Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: Entrelace

Entrelace: Caminhos que se cruzam ao acaso

Um homem. Uma mulher. Aparentemente desconhecidos, separados por quilômetros de distância, mas unidos pelo amor ... Destinos entrelaçados pelo acaso, mas implacavelmente afastados pelo preconceito... Amor e preconceito digladiando-se num profundo e intenso embate... Será o amor capaz de vencer o preconceito? Ou o preconceito será capaz de subjugar o amor presente no coração de uma mulher? 
Páginas: 660


 Desde a primeira vez que vi esse livro eu fiquei interessada e diferente do que sempre acontece, não foi a capa que chamou a minha atenção, mas algo nesse livro me dizia que ele tinha uma história maravilhosa e uma bela mensagem para o leitor.


 "Entrelace" conta a história de Henri e Carol, duas pessoas que se conheceram virtualmente e que acabaram se apaixonando, mas quando eles vão se encontrar, Carol se depara com um cadeirante e ao descobrir que é Henri, ela fica furiosa e começa a ofender ele chamando-o de mentiroso, algo que não é verdade, pois Henri lhe contou sobre sua deficiência, mas um grande mal entendido aconteceu e Carol não leu essa revelação de Henri.
 Então os dois se distanciaram completamente e quem saiu mais machucado dessa relação foi Henri, pois ele achou que a mulher que ele amava o tinha aceitado como ele era, mas infelizmente não foi isso que aconteceu. No entanto, o destino se encarrega de novamente colocar os dois frente a frente, isso ocorre quando Carol vai conhecer seu novo chefe e ele é Henri. Nesse momento Henri se mostra um grande profissional e aceita Carol como sua funcionária, essa relação entre os dois não será nada fácil, mas ambos terão que ser extremamente profissionais e deixar de lado a relação pessoal.
 A convivência de Carol com Henri fica cada vez pior, pois Carol é muito preconceituosa e vive magoando Henri, mas mesmo com todo o sofrimento que Carol lhe causa, Henri não consegue deixar de amá-la e esse sentimento se intensifica mais ainda quando Carol passa a morar na mesma casa que Henri. Será que agora Carol vai se dar conta do quanto Henri é especial e vai deixar de lado seu preconceito e seu jeito egoísta?


 Quando eu peguei o livro para ler, confesso que fiquei um pouquinho desanimada, pois é um livro grossinho e eu tinha acabado um livro que arrastei a leitura toda, mas quando comecei a ler, nem vi as páginas passarem, eu "devorei" esse livro como a algum tempo eu não fazia com livro algum, ou seja, a leitura foi muito fluida para mim. 
 A diagramação do livro está simples, a fonte do texto está em um tamanho pequeno e as páginas são brancas, o que de início pode afastar muitos leitores, mas vale muito a pena ler mesmo com esses detalhes que não agradam a maioria das pessoas. A capa do livro eu não gostei, não que ela seja feia, mas ela não chama a atenção para a história do jeito que deveria. Vale lembrar que os capítulos são intercalados entre Henri e Carol, isso é um ponto bem positivo, pois assim conseguimos ver a história do ponto de vista dos dois.
 Em relação aos personagens, os dois foram muito bem construídos, é impossível não ser conquistado por Henri, ele é um personagem muito forte e admirável, um homem que mesmo com todas as dificuldades não se deixou amargurar e que sempre pensa e faz o bem para os outros. A Carol também é uma personagem incrível, mas ela vai fazer o leitor a odiar com todas as forças, pois ela é muito fria e sempre machuca Henri, tem atitudes ridículas que fazem o leitor se perguntar o que ela tem na cabeça, mas depois a Carol vai conquistando o leitor aos poucos. Ambos possuem uma linda história de vida e elas foram entrelaçadas bem antes deles terem noção da existência um do outro.

"Infelizmente ou felizmente (não sei), parece que, quando amamos, ficamos mais sensíveis e é esta sensibilidade aflorada que faz com que nos machuquemos facilmente quando ouvimos algum comentário da pessoa amada que não nos agrada."

 Esse livro tem uma grande história de amor e superação, ele mostra que às vezes o preconceito que sentimos pode atrapalhar e muito a nossa felicidade, que deixar de ser preconceituoso não é algo fácil que pode ser feito da noite para o dia, ele também traz a tona a questão da dificuldade que um cadeirante possui para se locomover em algumas cidades.
 Bom, eu não consegui expressar nem metade do que  esse livro me fez sentir, é difícil colocar em palavras o quanto essa história me emocionou e me marcou, eu só posso dizer que recomendo muito a leitura desse livro, pois o mesmo tem uma história incrível que faz o leitor refletir bastante. Entrelace é simplesmente um livro maravilhoso que precisa ser compartilhado com o mundo, ele é sem sombra de dúvida o melhor romance nacional que já li e entrou para a minha lista de livros favoritos. Agora para finalizar: LEIA esse livro mesmo se a revisão não agradou você, pois vale muito a pena, a história é muito linda.

"A lição que aprendi com Henri não era exclusiva para quem tem deficiência. Era para mim e para qualquer pessoa também. A diferença, seja ela qual for, não é uma aberração. É apenas uma forma mais perceptível de demonstrar que, na verdade, a regra, a normalidade é a diferença, e não, o padrão, pois ninguém é igual."


Onde encontrar?
Impresso: Baraúna -  Saraiva - Cia dos Livros - Martins Fontes 
Ebook: Saraiva 

Deixe um comentário:

  1. Oi, Larissa!
    Fiquei super curiosa com esse livro, acho que é uma história que me agradaria bastante, além de abordar e chamar a atenção para um tema tão importante que é o preconceito com pessoas deficientes! Gostei muito da trama, e quero ler o livro!

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada pela resenha! Adorei!!!! Muito linda mesmo!!!!

    Beijos,

    Diana Scarpine.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Diana <3
      Fico muito feliz ao ver que você gostou *-*

      Beijos :*

      Excluir
  3. Oii,

    Nossa, quero conhecer essa história! Me agradaria, a sinopse, a resenha então me encheu os olhos. Acho que quando uma história é boa, a diagramação não é tão importaaaante assim, leria sem problema.

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Larissa.

    De fato, a capa desse livro não é nada bonita e não chama a atenção. Se eu estivesse na livraria não iria nem ler a sinopse.
    Ainda bem que temos blogs que fazem resenhas e etc para nos fazer mudar de ideia. Adorei a história e com certeza vou odiar de coração essa tal de Carol. Parece ser o tipo de livro que nos agrega alguma coisa.

    bjs

    ~ Blog:
    . Cantar Em Verso
    . Fbook Cantar em Verso

    ~ Página pessoal:
    . Fbook

    ResponderExcluir
  5. Lari, minha primeira reação foi: quantas páginas!!! Grossinho foi um super elogio né?! Juntado uns cinco livros que estou lendo atualmente, consigo chegar ao seu! Adorei a resenha e apesar do tamanho e da quantidade de páginas eu leria. Gostaria de ver a Carol quebrando a cara, sério. Ou não né?! HAHAHAHHAHA. Esse livro provavelmente irá mexer comigo *_* Parabéns pela resenha, ameeeei.

    Beijos, Rob

    ResponderExcluir
  6. Lari lindinha que livro the best , ficou muito curiosa para ler, imagino a decepção do Henri . Se o livro nos prende não faz mal a quantidade de páginas , louca para saber o desfecho dessa história regada a preconceito e aprendizado. Só não gostei da capa merecia algo mais bonito. beijos lindinha

    Joyce

    ResponderExcluir
  7. Oi Lari.
    Nossa que enredo profundo, gostei do assunto desenvolvido, e principalmente da lição, gosto de histórias assim, com um propósito.
    Apesar da capa não ser das mais belas e das páginas serem brancas, a história merece ser lida.
    Dica anotada.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  8. Olá

    Que atual o tema deste romance, achei interessante por conta do conflito e também pelo livro ser intercalado entre os dois protagonistas, mas pelo que vi é em primeira pessoa e eu tenho um pé atrás com relação a isso, mas fiquei curioso com o desenvolvimento do livro e portanto vou ignorar isso momentaneamente. Também não curti a capa e a revisão que deixa a desejar são coisas bem negativas, temos que cobrar da editora uma nova edição devidamente revisada, pois é totalmente injusto com o autor. Enfim, me interessei, anotei a dica mas vou demorar pra procurar o livro e posteriormente ler, principalmente porque não estou comprando livros novos no momento.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  9. Bom, achei o tema do livro bem legal, tratar da questão do preconceito é sempre muito importante. Mas se eu for ler, será se conseguir encontrá-lo em ebook para kindle (vi que você colocou o link da Saraiva, mas pra mim precisa ser da Amazon, por causa do formato), porque sinceramente folhas brancas e letras pequenas são uma combinação que dificulta demais a minha leitura... por mais que a escrita seja fluida, sempre empaco. Se é o melhor romance nacional que você leu, com certeza vale a pena conhecer a história, mas tenho que pelo menos derrubar essa barreira da cor da folha/ tamanho da letra para conseguir fazer isso.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  10. Complicada essa história! Eu fiquei com pena do Henri só de ler sua resenha, imagina lendo o livro. Acho que vou ficar com raiva de todo jeito, ele terminando ou não com ela, por motivos diferentes. Concordo com vc que a capa não passa a essência da história, fica bem aquém da premissa.
    Gostei da dica!
    Beijinhos!
    Giulia- www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, Flor! Tudo bom?
    Começamos a resenha com um impacto bem grande não é mesmo? Esperava que a atitude dela fosse outra, depois que o choque passasse, mas estou tão magoada quanto ele. Fico tentando imaginar a cara dela ao saber que ele seria seu chefe, mas estou gostando cada vez menos dela por causa desse preconceito, e um pouco dele também por ficar insistindo com ela, mas tenho certeza que com essa história, temos uma lição de vida sem igual. Vai o livro pra minha lista e quero ler o quanto antes!

    Beijinhos,
    Percepções Blog | Grupo: Mais um livro, Por favor!

    ResponderExcluir
  12. Oi La, tudo bem?

    De início o livro não me chamou atenção, mas depois dessa resenha fiquei muito interessada em conhecer a historia do Henri da Carol, estou precisando ler livros nacionais, e já fiquei bem curiosa com esse.

    Mayla

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Apesar de não ser fã de leitura nacional me interessei pelo enredo que a autora criou. Achei com fugiu do clichê, pelo menos pra mim. Toda essa questão de egoísmo e preconceito me deixou desejoso de saber o desfeche desse romance. O livro ganhou dois pontos quando alterna os capítulos entre os personagens; assim ficamos mais inteirados sobre o sentimentos e pensamentos de ambos.
    Adorei a resenha!

    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Verdade o que você falou sobre a capa. Ela até é fofinha, mas não transmite a premissa do livro.
    Pela sua resenha eu já odeio a Carol. Vou me irritar com ela. fato! E porque ela e o Henri começam a morar debaixo do mesmo teto?! fiquei curiosa com isso em menina rsrs
    Ótima resenha =)

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  15. Olá! Achei a capa bem sem graça, e poderiam ter escolhido algo que representasse melhor a história. O livro parece ser interessante, principalmente por se tratar de um tema pouco visto nos livros. Infelizmente, ainda existe muita gente com esse tipo de preconceito. Não sei, mas não gostei muito da Carol, achei meio insensível da parte dela, principalmente vindo de alguém que já tinha gostado do Henri por ele ser quem ele é, pela personalidade e não pelas limitações. Acho que se fosse ler o livro, teria vontade de bater na Carol a cada página. kkkk


    Beijos,
    Bell

    http://contosdoguerreiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. O tema do livro é do tipo que nos faz refletir, mas apenas por sua resenha já senti vontade de abraçar Henri e espancar Carol, embora tenha aí uma verdade: O preconceito existe, por mais desumano que seja e infelizmente, não se pode acabar com ele de um dia para o outro. Espero não odiar tanto assim Carol, pois do jeito que eu sou rancorosa o final pode ser feliz e eu ainda viu desejar falar umas boas e poucas para ela xD
    Independente das páginas brancas, a letra pequena e o livro com um número bem grandinho de páginas, sem falar da narrativa em primeira pessoa - que nem sempre me agrada - irei dar uma chance a ele. Parece ser uma belo romance com lições e reflexões a serem aprendidas e feitas.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. ja anotei aqui na minha lista pq c certeza vou ler esse livro logo logo, so pela sinopse vc ja se interessa ainda mais pela sua resenha
    tonsdeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Nunca tinha visto esse livro antes, mas fiquei curiosa e é um nacional que pode entrar para a minha lista de desejados. Ótima resenha :D

    ResponderExcluir
  19. Não é apenas mais uma história romântica, é um livro que você vai ficar pensando muito tempo depois de terminar a última página. Fato que me agradou muito é que a história é narrada a partir do ponto de vista de Henrique e Ana, com uma linguagem fácil, que proporciona uma leitura prazerosa.

    ResponderExcluir
  20. Parece bom mesmo vou até anotar pra ler em breve

    ResponderExcluir
  21. Gostaria de ler e me emocionar ! Espero ganhar !

    ResponderExcluir
  22. Gente? Como assim? Me responde como esse homem aguenta passar por tudo isso? Só pela resenha, já vi que ele sofre bastante viu!
    Já percebeu que a maioria dos livros nacionais não é tão grosso assim? Aí quando você vê um com mais de 600 páginas, fica logo assustada! Jurava que não tinha mais de 300 :') mas o que vale é o conteúdo. Gostei da resenha.

    XOXO,
    http://palavraforpalavra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Nem imaginava que o livro falava sobre preconceito só pela capa, o livro aparenta ser bem escrito. Curiosa para saber se Carol vai deixar esse preconceito de lado para ficar com o Henri.
    Abraços!

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger