Home Sobre Mim Resenhas Colunas Contato Parceiros

Resenha: Extraordinário



Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mas ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York. Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.  
Páginas: 320



 Extraordinário é um livro da R.J. Palacio, que foi lançado em 2013 pela Intrínseca, tem duas capas diferentes, mas ambas são maravilhosas. O livro conta a história de Auggie, um menino que possui uma deformidade facial, por esse motivo ele estudava em casa, até que sua mãe decide por ele em uma escola, isso se torna um pesadelo, tanto para ele quanto para os seus pais, pois como as pessoas discriminam Auggie por causa de sua aparência, surge o medo delas o maltratarem e/ou magoarem, mas ele vai a escola e enfrenta esse medo.
 Eu quando vi esse livro, me apaixonei pela capa, ela chamou a minha atenção de uma forma surpreendente, a ilustração me deixou curiosa em conhecer a história e eu tive aquela sensação de que precisava ler, então comprei, como eu não tinha lido nenhuma resenha do livro, nem ao menos a sinopse, foi uma grande surpresa quando comecei a ler, pois não fazia ideia do que se tratava e a partir da primeira página, eu já estava encantada com Auggie, tanto que "devorei" o livro.

"Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo."
-Auggie

 Na escola como era de se esperar, nada é fácil para Auggie, as outras crianças o acham estranho e até sentem medo dele, o que é triste, pois Auggie é um menino doce. Se os outros alunos dessem uma chance a ele poderiam ver o quanto ele é legal, mas quando alguém é diferente, as pessoas simplesmente não querem dar uma chance para descobrir quem realmente a pessoa é, para elas está de bom tamanho acreditar no que ouviram a respeito dessa pessoa diferente, tiram conclusões precipitadas, baseadas na aparência. 
 Em escolas sempre há alguém que fica excluído por não se encaixar no que todos acham normal e legal, vejo isso onde estudo, é triste, pois isso magoa a pessoa e se por acaso, só um dia todos dessem uma chance a ela, talvez veriam o quanto essa pessoa é igual a todos eles, veriam que ela tem sonhos e sentimentos como todos e que quer ter amigos, não ser uma pessoa sozinha e solitária.
 Por isso, a história de Auggie nos emociona, ficamos pensando em como o tratam e percebemos que muitas pessoas são tratadas como ele, às vezes até vemos pessoas sendo tratadas de forma parecida perto de nós e não fazemos nada, isso faz com que a gente reflita sobre as nossas atitudes e nos perguntamos se estamos fazendo algo de bom à alguém.
 Uma coisa muito legal no livro, que eu simplesmente amei, foram os preceitos e eu não consigo escolher entre o preceito que o Sr. Browne passou para os alunos ou o preceito do Auggie, os dois são maravilhosos e entre eles não tenho um favorito.


 Eu já disse que o Auggie me conquistou, amo ele de paixão e a história dele é incrível, recomendo a todos, tem tantos acontecimentos que nos deixa emocionado, não vou esconder de vocês, mas eu chorei com esse livro, é emocionante demais, até faltam palavras para dizer o quanto ele é bom, ou melhor, o quanto ele é EXTRAORDINÁRIO.
 O livro é dividido em algumas partes, a cada folha cinza a história é contada do ponto de vista de um dos personagens, há uma ilustração que representa eles, o nome e também uma bela frase. Devo elogiar os personagens, pois todos são especialmente encantadores e marcantes, assim como Auggie.
 Os pais dele fazem o tipo dos pais protetores e que fazem tudo pelo filho, se for preciso tomam um tiro só para ver a felicidade do garoto, o que é muito lindo, pois há tantos pais ruins e muitos quando possuem um filho diferente de algum jeito, eles simplesmente desistem e abandonam a criança, então é lindo ver isso retratado no livro, muitos dos livros que li nunca mostraram como os pais são importantes na vida de uma pessoa, na realidade, dificilmente os pais aparecem na história.
 A irmã de Auggie, Via é o tipo de irmã que quer proteger o irmão de tudo, que o ama incondicionalmente, mas também, como todo mundo ela quer ser normal e com um irmão diferente, isso é meio difícil, o que faz ela ter atitudes erradas e magoar Auggie, eu odiei a Via por causa de algumas coisas, mas agora não mais, entendo o lado dela, afinal, não deve ser fácil passar pelo o que ela passa e é compreensível ela tentar ser normal.
  Há os outros personagens, como a Summer, uma garota gentil e bondosa, que independente do que falam sobre Auggie, ela se torna amiga dele sem nenhum interesse. E tem o Jack, garoto que se torna o melhor amigo de Auggie e que nos conquista fácil fácil, mas depois nos faz odiá-lo, o que é normal, então depois voltamos a amá-lo, querem saber o motivo? Leiam o livro e conheçam essa história Extraordinária.


Deixe um comentário:

  1. Nossa senhora, toda vez que leio uma resenha desse livro me pergunto por qual motivo ainda não o li. Confesso que tenho a capa vermelha e prefiro a azul, mais enfim né.
    Amei a resenha flor.

    Beijinhos

    Lêeh
    http://maetoescrevendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora eu que te pergunto: Por que ainda não leu ele? Esse livro é um amorzinho, um xodó *o*
      Eu tenho a azul, mas achava a capa vermelha mais bonita, até queria ela, agora amo a capa azul, é linda, mas ambas são maravilhosas, assim como o livro <3

      Beijos e obrigada pelo comentário *-*'

      Excluir
  2. " [...]Quando alguém é diferente, as pessoas simplesmente não querem dar uma chance para descobrir quem realmente a pessoa é..."
    Frase perfeita a sua! Estou amando suas resenhas Larissa, meus parabéns!
    Extraordinário é... extraordinário! Um de meus preferidos, e passa uma lição de vida linda.
    Beijos,

    Natálie
    www.nossosmundos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, acho que tive um momento de inspiração ao escrever essa resenha, Extraordinário é um dos meus livros favoritos, então dá pra imaginar que ao escrever a resenha dele, eu iria ficar inspirada kkkkkkk'

      Excluir
  3. Nunca tinha ouvido falar desse livro, e fiquei realmente tentada a ler. O autor é desconhecido por mim, mas, pelos seus elogios, parece que ele é realmente bom no que faz.
    Adoro esse tipo de livro, pois ensinam que, apesar das diferenças, todos nós somos iguais.
    Já estrou pra minha wishlist!

    Beijos, Giu.
    http://modinhagirl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não? AAAH! Como disse ali na resenha eu recomendo esse livro, leia se tiver oportunidade :3

      Beijos e obrigada pelo comentário *-*'

      Excluir
  4. Amei a resenha, muito bom mesmo! Ainda bem que coloquei entre minha pequenina wishlist! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada *-*'
      E como disse para você, chora para sua mãe, porque Extraordinário vale a pena mesmo <3

      Excluir
  5. Olá, adorei sua resenha e blog, está de parabéns!!! E esse livro é de fato extraordinário,adorei!!! Augg é adorável!

    Abraços e boas leituras!!!

    http://blog-imaginacaodeumaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Sou doida para ler esse livro! Adorei sua resenha *-* Parabéns pelo belo trabalho! bjs ♥

    ResponderExcluir

 
Criado por: Bruna Borges || Todos os direitos reservados || Tecnologia do Blogger