se sente livre, mas não pode cantar o amor que a gente tem aqui no peito."

 Esse livro me fez sentir o sofrimento de Adriano. Muitas vezes me coloquei no lugar dele e fiquei imaginando o quanto aquilo era difícil, pois ser homossexual não é uma escolha, você não escolhe quem amar e é horrível ver que só por alguém amar outra pessoa do mesmo sexo, ela sofre tanto e esse sofrimento pode ser tanto física quanto psicologicamente.
 O livro, porém, não traz apenas esse assunto que faz o leitor refletir, ele também aborda o estupro e como essa atitude pode vir de quem menos esperamos, de alguém que a vida toda amamos e vimos como alguém que nos protegia. O livro também traz à tona a questão do amor adolescente e de como alguém pode tirar proveito disso para conseguir sexo e depois abandonar a pessoa, independente se ela está precisando de ajuda ou não. E esse livro fala muito sobre o sofrimento, cada personagem tem uma história para nos contar e todos possuem algum sofrimento que jamais será apagado, é impossível não ser conquistado por algum personagem e sofrer com ele.
 O final do livro eu gostei e não gostei ao mesmo tempo, eu não sei explicar direito, é um final bonito e que vai agradar muitos leitores, mas eu não consegui decidir ainda o que realmente achei dele.
 Por fim, "Pássaros sem canção" conta uma linda história de amor entre duas pessoas, mas esse amor é visto como errado pelo mundo, por conta disso esse amor não teve final feliz ou será que teve? É um livro que eu recomendo para todos lerem, pois faz com que a gente fique pensando sobre os temas tratados por um bom tempo, um livro que nos prende do começo ao fim e que vale a pena ser lido.


*Vale lembrar que esse livro não é recomendado para menores de idade, pois tem uma temática pesada e contém trechos explícitos* 

Onde encontrar:

Deixe um comentário:

  1. Oi Lari! Parece ser muito bom! Assim como o outro livro do autor, a capa é maravilhosa hein!
    Já está na minha lista do skoob! haha
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Larissa legal a premissa do livro, parece ser um drama bem legal!
    Bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  3. Achei o título tão bonito rs
    esse livro parece ser muito interessante, fiquei curiosa para ler tbm.
    beijocas

    http://somandoconhecimentooficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. O escritor é meu tio!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Lari, que capa simples e linda! Adorei. Pela sinopse, achei um livro bem intenso e interessante. Fiquei bastante curiosa e já o adicionei no skoob como desejado. Fiquei bem curiosa mesmo, ainda mais pela sua nota! O livro deve ser excelente *______*

    Beijos, Rob

    ResponderExcluir
  6. Lari lindinha achei a sinopse meio confusa , o livro aborda temas pesados como estupro espero que o autor saiba conduzir o tema sem deixar a leitura pesada , confesso que me padeci com o sofrimento do Adriano pois ainda há muito preconceito hoje em dia. No momento vou deixar passar essa leitura .

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Lari. Eu fiquei interessada na leitura, tem temas polêmicos e espero que o autor tenha conduzido bem. Espero gostar tanto quanto você.

    Beijos
    Leitora sempre

    ResponderExcluir
  8. Oiii,

    Realmente a capa é liiinda!! Eu não me lembro de ter visto esse livro em algum lugar, gostei de saber um pouco mais da tematica dele, e o fato de ser pesada, mas o autor soubre como trabalhar. Gostei principalmente da forma como você se sentiu ao ler *O*

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  9. Lari, você tem razão, a capa é muito bonita e enigmática. Já despertou a minha curiosidade.
    O livro me pareceu daqueles que nós fazem refletir a cada virada de página. e isso é muito bom. É um tipo de livro que me instiga sempre.
    Deixarei a dica anotada aqui para ler quando tiver a oportunidade.

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  10. Tenho muita aflição de livros que usam aspas no lugar dos travessões, isso me incomoda muito e acaba atrapalhando a minha leitura. Então, só compro livros assim quando a história me interessa de forma absurda, o que não aconteceu. Você não ter conseguido definir o que achou do final também é algo que me incomoda. Enfim, dessa vez passo a dica, apesar de você ter curtido tanto a leitura!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  11. Oi flor! Acredita que não gostei da capa? Ele pare e ser bem interessante pelo o que você contou, mas costumo comprar um livro pela capa! Hehe
    Bjus

    ResponderExcluir
  12. Adorei a resenha, me deixou curiosa a respeito do livro. Sem falar que a capa é linda *-*
    Parabéns!

    Beijooos!
    Vivendo em Livros

    ResponderExcluir
  13. Adorei a resenha, me deixou curiosa a respeito do livro. Sem falar que a capa é linda *-*
    Parabéns!

    Beijooos!
    Vivendo em Livros

    ResponderExcluir
  14. Oi,
    CARACA, O PROTAGONISTA TEM MEU NOME :o
    HAUAHUSHAUSHUASH Pela primeira vez na vida eu achei um livro assim e eu já quero ler. Gostei do enredo, desse amor "proibido" (não deveria ser. Toda forma de amor é justa) e achei muito legal o fato dele sentir essa falta viva e com isso o autor pode criar a metáfora com relação ao pássaro sem canção. Amei e já quero ler :)

    Abraços
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Lari,

    Amei a capa do livro, e amei tua resenha, o livro não me chamou muita atenção, mas fiquei bem curiosa com a historia, pelo local onde a historia se passa, se eu tiver portunidade de ler o livro com certeza irei ler.

    Mayla

    ResponderExcluir
  16. Oi, Larissa. 2 coisas não me fizeram gostar do livro: revisão ruim e falta de indicativo da temática. A sinopse não me diz nada sobre o romance homossexual, e justamente por ser um tema polêmico deveria ser sinalizado. Eu ficaria muito incomodada se comprasse o livro achando que era um drama ou outra coisa e encontrasse o amor entre 2 pessoas de mesmo sexo. Pelas minhas crenças, não concordo com isso, mas respeito a opção de cada um, por isso gostaria de ser respeitada e avisada. Mas enfim... Não é um livro pra mim.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  17. Oi, Flor!
    Adorei a capa, e só por ela eu nunca imaginaria do que o livro se trata :o rsrs
    Ultimamente a homossexualidade vem sido bastante abordada nos livros, né? Eu acho isso bem legal, porque acaba que quebra um pouco do preconceito que ainda existente sobre o tema. Enfim, achei bacana, se eu tiver a oportunidade de ler, com certeza o farei (:

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Olá Larissa,
    quando um livro aborda um tema um tanto peculiar, e que muitas vezes não é aceito por outros leitores, o autor deve pensar e saber bem o que esta fazendo.
    Eu mesma li ate hoje somente um livro onde ele trazia em sua historia o homossexualismo e achei a forma da autora trazer o assunto bastante gratificante.
    E este em questão me chamou atenção, pela forma como o autor trouxe a historia, e de outros assuntos como violência sexual e o preconceito.
    Um liro com uma drama bastante peculiar, que ao mesmo serve como um lição e tempo para refletir sobre nos mesmos, a sociedade entre outros.
    Ao contrario de você eu não gostei da capa, achei ela um tanto esquisita, mas você falou sobre o significado, alem do nome do livro que chama muito atenção também.
    Marquei aqui e espero muito em breve e poder conferir esta historia.

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
  19. Esse livro me deixa curiosa e já com o coração apertado, pois sei que vou morrer de chorar por conta dele, caso o autor saiba abordar todos esses temas polêmicos. Parece um livro bonito, mas ao mesmo tempo tão doloroso... O preconceito e o estupro são violências que me fazem sentir náusea e desistir de entender o mundo que vivemos.
    A capa é bonita e parece combinar perfeitamente com o título.
    Está na minha lista e espero não morrer desidratada após a leitura </3
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  20. mds eu ja quero ler o livro! a historia parece ser mesmo mt boa e scrr sahusha alem da capa ser mt bonita
    tonsdeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Gosto de leitura assim que quando a gente pega não consegue mais largar, amei a resenha e com certeza pretendo ler o volume em breve , beijão :D

    ResponderExcluir
  22. A resenha me prendeu do início ao fim eu desejava sempre ler mais e o fim, foi surpreendente. Parabéns ao autor, este é o segundo livro que leio dele e ele só melhorou! Amei ler esse drama, indico a todos!

    ResponderExcluir
  23. O título e a capa do livro transmitem melancolia e tristeza.

    ResponderExcluir
  24. Nossa, realmente parece ser um tanto intensa essa estória! Fiquei um pouco curiosa.

    XOXO,
    http://palavraforpalavra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  26. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  27. Toda vez que leio uma resenha de algum livro desse autor fico com mais vontade de conhecer a escrita dele. Espero lê-lo em breve para saber se eles ficam juntos ou vão deixar que a sociedade os separem.
    Beijos!

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger