Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

In my little corner: R. Lousa Santos



  Oi bookaholics, hoje venho anunciar a mais nova coluna do blog, ela é inspirada em uma coluna do blog House of Chick e será uma coluna sobre entrevistas com autores o/
   O primeiro autor que iremos conhecer no In my little corner é o R. Lousa Santos, autor do livro Charada - Um enigma imposto pela vida, publicado pela editora GARCIA edizioni, caso queiram ver a resenha do livro é só clicar aqui.


R. Lousa Santos

Nasceu no dia 26 de Julho de 1994, na cidade de Uruaçu-Goiás, filho de Job dos Santos e Vânia Lousa. Possui três livros publicados, sendo dois pela Garcia Edizioni: Fuga (2012) e Pais &Filhos (2013) e um pela Editora Multifoco: Filho (2012). Atualmente cursa Matemática na Universidade Federal de Goiás (UFG). 





Como e quando foi que você decidiu que queria ser escritor?  
Sempre gostei de escrever, desde que aprendi e sempre fui um leitor muito assíduo, sempre tinha um novo livro para ler e assim que terminava um começava outro. Eu deveria ter meus 13 anos quando decidi que realmente queria escrever um romance, logo após ler o livro “O grande mentecapto” de Fenando Sabino e ler um pouco de sua história de vida, achei-o interessantíssimo e isso me inspirou bastante. Comecei a escrever e até hoje não parei...

Eu vejo muitos escritores que sentem muita dificuldade em publicar um livro, como foi para você?
Foi por acaso, eu estava lendo sobre literatura (incentivado por uma professora do ensino médio – Marcela) e me deparei com um site de publicação independente, busquei saber mais sobre seu funcionamento e publiquei meu primeiro livro, “Filho”, de forma independente. Neste site conheci a escritora Adriana Vargas que me auxiliou bastante na procura de uma editora tradicional, o que facilitou bastante o processo, creio que sem a sua ajuda tudo teria sido mais difícil. Então submeti meus originais à editora e tive a feliz resposta de que teria meus livros publicados.

Quais são seus escritores favoritos? Aqueles que são como uma inspiração para você escrever?
Minha escritora favorita é Clarice Lispector, sou simplesmente apaixonado pelo estilo dela. O primeiro livro que li dela foi “A paixão segundo G. H” aos 12 anos e me apaixonei. Outro autor que adoro é Augusto dos anjos, posso citar: Sidney Sheldon, Fernando Sabino, Machado de Assis, já li muito Pedro Bandeira, Agatha Christie. São autores que me influenciam bastante.

Quanto ao livro Charada, de onde surgiu a inspiração para escrevê-lo?
Esta é uma das perguntas que mais temo. Consigo me lembrar do que me inspirou a escrever todos os meus livros, exceto Charada, simplesmente não consigo lembrar, não sei se foi algum semáforo, ou algum quadro, a minha mania – como Paulo Vinícius – de observar pés, algo assim. Geralmente não são as grandes coisas que me inspiram, são mais os detalhes.

A música da banda Kansas está no começo do livro, qual foi o motivo para você colocar ela no livro?
Amo rock! Adoro terror! Carry On My Wayward Son é uma das músicas temas da série “Sobrenatural”, assim que a ouvi me apaixonei. Acho a letra metaforicamente muito parecida com a história de Samuel, um filho persistente, que sempre continua em frente apesar de todos os “desafios” – se é que eles realmente existem – que ele tem que enfrentar. “My charade is the event of the season”.

O personagem Samuel foi completamente inventado da sua imaginação ou você se espelhou em alguém para criá-lo?
Acho Samuel muito complexo, creio que eu não conseguiria inventá-lo somente de minha imaginação. Ele tem muito de mim – como muitos outros personagens –, mas também tem muito de outros ao meu redor. Gosto de observar e aos poucos vou adquirindo detalhes das pessoas. Mas Samuel não é inspirado em uma pessoa especial.

Vendo seu livro agora, publicado, você gostaria de mudar algo na história? Ou quem sabe acrescentar?
Quando comecei a escrever “Charada”, pensava em colocar algo no capítulo precedente ao epílogo, quando finalmente cheguei nele já não me lembrava o que queria escrever, mesmo assim deixei a história me conduzir. Até hoje não lembro o que realmente queria colocar, e acho melhor assim, pelo menos não fico com vontade de alterar. Tirando este detalhe, creio que o resultado final está conforme imaginado, principalmente o seu final e as partes que aparentemente são desconexas – mas todas as partes estão metaforicamente interligadas.

Ping-Pong:
Um livro: A hora da estrela, Clarice Lispector;
Um autor: Clarice Lispector;
Um personagem: Margarida, do meu livro “Pais & Filhos”;
Uma música: Mein Teil, Rammstein;
Uma mania: Copiar trejeitos das pessoas que observo;
Um quote: “Um país se faz com homens e livros” Monteiro Lobato.


   Agradeço muito ao R. Lousa Santos por ter aceito participar da coluna e ser sempre muito atencioso comigo. Espero que vocês tenham gostado da coluna e em breve trarei mais entrevistas oo/

Deixe um comentário:

  1. Legal sua ideia e parabéns pelo blog, tá lindo!
    PS.: É legal ver autores gostarem do mesmos autores que você não é?
    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Isabela *-*
      É super legal sim, bate uma identificação maior e tals, né? o/

      Beijos :*

      Excluir
  2. Adorei a entrevista. A coluna vai ser super bem-vinda para nos apresentar a autores nacionais *-*

    Thati;
    http://nemteconto.org

    ResponderExcluir
  3. Adorei a entrevista. Uma pena, existem tantos autores nacionais incríveis que não recebem o destaque que merecem.

    www.noseculoerrado.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Ellen.
      Tantos autores ótimos, mas a maioria dos leitores preferem os livros estrangeiros, até porque dificilmente um autor nacional consegue uma divulgação boa que atinja bastantes leitores :c

      Excluir
  4. Oiee! ^^
    Muito Boa essa ideia de Entrevistar autores! Parabéns para o Blog!
    Beijoos e até! ^^
    Eu sou do Blog: Vem conferir a resenha pessoal!
    Retribuo comentários e seguidores! ^^
    Até e Obrigado!
    http://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi linda,adoro entrevistas,conhecemos tanto do autor e da sua obra assim..fiz algumas lá no blog a amei a repercussão..parabéns.
    bjs
    PS: Obrigado pela visita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Simeia.
      Entrevistas são algo tão bacana, eu gosto muito, acho bem legal apresentar aos leitores o autor, pois geralmente só se é apresentado o livro dele :C

      Excluir
  6. Nossa, que ideia legal!!!
    Isso incentiva quem sempre quis ser escritor saber as dificuldades.e benefícios. Amei a iniciativa.
    Dá uma olhada lá no meu blog:
    www.oazuldemenina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, é um meio dos leitores conhecerem o autor e quem tiver interesse em seguir a mesma carreira pode acabar vendo muitas dicas através de uma entrevista ;)

      Excluir
  7. Gostei bastante da nova coluna. Adoro entrevistas. É bom para conhecermos novos autores.
    Vou dar uma olhada no livro do autor.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que você tenha gostado, fiz essa coluna para conseguir divulgar mais o autor e para os leitores conhecem um pouquinho mais sobre ele também oo/

      Excluir
  8. Achei ótima a ideia de entrevistas! Parabéns pelo blog!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. amo post com entrevista, saber mais sobre os blogueiros. :D
    seguindo linda.
    oidezesseis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A entrevista é um ótimo modo de saber mais sobre o AUTOR <3
      beijos

      Excluir
  10. Que legal Lari! Muito bom saber sobre a produção de um livro e mais sobre o autor.
    Adorei =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dani!
      Que bom que gostou, eu achei que uma coluna de entrevista seria bacana mesmo, to feliz em ver que a turma gostou <3

      Excluir
  11. Muito legal a coluna, adorei a entrevista! *-*
    Nossa preciso ler algo da Clarice Lispector, rs
    Ah, ele gosta de Sidney Sheldon e Agatha Christie, tipo eu, haha
    Sucesso para o R. Lousa! =D
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol *-*
      Fico feliz em ver que gostou, assim como você também estou doida para ler algo da Clarice, não sei por qual motivo ainda não li nada dela kkkkk
      Beijos :*

      Excluir
  12. Poxa, que bacana Larissa!! Adorei a ideia! Além disso, valoriza ainda mais a literatura nacional! Parabéns pela iniciativa ;)

    Beijos

    albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Milena *-*
      Fico feliz que tenha gostado da nova coluna, a minha intenção é divulgar bastante a literatura nacional, pois há tantos autores bons que estão escondidos por ai <3

      Beijos :*

      Excluir
  13. Adorei esse ideia de entrevista com o escritor, é bem interessante ter isso em um blog literários, podendo até responder várias duvidas sobre os leitores. Gostei bastante da sua iniciativa, parabéns!
    Beijos Larissa <3

    Jackson - http://tronodelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Jackson *-*
      Eu dificilmente vejo entrevistas em um blog literário, geralmente são só sobre resenhas, não que eu não goste, mas quando vi a coluna do House of Chick, eu adorei e quis fazer aqui no blog algo parecido *-*

      Beijos :*

      Excluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger